Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Roland Cavalcanti de Albuquerque Corbisier (São Paulo, 9 de outubro de 1914 - Rio de Janeiro, 10 de fevereiro de 2005)[1] foi um filósofo e político brasileiro.

BiografiaEditar

Estudou no Colégio São Luís e no Ginásio São Bento e posteriormente, na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, graduando-se em 1936. Posteriormente, cursou a Faculdade de Filosofia de São Bento e a Faculdade de Filosofia do Estado.

Roland Corbisier foi um dos fundadores e também diretor de Cursos e Conferências no Instituto Brasileiro de Filosofia. Sob patrocínio deste Instituto e do Museu de Arte Moderna de SP, lecionou Introdução Geral à Filosofia e Estética de Hegel. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1954, onde foi professor no ano de 1955, em um curso de Introdução à Filosofia na Escola Nacional de Belas Artes, sob auspícios da CAPES e do IBF.[2]

Foi um dos fundadores e primeiro diretor do ISEB - Instituto Superior de Estudos Brasileiros, onde lecionou Filosofia no Brasil e fez conferências sobre Cultura e Desenvolvimento. Escreveu nessa época livros esgotados atualmente.

No ano de 1963, elegeu-se deputado à Assembléia Legislativa e Constituinte do Estado da Guanabara e, posteriormente, deputado federal. Exerceu mandato até abril de 1964, quando foi afastado do cargo. Tornou-se ainda professor de filosofia no ensino secundário e normal do Rio de Janeiro, após ser afastado do cargo parlamentar.

Morreu em 2005, aos 90 anos, no Rio de Janeiro, após dois anos sofrendo de mal de Parkinson. [1]

PublicaçõesEditar

  • Brasília e o Desenvolvimento Nacional
  • Problemas da Pedagogia no Brasil
  • Reforma ou Revolução (1968)
  • Enciclopédia Filosófica (1974)
  • Filosofia Política e Liberdade (1975)
  • Filosofia e Crítica Radical (1976)
  • JK e a luta pela presidência (1976)
  • Raízes da Violência (1991)

TraduçõesEditar

Referências

  1. a b Morre o filósofo Roland Corbisier. Istoé, 16 de fevereiro de 2005.
  2. Corbisier, Roland. Autobiografia Filosófica: das ideologias à teoria da práxis. Civilização Brasileira: 1978

Ver tambémEditar