Abrir menu principal
Série 801 a 803
BSicon exlDAMPF.svg
Locomotiva 102 da Comp. da Beira Alta
Descrição
Propulsão Vapor
Fabricante Henschel & Sohn
Tipo de serviço Via
Características
Bitola Bitola ibérica
Operação
Ano da entrada em serviço 1931

A Série 801 a 803, igualmente identificada como Série 800, e originalmente classificada como Série BA101 a 103, foi um tipo de locomotiva a tracção a vapor, utilizada pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses da Beira Alta desde 1931, e posteriormente, pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses.[1]

HistóriaEditar

Esta série foi encomendada pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses da Beira Alta à casa Henschel & Sohn para rebocar os seus comboios rápidos, nomeadamente o Sud Expresso; foram entregues em 1931, tendo sido as últimas locomotivas a vapor de via larga adquiridas à Alemanha.[1]

CaracterizaçãoEditar

 
Anúncio da Henschel, mostrando a locomotiva 102 da Beira Alta.

Descrição técnicaEditar

Possuíam uma grande potência, sendo indicadas para vencer o difícil traçado da Linha da Beira Alta.[1] Com efeito, foram as mais potentes a vapor em Portugal, contando com cerca de 1700 kW.[2] Encontravam-se entre as locomotivas a vapor mais avançadas no país, utilizando um sistema compound com 4 cilindros em bloco, tendo sido as únicas máquinas portuguesas para expressos equipadas com 4 eixos conjugados.[1]

Ficha técnicaEditar

Características geraisEditar

  • Tipo de tracção: Vapor[1]
  • Potência: 1700 kW[2]
  • Bitola: Ibérica[1]
  • Fabricante: Henschel & Sohn[1]
  • Entrada ao serviço: 1931[1]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e f g h Martins et al, p. 90
  2. a b Martins et al, p. 98

BibliografiaEditar

  • MARTINS, João Paulo, BRION, Madalena, SOUSA, Miguel de, LEVY, Maurício, AMORIM, Óscar (1996). O Caminho de Ferro Revisitado. O Caminho de Ferro em Portugal de 1856 a 1996. [S.l.]: Caminhos de Ferro Portugueses. 446 páginas 

Ligações externasEditar