Abrir menu principal

Rio Paraopeba

rio brasileiro, afluente do rio São Francisco
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rio Paraopeba
Brumadinho By Diego Baravelli 06.jpg

Rio Paraopeba após o rompimento da barregem em Brumadinho

Localização
País
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
510 km
Hidrografia
Tipo
Nascente
Afluente
principal
Águas Claras, Macaúbas, Betim, Camapuã e Manso
Foz
Represa de Três Marias, no município de Felixlândia, em Minas Gerais, no Brasil

O rio Paraopeba é um rio que banha o estado de Minas Gerais, no Brasil. Em 25/01/2019, o rio foi impactado pelo Rompimento de barragem em Brumadinho, da mineradora Vale S.A.

Índice

EtimologiaEditar

Seu nome é de origem tupi e significa "rio largo", através da junção dos termos pará (rio) e popeba (largo).[1]

DescriçãoEditar

Sua nascente está localizada ao sul no município de Cristiano Otoni e sua foz está na represa de Três Marias, no município de Felixlândia, ambos em Minas Gerais. A extensão do rio é de 510 km e sua bacia cobre 13 643 km² e 35 municípios[2]. Seus principais afluentes são o rio Macaúbas, o rio Camapuã, o rio Betim,o rio Manso e o ribeirão Serra Azul. Estes três últimos cursos de água são represados para formação dos três reservatórios que compõem o Sistema Paraopeba: Sistema Vargem das Flores, Sistema Rio Manso e Sistema Serra Azul, respectivamente.[3]

É um dos principais afluentes do rio São Francisco.[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 591.
  2. http://www.juatuba.mg.gov.br/vernoticias.php?id=352[ligação inativa]
  3. «Parecer Único SUPRAM CM n.º 238/2010» (PDF). Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – SEMAD. 18 de junho de 2010 
  4. Minas Gerais. Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM). Estudos das Metas De Qualidade Bacia Hidrográfica do Rio Paraopeba (2005). Disponível em: <http://aguas.igam.mg.gov.br/aguas/downloads/acordo_resultados/Estudo_Metas_Paraopeba.pdf Arquivado em 4 de agosto de 2007, no Wayback Machine.>. Acessado em 27 de setembro de 2008.
  Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.