Seraías

Seraías, algumas vezes escrito como Serias, foi sumo sacerdote de Israel na época da destruição do templo de Jerusalém por Nabucodonosor II.

Seu nome significa soldado de Jeová.[1]

História bíblicaEditar

Seraías era um sacerdote da linhagem de Eleazar, filho de Aarão, sendo filho de Azarias, filho de Hilquias.[2]

Após a captura de Jerusalém, em 588 a.C.[3] ou 586 a.C.,[carece de fontes?] Nebuzaradã, o capitão da guarda de Nabucodonosor, levou Seraías, o sumo sacerdote, Sofonias, o segundo sacerdote, e os três guardas do vestíbulo, até onde estava o rei, em Ribla, na terra de Hamate, onde este os matou.[4]

Seu filho Jozadaque foi levado cativo para a Babilônia.[5]

A Bíblia também o menciona como pai de Esdras.[6]

Seu neto Jesua, filho de Jozadaque, foi, junto de Zorobabel, filho de Sealtiel, o primeiro a oferecer sacrifícios a Deus depois do exílio.[7]

ComentáriosEditar

De acordo com o Easton's Bible Dictionary, Seraías IV, o sacerdote executado por Nabucodonosor, era diferente de Seraías VI, o pai de Esdras.[1]

Pelas contas de Adam Clarke, se Seraías, o pai de Esdras, fosse identificado com o sumo sacerdote Seraías, então Esdras deveria ter, pelo menos, cento e vinte e dois anos de idade no momento que ele foi a Jerusalém levar a carta de Artaxerxes, identificado com Artaxerxes Longímano; a alternativa a esta impossibilidade é supor que filho foi usado no sentido de descendente.[8]

John Gill, porém, não vê problema em considerar Esdras filho do sumo sacerdote Seraías, o que faria dele tio paterno de Josua, o sumo sacerdote neto de Seraías.[9]

Referências

  1. a b Easton's Bible Dictionary, Seraiah [em linha]
  2. I Crônicas 6:1-14
  3. James Ussher, The Annals of the World [em linha]
  4. II Reis 25:18-21
  5. I Crônicas 6:14-15
  6. Esdras 7:1-5
  7. Esdras 3:1-7
  8. Adam Clarke, Commentary on the Bible (1831), Ezra 7 [em linha]
  9. John Gill, Exposition of the Old and New Testament (1746-63), Ezra, Introduction [em linha]