Abrir menu principal

Royal Caribbean International

Royal Caribbean International
Sede da Royal Caribbean em Miami
Nome(s) anterior(es) Royal Caribbean Cruise Line (1968–1997)
Subsidiária
Atividade Hospitalidade
Turismo
Fundação 1968
Sede Miami, Flórida,
 Estados Unidos
Presidente Michael Bayley
Empresa-mãe Royal Caribbean Cruises Ltd.
Antecessora(s) Anders Wilhelmsen & Co.
I. M. Skaugen
Gotaas Larsen
Website oficial RoyalCaribbean.com

A Royal Caribbean International (OSE: RCL NYSERCL) é uma empresa de cruzeiros de origem norueguesa com sede em Miami que faz parte do grupo Royal Caribbean Cruises. É uma das maiores empresa de cruzeiros, com uma frota de 24 navios. Seus navios estão entre os maiores do mundo.

Fazem parte do grupo Royal Caribbean Cruises Ltd. além da Royal Caribbean International, as operadoras Celebrity Cruises, Azamara Cruises, Pullmantur Cruises e CDF Croisières de France.

ClassesEditar

Classe QuantumEditar

É a mais nova classe de navios da empresa. é constituída por 3 navios, são navios inovadores.[1]

Classe OasisEditar

É a segunda mais nova classe de navios da empresa. É constituída por ter navios estupendamente grandes em comparação com os da própria Classe Freedom, atualmente a terceira maior. O Primeiro navio da classe, que se chama Oasis of the Seas, foi entregue em 2009 o segundo, Allure of the Seas foi entregue em 2010, o terceiro, Harmony of the Seas, entregue em 2016 e o quarto e atualmente maior navio de Cruzeiros do mundo, o Simphony of the Seas, entregue em 2018.

Classe FreedomEditar

 
Freedom of the Seas da Freedom Class.

Composta por 3 navios irmãos:

Classe VoyagerEditar

 
Voyager of the Seas da Voyager Class.

Eram os maiores do mundo atrás da Classe Freedom e do Queen Mary 2 da Cunard, e agora atrás dos novos lançamentos. Os navios foram construídos na Kvaerner Masa-Yard’s agora Aker Finnyards em Turku. Esses navios incluem lojas, cafés, galerias de arte e palco artístico. As opções de lazer incluem quadras de basquete, patinação no gelo, pelo menos 3 piscinas e paredes de escalada.

Classe RadianceEditar

 
Serenade Of The Seas da Radiance Class

Os navios da Classe Radiance têm todas as características de RCI. Todos os navios têm os motores de turbina a gás antipoluente. Os navios da classe Radiance têm elevadores exteriores de visão panorâmica, salas de jantar totalmente em vidro, restaurantes alternativos, um telhado de vidro retrátil sobre uma piscina, um piscina ao ar livre. Os navios da classe Radiance foram construídos em Meyer Werft, Papenburg, Alemanha.

Classe VisionEditar

Tecnicamente falando a classe Vision consiste em 3 pares de navios-irmãos e não uma classe de navios idênticos, como os da Classe Radiance, da Freedom, ou da Voyager.O Legend e o Splendour, construídos em Chantiers de l'Atlantique, Saint-Nazaire, França têm um peso total de aproximadamente 70 000 toneladas e são os únicos navios que têm um campo de golf. O Grandeur e o Enchantment foram construídos em Masa-Jardas de Kvaerner, Helsínquia, Finlândia e pesam aproximadamente 81 000 toneladas brutas. O par, Rhapsody e Vision of the Seas foram construídos também em Chantiers de l'Atlantique, e têm um peso de 83 000 toneladas brutas. Em 2004, uma área do Enchantment of the Seas foi aumentada, permitindo a adição de uma piscina, restaurantes de especialidades, além de mais banheiros, expandindo a área para o conforto dos passageiros. Em 2015, o Splendour of the Seas tornou-se o primeiro navio da classe Vision a ser vendido, após a Royal Caribbean acordar com o grupo TUI a venda da embarcação, que irá operar a partir de 2016 no mercado inglês sob a marca da Island Cruises.[4]

Classe SovereignEditar

 
Monarch of the seas da Sovereign Class.

Estes eram os primeiros “mega-navios” na indústria, construídos nos estaleiros de Chantiers de l'Atlantique em Saint-Nazaire, França. Como todos os outros navios maiores da Caribbean, os navios da Classe Sovereign têm piscinas, teatros grandes e outros. Em 2004, o Monarch of the Seas entrou no estaleiro para reformas extensivas, seguido pelo Sovereign em 2005, e no Majesty of the Seas em 2007. As características novas incluem áreas públicas, restaurante Johnny Rockets, adição de paredes de escalada, novas piscinas, e mais espaço para o conforto dos passageiros.

Outros navios que pertenceram a Royal CaribbeanEditar

Referências

  1. Ian Bailey (30 de maio de 2013). «Royal Caribbean Signs Contract For Third Quantum-Class Cruise Ship» (em inglês). Royal Caribbean Cruises Ltd. Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  2. «Mariner of the Seas Fast Facts». Royal Caribbean Press Center. Royal Caribbean International. Consultado em 4 Março 2016 
  3. «Navigator of the Seas (22759)». DNV GL Vessel Register. Det Norske Veritas. Consultado em 17 Julho 2012 
  4. Daniel Capella (2 de março de 2015). «Splendour é vendido e deixará frota da Royal Caribbean em 2016». Portal WorldCruises.com. Consultado em 2 de março de 2015 

Ligações externasEditar