Abrir menu principal

São Berto

distrito do município de Manduri, localizada no interior de São Paulo
São Berto
  Distrito do Brasil  
São Berto 060811 REFON $ 02.JPG
Estado  São Paulo
Município Manduri
Criado em 1925
População (2010)
 - Total 779

São Berto é um distrito do município de Manduri, localizado no interior de São Paulo. Antigamente era chamado de São Bartolomeu

HistóriaEditar

No dia 24 de agosto de 1859, Joaquim Antônio de Arruda, com toda sua caravana, acampara à margem de um ribeirão, e o batiza de São Bartolomeu. Estava assim, denominado o futuro povoamento que ali se formara. Esse povoado se formara em torno de uma igreja, a Capela de São Bartolomeu, que na época conseguiu o terreno por uma doação da família Nunes.

Após o crescimento do povoado, ele foi elevado a distrito policial em 22 de junho de 1903 e a distrito de paz em 1925.

Etimologia do nomeEditar

O nome São Berto foi dado pelo Deputado Cunha Bueno. Ficando a estação ferroviária com o nome de São Bartolomeu e o distrito com a nomeação São Berto.

Datas marcantesEditar

  • Em 22 de junho de 1952, o prefeito doa um terreno de 287,5 m² à paróquia, para ampliação da igreja.
  • Em 7 de março de 1988, uma lei dispõe sobre a delimitação do perímetro urbano de São Berto.
  • Em 3 de agosto de 1990, uma lei dispõe sobre a construção de casas populares.

Pedidos de emancipaçãoEditar

O distrito tentou emancipar-se e ser transformado em município no ano de 1991, não obtendo êxito, e posteriormente em 1999[1], mas o processo encontra-se com a tramitação suspensa na Assembleia Legislativa de São Paulo.

EconomiaEditar

Basicamente, a população de São Berto é economicamente agrícola. No distrito, há plantações de café, milho e é feita a coleta de resina e o corte de madeira.

ComunicaçõesEditar

O distrito era atendido pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[2]. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[3], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[4] para suas operações de telefonia fixa.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Ofício de 12/12/2011 da CAMM de não arquivamento de diversos processos de emancipação» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  2. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  3. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  4. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um distrito ou povoado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.