Sengbe Pieh

Sengbe Pieh (1814 - ca. 1879), mais tarde conhecido como Joseph Cinqué, era um homem da África Ocidental da etnia Mende e foi o mais proeminente arguido no Caso Amistad (1841), no qual verificou-se que ele e outros 52 haviam sido vítimas do tráfico ilegal de pessoas do Atlântico.

Joseph Cinqué
Sengbe Pieh
Joseph Cinqué. Retrato de Nathaniel Jocelyn, 1840
Nascimento 1814
Serra Leoa
Morte 1879 (65 anos)
Serra Leoa

BiografiaEditar

Cinqué nasceu por volta de 1814 onde agora é Serra Leoa, mas a data exata do seu nascimento é desconhecida. Era um agricultor de arroz, casado, com três filhos, quando foi capturado ilegalmente pelos traficantes de escravos africanos em 1839 e aprisionado no navio negreiro português Tecora. Esta foi uma violação dos tratados internacionais, para proibir o comércio escravo. Cinqué foi levado para Cuba, onde foi vendido com 52 outras pessoas para os espanhóis José Ruiz e Pedro Montez.

Os espanhóis transportaram os cativos a bordo de um navio chamado La Amistad, com a intenção de vendê-los como escravos em Cuba para trabalhar em plantações de açúcar. Em 30 de junho Cinqué conduziu uma revolta, matando o capitão e o cozinheiro do navio; dois escravos também morreram e dois marinheiros escaparam. Os africanos fizeram prisioneiros Ruiz e Montez, os dois comerciantes que haviam feito a compra, e exigiram que levassem o navio de volta para Serra Leoa.

Ao invés, eles direcionaram o navegador para levar o navio aos Estados Unidos. Após aproximadamente dois meses, o Amistad alcançou águas americanas próximo a Long Island, Nova Iorque. Membros do USS Washington o abordaram. Quando descobriram o que havia acontecido (de acordo com os espanhóis), acusaram os africanos de motim e assassinato, e os levaram a New Haven, Connecticut para aguardar julgamento.

Os dois espanhóis afirmavam que os africanos já eram escravos em Cuba quando foram adquiridos e portanto de propriedade legal. Quando encontraram tradutores da língua mende para o inglês, os africanos puderam contar sua história aos advogados e à corte. Cinqué foi o representante informal do grupo. [1]

Referências na cultura popularEditar

  • No filme de 1997 Amistad, alusivo aos eventos do motim e julgamento, Cinqué foi retratado pelo ator Djimon Hounsou.

Ver tambémEditar

 
A Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Amistad

Referências

  1. «Joseph Cinque». Consultado em 7 de novembro de 2007 

BibliografiaEditar