Abrir menu principal

Rodovia Luís Augusto de Oliveira

rodovia do estado de São Paulo
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rodovia Luís Augusto de Oliveira
Identificador  SP-215 
Inauguração 1960
Legislação (decreto estadual nº 4.518)
Extremos
 • sul:
 • norte:

SP-342, São Roque da Fartura, SP
SP-255, Dourado, SP
Trecho da SP-215.svg SP-215
Interseções SP-310.svg SP-310 Washington Luís
SP-330.svg SP-330 Anhanguera
Concessionária DER-SP
norte
< Comandante João Ribeiro de Barros
SP-215.svg
SP-215
sul
Hélio Moreira Salles >
Rodovias Estaduais de São Paulo

Rodovia Luís Augusto de Oliveira (oficialmente é um dos trajetos da SP-215)[1], também conhecida como Rodovia São Carlos-Jaú, é uma rodovia situada na Região Administrativa Central, no interior de São Paulo.

É uma Rodovia transversal, e tem uma extensão de 56 quilômetros, possui pista única com trechos com terceira faixa, entre São Carlos e a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-255), na qual; chega-se a Jaú, Bauru e outras cidades.

Atualmente, a Rodovia Luís Augusto de Oliveira não apresenta nenhum pedágio ao longo do trecho, e é administrada pelo DER-SP.

HistóriaEditar

A rodovia foi inaugurada em 1960, assim como a construção do trevo de Dourado foi iniciado por volta do ano de 1960, pela “Via Técnica” empresa especializada em terraplanagem à serviço do Governo do Estado e coordenado pelo Departamento de Estradas de Rodagem, no final da administração do Governo do Presidente Juscelino Kubitschek (Partido Social Democrata – PSD) e início do Governo de transição do Presidente Jânio Quadros (Partido Trabalhista Nacional – PTN). Terminou aproximadamente em 1970 no Governo do Presidente Emílio Médici (ARENA - militar). Apenas 40 anos separam a história da construção até a primeira reforma ou restauração deste trajeto em 2009/2010. Antes os condutores dos veículos utilizavam este acesso como um atalho às cidades vizinhas de Ribeirão Bonito, Ibaté e São Carlos pela Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros que liga os municípios de Jaú à Araraquara. Segundo, douradenses mais antigos, uma pequena parte deste trajeto, antes era formado por pedregulhos até próximo a Fazenda Monte Verde e nas laterais do acostamento acompanhava-se a formação de capim erva-cidreira.

AcessoEditar

 
Rodovia Luís Augusto de Oliveira, visão do Obelisco do Centro do Estado, no entroncamento com a Rodovia João Ribeiro de Barros

Descrição do percursoEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Homem é encontrado vivo 5 dias após se acidentar em rodovia do interior de SP». Correio Braziliense. Consultado em 16 de novembro de 2019