Santana do Mato

freguesia de Coruche, Portugal
Portugal Portugal Santana do Mato 
  Freguesia  
Símbolos
Brasão de armas de Santana do Mato
Brasão de armas
Localização
Santana do Mato está localizado em: Portugal Continental
Santana do Mato
Localização de Santana do Mato em Portugal
Coordenadas 38° 51' 08" N 8° 25' 12" O
País Portugal Portugal
Concelho CCH.png Coruche
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Paulo Matias (PS)
Características geográficas
Área total 103,06 km²
População total (2011) 1 148 hab.
Densidade 11,1 hab./km²
Outras informações
Orago Santa Ana

Santana do Mato é uma freguesia portuguesa do concelho de Coruche, com 103,06 km² de área e 1 148 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 11,1 hab/km².

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Santana do Mato [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 455 1 258 1 148

Criada pela lei nº 43/84, de 31 de Dezembro, com lugares desanexados da freguesia de Coruche

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 120 179 621 338 9,5% 14,2% 49,4% 26,9%
2011 122 90 584 352 10,6% 7,8% 50,9% 30,7%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

HistóriaEditar

É de salientar a forma como se escreve Santa Ana do Mato – é uma povoação que remonta, não se sabe ao certo, ao século XIV. Pela carta do Padre Manuel de Matos da Silva, datada de 30 de Abril de 1758, a freguesia de Santa Ana do Mato possuía 98 fogos e 305 pessoas de comunhão e 58 menores; junto da igreja apenas se acolhiam 10 pessoas, mas pela freguesia havia moradas espalhadas pelas sesmarias.

Era seu orago a gloriosa Santa Ana que, segundo a lenda, foi encontrada no meio do mato, daí a associação de palavras Santa Ana do Mato. O padre da freguesia era "capelão de curar", tendo "de próprio" 4 moios de pão meados de centeio e 20 mil réis de rendimento uns anos por outros.

Tinha juiz de vintena e escrivão da mesma. Colhia apenas centeio, tendo o campo coberto de mato.

Servia-se do correio de Montemor-o-Novo. Passou a pertencer ao concelho de Coruche a partir do ano de 1490. É nos nossos dias uma povoação do concelho de Coruche, distrito de Santarém. Situada a 13 km de Coruche e 60 km de Évora é sede de freguesia com o mesmo nome desde 1985 (já havia sido sede de freguesia paroquial no século XV). É uma zona essencialmente ou quase totalmente agrícola, onde predominam culturas tais como: tomate, arroz, trigo, centeio, cevada, aveia, uva, produtos hortícolas, etc. Predomina como actividade mais produtiva nos meses quentes do ano a extração da cortiça (tirada de cortiça).

Actividades económicasEditar

Extracção de lenha e cortiça, produção de carvão e agricultura diversa

Festas e romariasEditar

Santa Ana (Julho)

Património cultural e edificadoEditar

  • Igreja de Santa Ana
  • Fontanário
  • Fontes de Pau e do Povo
  • Cruzeiro da Igreja
  • Sobreiro da Herdade da Afeiteira

ArtesanatoEditar

Artigos em cortiça

GastronomiaEditar

Cozido à portuguesa

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes


  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.