Ritmo acentual

Em uma língua de ritmo acentual, sílabas podem durar diferentes quantidades de tempo, mas não é percebido como uma quantidade razoavelmente constante de tempo (em média) entre sílabas tônicas consecutivos. Consequentemente, sílabas átonas entre sílabas tônicas tendem a ser comprimidas para caber no intervalo de tempo.[1] Línguas de ritmo acentual estão fortemente relacionadas com os processos de redução vocalicica.[2] inglês, alemão, russo, língua dinamarquesa, Língua sueca, língua norueguesa, língua holandesa e língua portuguesa (exceto alguns dialetos da versão brasileira), são línguas típicas acentuais[3].[4][5] Algumas linguagens de ritmo acentual, por exemplo, árabe, mantêm vogais não reduzidas.[6]

Referências

  1. Collins, B.; Mees, I. (2013) [First published 2003]. Practical Phonetics and Phonology: A Resource Book for Students 3rd ed. [S.l.]: Routledge. pp. 135–138. ISBN 978-0-415-50650-2 
  2. Gimson, A.C. Ano = 1989 Uma introdução à pronúncia do inglês, Edward Arnold, ed., 4º ed. , Londres 
  3. Azevedo, Milton Mariano. 2005. Português: uma introdução lingüística. P.54
  4. Silva, David James. 1994. A Elisão Variável de Vogais Não Estressadas em Português Europeu: Estudo de Caso
  5. E Graham, Esther, "Variation Adds to Prosodic Typology", B.Bel e I. Marlin (eds), Proceedings of the Speech Prosody 2002 Conferência, 11-13 de Abril de 2002, Aix-en-Provence: Laboratoire Parole et Langage, 127-132. ISBN 2-9518233-0-4
  6. Kenworthy, J. (1987). Ensino de pronúncia em inglês. Oxford: Oxford University Press.
  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.