Abrir menu principal
Tarim
Wfm tarim basin.jpg

Imagem de satélite da bacia do rio Tarim

Localização
Continente
País
Localização
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
2.030 km
Hidrografia
Tipo
Bacia hidrográfica
Área da bacia
557 000 km2Visualizar e editar dados no Wikidata
Nascente
Afluentes
principais
Aksu River (en), Yarkand River (en), Konqi He (d), Hotan River (en), Muzat (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Caudal médio
920 m3/sVisualizar e editar dados no Wikidata
Foz

O rio Tarim (塔里木河, Talimu-he) é o principal rio da Região Autónoma de Xinjiang-Uigur na República Popular da China. Formado pela união dos rios Aksu (Akesu) e Yarkand (Yarkianghe), flui na direcção leste à volta do deserto de Taklamakan. Desemboca no Lop Nor, uma série de lagos salgados. O seu comprimento total é de 2.030 km. O rio não é navegável.

Bacia do rio TarimEditar

 Ver artigo principal: Bacia do Tarim

A bacia do rio Tarim (em chinês Talimupendi) é uma bacia endorreica, e uma das maiores do mundo. Grande parte desta bacia é considerada parte do deserto de Taklamakan, e rodeada por diversas montanhas. É habitada maioritariamente por uigures e por membros da etnia han. A bacia dispõe de importantes depósitos de petróleo e gás natural.

A rota da seda entra na bacia do Tarim, entre Kashgar e Yumen divide-se em duas rotas diferentes, seguindo os limites norte e sul do Taklamakan. Antigamente na bacia falavam-se línguas tocárias. Os chineses tomaram o controlo da zona em finais do século I sob liderança do general Bao Chao.

O Império Cuchana expandiu-se pela bacia entre século I e o século II, estabelecendo o reino de Kashgar e competindo pelo controlo da área com os nómadas e as tropas chinesas. Introduziram o idioma brahmi e o budismo, e desempenharam um papel importante na difusão do budismo para o resto da Ásia através desta rota.

Referências