Robert Kempner

advogado e jurista germano-judeu
Robert Kempner
Nascimento 17 de outubro de 1899
Freiburg
Morte 15 de agosto de 1993 (93 anos)
Königstein im Taunus
Sepultamento Parkfriedhof Lichterfelde
Cidadania Alemanha, Estados Unidos
Alma mater Universidade Humboldt de Berlim
Ocupação jurista, advogado
Prêmios Medalha Wilhelm Leuschner, Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, Medalha Carl von Ossietzky

Robert Max Wasilii Kempner (Freiburg, 17 de outubro de 1899Königstein im Taunus, 15 de agosto de 1993) foi um bem sucedido advogado judeu em Berlim durante os anos de 1920 que depois se tornou o principal conselheiro jurídico da polícia prussiana. Kempner participou da investigação e processo contra Adolf Hitler e Wilhelm Frick, em 1924, na sua tentativa de derrubar o governo alemão, no Beer Hall Putsch. Na altura ele recomendou a dissolução do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. Mais tarde estudou na Itália e imigrou para os Estados Unidos.[1]

Após a II Guerra Mundial Kempner regressou à Alemanha, sua terra natal, para servir como conselheiro-chefe assistente dos Estados Unidos durante o Tribunal Militar Internacional em Nuremberg. Ele também apareceu como uma testemunha especializada no julgamento de Adolf Eichmann em Jerusalém em 1961.[2]

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.