Abrir menu principal

Rival Schools: United By Fate

vídeojogo de 1998
Rival Schools: United By Fate
Capa da versão norte-americana do jogo.
Produtora(s) Capcom
Editora(s) Capcom
Designer(s) Hideaki Itsuno
Makoto Otsuki
Tatsuya Nakae
Compositor(es) Setsuo Yamamoto
Plataforma(s) Arcade, PlayStation
Série Rival Schools
Data(s) de lançamento Arcade:

Playstation:
Gênero(s) Luta
Modos de jogo Single Player, Multiplayer
Project Justice

Rival Schools: United By Fate, lançado no Japão como (私立ジャスティス学園 LEGION OF HEROES, Shiritsu Justice Gakuen: Legion of Heroes), e abreviado para Rival Schools para a versão do PlayStation, é um jogo de luta produzido pela Capcom. Lançado em Arcades e mais tarde levado para o PlayStation, é o primeiro jogo da série Rival Schools.[1]

Índice

JogabilidadeEditar

O modo principal de luta é melhor descrito como um Marvel vs. Capcom 3D, com algumas diferenças notáveis. Controle preciso, o jogo varia de outros jogos de luta por usar somente quatro botões (dois socos e dois chutes) ao invés do tradicional seis botões. O jogador escolhe a dupla que quer jogar, e luta contra outra dupla. Apesar disso as lutas são um contra um, com o parceiro somente participando sendo chamado se o jogador tiver barra de "Vigor" suficiente para um Team Up attack feito com o pressionamento dos botão de soco e chute do mesmo nível. Os Team Up attacks seriam uma espécie de ataques duplos executados pelo personagem e parceiro, ou ( para muitos personagens femininos Team Up) curará ou dará mais Vigor para o personagem controlado. Depois do término de um round, o jogador pode trocar de personagem para o próximo round não importando se venceu ou perdeu, ou continuar com o mesmo personagem. A barra de "Vigor" (essencialmente uma barra de ataque especial) pode aumentar para 9 níveis, com os Team Ups custando dois níveis e os Super Moves (Ataques Especiais) custando um nível da barra. Assim como a série Marvel vs. Capcom, lançamentos podem ser feitos permitindo os combos aéreos, com todos os personagens possuindo lançamentos baixos e altos.[2]

O jogo também tem poucas técnicas defensivas.

  • Tardy Counters atuam mais como Alpha Counters da série Street Fighter Alpha, permitindo o jogador contra atacar de uma posição de defesa. Entretanto as restrições nos Tardy Counters são muito lassas; qualquer ataque forte, normal, especial ou super ataque pode ser usado como Tardy Counter (Alpha counters são apenas limitados para certos ataques especiais para cada personagem) e Tardy Counters não custa nenhuma barra extra de "Vigor" para serem executados (Alpha counters requerem pelo menos um nível da uma barra de especial para serem feitos).
  • Attack Cancels permite que o jogador cancele um hit que está por vir com um hit ataque que cancelará ambos (embora ele não cancele ataques multi hits).

PortsEditar

Depois de seu lançamento inicial no arcade, o jogo foi levado para o PlayStation. A versão do jogo do PlayStation veio em dois CDs. O primeiro disco inclui o jogo original do arcade e os modos principais inclusos em muitas versões caseiras de jogos de luta. A Capcom melhorou o jogo original com animações introdutórias e seqüências finais, assim como a adição de voz sobre o modo Story no single player. A conversão também, adicionou dois novos personagens, Hayato Nekketsu e Daigo Kazama.

O segundo disco, chamado Evolution Disc, apresenta diversos jogos novos para complementar o original do arcade. Este disco inclui diversos minigames baseados em algumas atividades dos estudantes e o Nekketsu Seisyun Nikki mode, um modo de criação de personagens na forma de simulação diária. Neste modo, o jogador é capaz de criar um estudante e passar por um ano típico estudantil. Neste período, o personagem criado pode desenvolver amizades com qualquer personagem de várias escolas, o que permite dar ao personagem criados e revelar um pouco da existências dos personagens e suas histórias. Uma vez que o ano escolar do terminado personagem acabou, ele pode ser usado em modo de luta normal, com exceção do original modo Arcade.

