Samuel J. Friedman Theatre

Samuel J. Friedman Theatre (ex-Biltmore Theater) é um teatro situado na Broadway, Manhattan, Nova York, localizado no 261 da W 47th Street. O teatro tem 903 lugares e é um dos menores da Broadway.

A fachada do Biltmore, hoje Samuel J. Friedman Theatre.

Ele foi inaugurado em 7 de dezembro de 1925 com a peça Easy Come Easy Go e durante os anos 30 foi usado como projeto para o Federal Theatre, em decorrência da política do New Deal do presidente Franklin Roosevelt, que substituiu a apresentação de entretenimento pela apresentação de material noticioso.[1] A CBS o alugou para sediar estúdios de rádio e televisão entre 1952 e 1961. Em 1968, ele estreou o musical Hair, que ali ficaria por quatro anos.

Em 1987, um incêndio, depois descoberto como sendo criminoso, destruiu o interior do Biltmore.[2] Após isso, o edifício permaneceu vazio por quatorze anos, sofrendo danos estruturais causados por vazamento de água e vandalismo. A propriedade do teatro mudou de mãos várias vezes entre 1987 e 2001, mas todos os planos propostos para seu uso futuro foram negados, já que sua designação como marco da cidade de Nova York impedia sua utilização para qualquer outra atividade que não fosse a de um legítimo teatro da Broadway.

Em 2001, sua propriedade foi adquirida pelo Manhattan Theatre Club, uma companhia de teatro nova-iorquina, para sediar permanentemente suas produções. As seções originais sobreviventes do incêndio foram restauradas por um firma de arquitetura ao custo de US$35 milhões e as partes destruídas foram reconstruídas.[1] O novo teatro Biltmore foi então reaberto em 2003 com 622 lugares, dois terços da lotação original, mas agora contando com modernas conveniências para o conforto do público, como elevadores e salas de encontro. Os detalhes arquitetônicos da antiga construção que o fizeram ser classificado como marco da cidade, como a boca de cena do palco, o domo, escadas e uma galeria no segundo andar abobadado, foram refeitas ou copiadas.[3]

Em setembro de 2008, ele foi renomeado como Samuel J. Friedman Theatre, em homenagem a um publicitário da Broadway.[4]

Referências

  1. a b «Biltmore Theatre». New York TV Show Tickets Inc. Consultado em 4 de junho de 2011 
  2. «Fire Damages Interior of the Biltmore Theater». NY Times. Consultado em 4 de junho de 2011 
  3. DAvid Dunlap (23 de setembro de 2003). «For Venerable Theater, It's a Body Transplant». New York Times. Consultado em 2 de maio de 2011 
  4. Jones, Kenneth."Broadway's Biltmore Becomes the Friedman on Sept. 4", playbill.com, September 4, 2008