Sancho Nunes de Barbosa

Senhor de Barbosa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo magnate galego, veja Sancho Nunes de Celanova.

Sancho Nunes de Barbosa (ou Sancho Nunes II de Celanova)[1] (Antes de 1140-depois de 1169), foi um rico-homem português que, com o dote de casamento da sua mulher, herda a Quinta de Barbosa, junto ao Mosteiro de Paço de Sousa.

Sancho Nunes de Barbosa
Rico-homem/Senhor
Senhor de Barbosa
(jure uxoris, com Teresa Mendes de Ribadouro)
Reinado c.1150? - 1169?
Predecessor Mendo Moniz de Ribadouro
Sucessor Nuno Sanches
Tenente régio
Reinado
Cônjuge Teresa Mendes de Ribadouro
Descendência Nuno Sanches, Senhor de Barbosa
Nascimento Antes de 1140
Morte Depois de 1169
Pai Nuno Sanches de Celanova

BiografiaEditar

Sancho Nunes era filho (possivelmente o único) de Nuno Sanches de Celanova, filho de Sancho Nunes [2]. Em 1155, aparece pela primeira vez na documentação como governador da terra de Tarouca[3], a confirmar o couto de Argeriz para uma tia da esposa, e uma doação ao Mosteiro de Salzedas, dessa mesma dona. Em 1158, aparece como tenente de Lafões, em cujas termas, hoje São Pedro do Sul, o rei costumava repousar. Em 1162 está presente em S. Cruz de Coimbra à grande doação régia a este mosteiro. Depois disto, desaparece da documentação. O seu casamento com Teresa Mendes de Ribadouro aportou-lhe a quinta de Barbosa, fundada pelo sogro, Mem Moniz de Ribadouro enquanto tenente de Penafiel, a partir dos bens de uns herdadores que, tendo praticado homicídio, fugiram à justiça[3].

Matrimónio e descendênciaEditar

Sancho desposou Teresa Mendes de Ribadouro, em data desconhecida[3]. O casal teve a seguinte descendênciaː

  1. Nuno Sanches de Barbosa, senhor da Quinta de Barbosa[3][2].

Referências

  1. Por vezes numerado II para o distinguir do seu provável avô homónimo, Sancho Nunes I.
  2. a b Sottomayor-Pizarro 1997.
  3. a b c d GEPB, p. 66-67, vol.19.

BibliografiaEditar

  • D. António Caetano de Sousa, História Genealógica da Casa Real Portuguesa, Atlântida-Livraria Editora, Lda, 2ª Edição, Coimbra, 1946, Tomo XII-P-pg. 147
  • Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira - 50 vols. , Vários, Editorial Enciclopédia, Lisboa. vol. 16-pg. 887.
  • Mattoso, José (1985). Identificação de um País. I. Lisboa: Editorial Estampa 
  • Sottomayor-Pizarro, José Augusto (1997). Linhagens Medievais Portuguesas: Genealogias e Estratégias (1279-1325). I. Porto: Universidade do Porto 
  • Manuel José da Costa Felgueiras Gayo, Nobiliário das Famílias de Portugal, Carvalhos de Basto, 2ª Edição, Braga, 1989. vol. X-pg. 322 (Sousas).
  • Ventura, Leontina (1992). A nobreza de corte de Afonso III. II. Coimbra: Universidade de Coimbra