A Capcom traduziu a maioria dos jogos do Evolution Disc para o mercado não japonês, e planejou incluir o modo de criação de personagem (renomeado como "School Life"), mas, mais tarde abandonou o modo de criação de personagem, dizendo que ia levar muito tempo para traduzí-lo. O resto dos modos extras no Evolution Disc foram ainda inclusos na versão ocidental.[3]

Nekketsu Seisyun Nikki 2Editar

No Japão, a Capcom lançou uma atualização do jogo, Shiritsu Justice Gakuen: Nekketsu Seisyun Nikki 2 (Japonês: 私立ジャスティス学園 熱血青春日記2, Shiritsu Justice Gakuen: Nekketsu Seisyun Nikki 2), exclusivamente para o PlayStation. As mudanças mais notáveis incluindo a adição de dois personagens novos ao jogo, Ran Hibiki da Taiyo High School e Nagare Namikawa da Gorin High School, assim como uma versão completamente nova e melhorada do modo de simulação de personagem Nekketsu Seisyun Nikki, no qual permitiu à Capcom adicionar mais atividades e detalhes da trama do jogo. O "2" no título causou que alguns fãs Estadunidenses e Mídia a se enganarem com o jogo como seqüência, um desentendimento no qual ainda existe entre alguns de fãs de hoje.[4]

TramaEditar

A estrutura de jogo single player de Rival Schools varia de acordo como os personagens são escolhidos. Se dois personagens da mesma escola forem selecionados (com poucas exceções), o modo single player partirá em uma progressão de história com lutas prédeterminadas e cada luta precede e termina com cenas em 2D explicando a história. Se dois personagens de escolas diferentes forem escolhidos, o modo single player ocorrerá similarmente a outros jogos de luta, com a escolha do jogador a dupla lutará contra outras duplas aletóriamente antes de enfrentar o chefe. No arcade, a seleção de personagem foi inicialmente limitada para escolher dois personagens da mesma escola e a seleção livre de personagens era acessível ao decorrer do tempo; as versões do PlayStation, no qual incluíam todos os personagens em oposição, tinham nenhuma restrição.

A história apresenta o jogador a uma cidade japonesa, onde diversas escolas são vítimas de ataques desconhecidos e raptos de estudantes e equipes. Os vários personagens do jogo vão atrás de descobrir quem é o responsável pelos ataques nas escolas deles, com cut scenes e lutas que ilustram as interações deles com outras escolas e entre eles mesmos. Eventualmente, a história revela que uma escola de elite da cidade,a Justice High, é a responsável pelos ataques. A dupla do jogador eventualmente enfrenta Raizo Imawano, o diretor da escola, e o primeiro chefe do jogo. Se os certos requerimentos são atingidos durante a luta contra Raizo, a história continua e o jogador enfrenta Hyo Imawano,sobrinho de Raizo e o verdadeiro mandante por detrás dos eventos do jogo.[5]

PersonagensEditar

Há um total de seis escolas no jogo que contam com estudantes, diretos e professores entre os personagens.[6]

Taiyo High SchoolEditar

  • Batsu Ichimonji - O personagem principal do jogo. Um estudante que foi transferido recentemente para a Taiyo High, ele está procurando pela mãe dele que foi raptada.
  • Hinata Wakaba - Aluna do primeiro ano da Taiyo. Ela imediatamente se junta a Batsu na investigação do desaparecimento da mãe dele .
  • Kyosuke Kagami - Aluno do primeiro ano e membro do comitê de ética da escola. Ele também se une a Batsu em sua na investigação dele.
  • Hayato Nekketsu - Aparece primeiro na versão do PlayStation. Um professor de educação física da Taiyo, ele busca as pessoas responsáveis pelos ataques em ordem de ajudar seus estudantes.
  • Ran Hibiki - Aparece somente em Nekketsu Seisyun Nikki 2, ela é jornalista do jornal estudantil da Taiyo procurando por notícias nos raptos e ataques.

