Roda de oleiro

A roda de oleiro é uma forma milenar de produzir peças, com uma roda feita a partir de madeira ou ferro. O movimento é feito pela perna que vai sendo jogada contra a roda e assim um movimento necessário para se produzir artefactos cerâmicos.

Trabalhando argila, vulgarmente chamada barro, na roda de oleiro.

Muito usada em olarias de Portugal e no nordeste do Brasil, são oficinas centenárias e que ainda mantém esse jeito tradicional e econômico de produzir muitas peças em grande escala.

HistóriaEditar

Muitos estudiosos modernos sugerem que a primeira roda de oleiro foi desenvolvida pela primeira vez pelos antigos Suméria na Mesopotâmia.[1] Uma roda de oleiro de pedra encontrada na cidade suméria de Ur, no atual Iraque, foi datada de cerca de 3129 aC,[2] mas fragmentos de cerâmica de uma data ainda anterior foram recuperados na mesma área.[2] No entanto, o sudeste da Europa[3] e China também foram reivindicados como possíveis locais de origem. Além disso, a roda também era popularmente usada por ceramistas a partir de cerca de 3500 aC nas principais cidades da Civilização do Vale do Indo no sul da Ásia, nomeadamente Harappa e Moenjodaro (Kenoyer, 2005). Outros consideram o Egito como "o lugar de origem da roda de oleiro. Foi aqui que o eixo da plataforma giratória foi alongado por volta de 3.000 aC e um volante foi adicionado. O volante foi chutado e posteriormente movido puxando a borda com a mão esquerda enquanto formava o barro com a direita. Isso levou ao movimento anti-horário da roda de oleiro, que é quase universal."[4] Portanto, a origem exata da roda ainda não está totalmente clara.

Referências

  1. Kramer, Samuel Noah (1963). The Sumerians: Their History, Culture, and Character. Chicago, Illinois: University of Chicago Press. p. 290. ISBN 0-226-45238-7 
  2. a b Moorey, Peter Roger Stuart (1999) [1994]. Ancient Mesopotamian Materials and Industries: The Archaeological Evidence. Winona Lake, Indiana: Eisenbrauns. p. 146. ISBN 9781575060422 
  3. Cucoș, Ștefan (1999). «Faza Cucuteni B în zona subcarpatică a Moldovei» [Cucuteni B period in the lower Carpathian region of Moldova]. Piatra Neamț, Romania: Muzeul de Istorie Piatra Neamț (Historical Museum Piatra Neamț). Bibliotheca Memoriae antiquitatis (BMA) (Memorial Library antiquities) (em romeno). 6. OCLC 223302267 
  4. Hamer, Frank; Hamer, Janet (2004). The Potter's Dictionary of Materials and Techniques. [S.l.: s.n.] p. 383 
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Roda de oleiro