Rio Trishuli
Confluência do rio Marsyangdi (à esquerda) com o Trishuli, junto à aldeia de Mugling
Foz Kali Gandaki (Narayani)
Altitude da foz 190 m
Bacia hidrográfica Kali Gandaki
Área da bacia 4 640 km²
Afluentes
principais
Zarong-chu
País(es) TibeteFlag of Nepal.svg Nepal
Rio Trishuli está localizado em: Nepal
Rio Trishuli
Localização da foz do Trishuli no Nepal
Coordenadas 27° 49' 16" N 84° 27' 18" E

O rio Trishuli ou Trisuli (em tibetano: སྐྱིད་གྲོང་གཙང་པོ།; transl.: Kirong Tsangpo; Wylie: skyid grong gtsang po; em nepali: त्रिशूली नदी; em chinês simplificado: 特耳苏里河; em chinês tradicional: 特耳蘇里河; em pinyin: Tè'ěrsūlǐ Hé ou Gǔlóng Zàngbù) é um rio transnacional que é um dos principais afluentes do Kali Gandaki (conhecido como Narayani no sul do Nepal). Nasce no Tibete e desagua na região central do Nepal.[1]

O nome tem origem no trishula ou tridente de Xiva, um dos deuses mais importantes da mitologia hindu. Uma lenda conta que a nascente do rio surgiu quando Xiva espetou o seu tridente no alto dos Himalaias, em Gosaikunda. No nome tibetano, Tsangpo significa rio que corre desde ou através de Tsang, a região a ocidente de Lassa.

DescriçãoEditar

As parte ocidentais da província de Tsang são tradicionalmente conhecidas por Lato, as terras mais altas do Tibete. Em Lato Norte encontram-se os cursos mais altos dos rios Yarlung Tsangpo (Bramaputra) e Raga Tsangpo, enquanto que em Lato Sul situam-se os cursos superiores do Bum-chu (Arun), o Matsang Tsangpo (Sun Kosi) e o Kyirong Tsangpo.[2]

A garganta e vale do Kyirong são uma das regiões alpinas mais pitorscas do Tibete. Dzongka, a capital da região de Kyirong domina a confluência do Kyirong Tsangpo com o seu principal afluente, o Zarong-chu. A garganta aber-se em Ragma, a 3 000 metros de altitude.[2] Corre depois para o Nepal e junta-se ao Narayani em Devghat. Por sua vez, o Narayani, corre para a Índia, onde desagua no Ganges.

A bacia hidrográfica tem 4 640 km²; cerca de 9% dela está coberta por neve e glaciares, mais de 60% situa-se no Tibete e 85% situa-se acima de 3 000 metros de altitude. O caudal tem sido medido regularmente em Betrawati, a 600 metros de altitude, e é muito semelhante ao do Narayani, tanto na estação mais seca como durante a altura do degelo das neves.[1]

O Trishuli é o rio mais popular do Nepal para a prática de rafting, devido às suas gargantas impressionantes, rápidos, trechos mais fáceis e bons acessos desde Catmandu, Pokhara e do Parque Nacional de Chitwan.[3]

Notas e referênciasEditar

  1. a b Sharma, K.P. (1993), «Role of Meltwater in Major River Systems of Nepal», in: Young, G. J, Kathmandu symposium, 1992, Snow and Glacier Hydrology (em inglês), Red Books 
  2. a b Dorje, Gyurme (1999), «Dingri County», Tibet Handbook: With Bhutan, ISBN 9781900949330 (em inglês), Footprint Handbooks, p. 296 
  3. «The Trisuli» (em inglês). www.RoughGuides.com. Consultado em 3 de junho de 2014 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rio Trishuli