Gorin High SchoolEditar

  • Shoma Sawamura - Um jogador de baseball da Gorin. Ele procura pelas pessoas responsáveis por machucarem seu irmão mais velho, Shuichi.
  • Natsu Ayuhara - Uma jogadora de voleibol da Gorin. como Shoma, ela procura pelas pessoas responsáveis por machucarem seus pupilos juniores.
  • Roberto Miura - Um jogador de futebol da Gorin. Ele ajuda Shoma e Natsu na busca de ambos, assim como serve de mediador da discussão dos dois.
  • Nagare Namikawa - Aparece somente em Nekketsu Seisyun Nikki 2, ele é aluno do terceiro ano e nadador da Gorin. Ele investiga os incidentes por conta própria, enquanto fica de olho em Shoma.

Gedo High SchoolEditar

  • Akira Kazama - Aluna do primeiro ano, entra disfarçada na Gedo, fingindo ser irmão mais velho do líder da gangue da escola. Mais tarde Akira revela ser a irmã mais nova dele.
  • Eiji "Edge" Yamada - Um estudante metido a ninja da Gedo e membro da gangue da escola. Ele é um estudante que se une à Akira em busca do chefe da gangue.
  • Gan Isurugi - Um estudante pesado na Gedo, lutador de sumô e membro do gangue da escola. Como o Edge, ele ajuda Akira em busca do irmão mais velho dela.
  • Daigo Kazama - Aparece primeiro na versão do jogo para PlayStation. O líder dos estudantes da gangue da Gedo, ele se preocupa com sua cidade natal e busca as pessoas responsáveis pelo ataque querendo vingança delas.

Pacific High SchoolEditar

  • Roy Bromwell - Um aluno de intercâmbio dos Estados Unidos. Ele está investigando os ataques e raptos a pedido de seu pai que é político renomado de seu país.
  • Tiffany Lords - Outra estudante estrangeira de intercâmbio, e animadora de torcida. Ela acompanha Roy em sua investigação, não somente para ajudar a resolver o caso mas também para impressioná-lo.
  • Boman Delgado - Um estudante estrangeiro de intercâmbio e sacerdote em treino. Ele se junta a Roy e Tiffany para ajudar a resolver o caso, embora lutar seja contra seus princípios de moral.

Justice High SchoolEditar

  • Hideo Shimazu - Um professor de língua japonesa. Ele está recrutando novos alunos para a High a mandado do direto da mesma.
  • Kyoko Minazuki - enfermeira da escola. Ela foi mandada a se unir com Hideo para recrutar estudantes para a escola.
  • Raizo Imawano - O diretor da Justice High. Parece ser o mandante dos raptos e ataques nas outras escolas. Mais tarde ele é revelado ser o pai de Batsu e tio de Kyosuke e Hyo. Aparece como sub-chefe, e é selecionável nas versões do Playstation ou no arcade por liberação com o tempo ou recorde.
  • Hyo Imawano - Um estudante da Justice High. Ele é o verdadeiro mandante por trás dos eventos do jogo. Ele aparece como chefe final, e é selecionável nas versões do Playstation ou no arcade por liberação com o tempo ou código.

Tamagawa Minami High SchoolEditar

Ver tambémEditar

 Ver artigo principal: Project Justice

ReferênciasEditar

  1. «Rival Schools: United By fate Article». IGN 
  2. «Rival Schools Gameplay». Absolute Playstation 
  3. Jeff Gerstmann. «Rival Schools». GameSpot 
  4. «Shiritsu Justice Gakuen 2». GameSpot 
  5. «Rival Schools Plot». Absolute Playstation 
  6. Kurt Kalata. «Rival Schools United By Fate». Classic Gaming. Consultado em 17 de maio de 2008. Arquivado do original em 6 de abril de 2008 

Ligações externasEditar