Roberto Saviano

Roberto Saviano (Nápoles, 22 de setembro de 1979) é um jornalista e escritor italiano, de origem judaica.[1]

Roberto Saviano
Roberto Saviano, 2007
Nascimento 22 de setembro de 1979 (41 anos)
Nápoles,  Itália
Prémios Premio Viareggio (2006)

Prémio Livro Europeu do Ano (2010)
Prémio PEN Pinter (2011)

Género literário Jornalismo investigativo

Saviano escreveu Gomorra, livro que documenta a atuação das máfias italianas e sua relação com as instituições do país. A obra se tornou um bestseller em todo o mundo. Jurado de morte pela Máfia,[2] Saviano vive sob escolta permanente de cinco policiais, desde 13 de outubro de 2006.[3] É obrigado a mudar constantemente de endereço e não frequenta lugares públicos, em virtude de ameaças de morte feitas por mafiosos. Antes de qualquer encontro e de cada viagem, Saviano deve consultar as autoridades de segurança e o ministério do interior do país. Hotéis e restaurantes, assim que ele aparece, são evacuados e revistados, considerando-se a possibilidade de que sofra um atentado a bomba, por exemplo. Em outubro de 2008, revelou-se que a Camorra tinha um plano para assassinar Saviano no Natal daquele ano.[4]

Saviano foi agraciado com o Prêmio Viareggio, em 2006. Em 2010, obteve o Prêmio Livro Europeu do Ano, na categoria de não ficção. [5]

ObrasEditar

  • Gomorra : viagem ao império económico e ao sonho de domínio da Camorra, 2008
  • O contrário da morte : regresso de Cabul, 2009
  • A beleza e o inferno : escritos 2004-2009, 2010 - Prémio Livro Europeu do Ano - Não Ficção (2010)[5]
  • Vem daí comigo, 2013
  • Zero zero zero, 2014
  • La paranza dei bambini, 2016

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.