Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura o futebolista, veja Roy Andersson (futebolista).
Roy Andersson
Roy Andersson em Helsínquia em 2008
Nascimento 31 de março de 1943
Suécia Gotemburgo, Suécia
Nacionalidade  Suécia
Ocupação Cineasta
Festival de Veneza
Leão de Ouro
2014

Roy Andersson (Gotemburgo, 31 de março de 1943) é um diretor de cinema sueco, mais conhecido por seus filmes A Swedish Love Story (Título sueco: En kärlekshistoria), Sånger från andra våningen, Du levande e En duva satt på en gren och funderade på tillvaron (Em português: Uma pomba estava pousada num ramo meditando sobre a sua vida), premiado com um Leão de Ouro do Festival de Veneza em 2014.[1][2][3]

BiografiaEditar

Andersson nasceu em Gotemburgo, Suécia em 1943. Um ano depois de se formar no Instituto Sueco do Cinema em 1969, dirigiu seu primeiro longa-metragem, A Swedish Love Story. O filme, que recebeu quatro prêmios no mesmo ano no 20º Festival Internacional de Cinema de Berlim, olhava para a natureza e o nuance do amor jovem e acabou por ser um grande sucesso crítico e popular para Andersson. Após esse sucesso, Andersson caiu em depressão. Como ele não queria ficar preso no mesmo estilo e expectativas, cancelou o que viria a ser seu próximo projeto, com o roteiro quase acabado, e deixou de lado algumas outras ideias para tramas que ele havia planejado realizar. Eventualmente, dirigiu o filme Giliap, lançado em 1975. O filme foi um desastre financeiro e crítico, ultrapassou o orçamento e sofreu longos atrasos na pós-produção. Giliap tinha uma direção decididamente diferente que A Swedish Love Story - substituindo alegria agradável e humor suave com comédia sombria e implacável. Após esse filme, Andersson fez uma pausa de 25 anos na direção de filmes, concentrando seus esforços principalmente em seu trabalho comercial.

Referências