Rio Lungué-Bungo

O rio Lungué-Bungo, também conhecido como Longue-Bongo, é um curso de água que nasce em Angola, parte da bacia hidrográfica do rio Zambeze, que tem sua foz na Zâmbia.[1]

Rio Lungué-Bungo em vermelho; em azul o rio Zambeze.

As cabeceiras do Lungué-Bungo estão no centro de Angola a uma altitude de cerca de 1400 metros, fluindo para sudeste através do planalto do sul da África. Nos 50 primeiros quilômetros desenvolve seu calado e extensão básico, que mantém para a maior parte do seu curso, de meandros extremamente intricados, com múltiplos canais e lagoas marginais, tendo ainda um canal pantanoso de cerca de 800 m de largura que por sua vez é em um vale raso com uma planície de inundação 3 a 5 km de largura, inundado na estação chuvosa. As bordas da planície de inundação são um solo arenoso branco coberto de mata fina. O canal principal do rio cresce de 50 m de largura a 200 m de largura perto do rio Zambeze, e a sua planície de inundação aumenta à medida que se funde com a do Zambeze, no início da planície aluvial do Zambeze, que tem 25 km de largura nesse ponto.[2]

O comprimento do rio é de cerca de 645 km, mas é tão serpenteante, extremo e estreito que, se esticado como um pedaço de corda, seu comprimento seria um múltiplo de três ou quatro vezes esse valor.[3]

Enquanto o rio é um recurso valioso para as pessoas que vivem nas suas margens como uma fonte de peixe, seus meandros o tornam inadequado para o transporte fluvial, exceto na estação chuvosa, quando canoas e pequenos barcos podem andar na enchente.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Info-angola.ao - Sem acesso em 7 de agosto de 2015
  2. A Bacia do Rio Zambeze. World Bank Group. [s/d].
  3. Programa de Supervisão e Controlo dos Níveis da Albufeira no âmbito da Central Norte (Rio Zambeze). ENERMOZ / Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos da Universidade Técnica de Lisboa. 2012.
  Este artigo sobre geografia de Angola, integrado no Projecto Angola, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.