Sérgio VI de Nápoles

Sergio VI (m. 1107) foi um mestre dos soldados e duque de Nápoles de 1077 até sua morte. Era filho do senador napolitano João e sucedeu seu tio, o irmão mais velho de João, Sérgio V. Sua irmã Inmílgia casou-se com o duque Landulfo de Gaeta.[1] Seu reinado é muito obscuro devido a pouca evidência documental.

Em vista das conquistas normandas, Sérgio reformou a relação napolitana com o Império Bizantino e recebeu o título imperial de protosebasto.[2] Ele aparentemente deu auxílio ao príncipe normando Jordão I de Cápua quando o último quebrou sua aliança com o papa Gregório VII e fez homenagem a seu principado para o imperador Henrique IV. O papa escreveu ao príncipe Gisulfo II de Salerno solicitando que persuadisse Sérgio a deixar de apoiar Jordão e Henrique.[3]

Por volta de 1078, Sérgio casou-se com Limpíasa, uma filha do príncipe Ricardo I de Cápua e Fressenda, filha de Tancredo de Altavila.[1] Ele foi sucedido por seu terceiro filho, João VI, que foi co-governante em 1090.[4][5]

Ver tambémEditar

Precedido por
Sérgio V
Duque de Nápoles
10771107
Sucedido por
João VI

Referências

  1. a b Skinner 1995, p. 48.
  2. von Falkenhausen 2007, p. 107.
  3. Cowdrey 1998, p. 437.
  4. Arthur 2002, p. 167.
  5. Heygate 2013, p. 182.

BibliografiaEditar

  • Arthur, Paul (2002). Naples, from Roman Town to City-state: An Archaeological Perspective. Farnham, RU: Ashgate 
  • Cowdrey, H. E. J. (1998). Pope Gregory VII, 1073–1085. Oxford: Clarendon Press 
  • Heygate, Catherine (2013). «Naples, from Roman Town to City-state: An Archaeological Perspective». In: Stringer, Keith J.; Jotischky, Andrew. Norman Expansion: Connections, Continuities and Contrasts. Londres: Routledge 
  • Skinner, Patricia (1995). Family Power in Southern Italy: The Duchy of Gaeta and Its Neighbours, 850–1139. Cambridge: Cambridge University Press 
  • von Falkenhausen, Vera (2007). «Proceedings of the British Academy». The South Italian Sources. 132