Abrir menu principal

Sim (empresa)

(Redirecionado de Sim TV)
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
SIM
sim
Razão social Televisão Cidade S.A.
Sociedade Anônima
Slogan A Resposta certa.
Atividade telecomunicações
Gênero Internet Banda Larga
Destino 16 cidades
Sede Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ
Área(s) servida(s) Aracaju-SE
Cuiabá - MT
Feira de Santana-BA
Gravataí-RS
Jaboatão dos Guararapes-PE
Juiz de Fora-MG
Niterói-RJ
Olinda-PE
Palotina-PR
Paulista-PE
Recife-PE
Salvador-BA
São Gonçalo-RJ
Várzea Grande-MT
Volta Redonda-RJ
Produtos Banda Larga
Telefonia
Significado da sigla Sistema Integrado Multimidia
Website oficial simtv.com.br

A SIM é uma empresa brasileira que oferece serviço de internet banda larga e telefonia. Anteriormente, tinha serviço de televisão de assinatura cabo[1], mas foi extinto em outubro de 2017, continuando assim a banda larga e telefonia.

HistóriaEditar

A empresa surgiu em janeiro de 2011, fruto da fusão de algumas empresas pertencentes a antiga Televisão Cidade, NET (Franquia da NET) em Nitéroi, São Gonçalo, Volta Redonda, Juiz de Fora, Gravataí e Salvador e Cabo Mais (Recife, Olinda, Paulista, Jaboatão dos Guararapes e Cuiabá).

No dia 8 de julho de 2011, foi anunciado por um conceituado site de Televisão por Assinatura, a digitalização da operadora. Inicialmente, a primeira praça a contar com os serviços digitais foi Recife-PE, onde a operadora passou a oferecer internet com velocidade mínima de 1 Mbps até 10 Mbps.

Sob o nome de TV Cidade, pertencia aos grupos Grupo Silvio Santos e Grupo Bandeirantes de Comunicação. Com a venda do Banco Panamericano, o último grupo ficou com a totalidade da operadora e rompeu com a NET. Entretanto, a aprovação da lei 12.485 implica a restrição do controle acionário duma operadora de televisão por assinatura por parte de uma produtora de conteúdo televisivo. Dessa forma, o Grupo Bandeirantes somente pode deter até 49,99% das ações da empresa.[2]

TV por assinaturaEditar

Foram oferecidos 5 pacotes de programação, com cerca de 70 canais, havendo a possibilidade de contratar outros canais.

Em todas as cidades a operadora carregava em sua grade de canais, emissoras locais importantes já estão disponíveis apenas na Televisão por Assinatura.

Segundo informações, a operadora já está digitalizada em Recife, Salvador, Niterói, Cuiabá e Várzea Grande. Após a concretização da digitalização, o sinal analógico foi desligado.

Em 7 de dezembro de 2015, Sim TV começou a cair canais das programadoras por causa do anúncio do encerramento do sinal analógico na cidade. O primeiro foi a FOX, depois foi a Globosat em 12 de dezembro de 2016 e a Turner em 24 de maio de 2017. Em 7 de junho de 2017, a Anatel publicou no Diário Oficial da União a decisão que extinguiu 15 outorgas de televisão por assinatura da operadora.[3][4] Em outubro no mesmo ano, a televisão paga a cabo da Sim TV foi encerrado as atividades, continuando assim a banda larga e telefonia. No mesmo mês, o sobrenome "TV" abandonou e passou a se chamar somente "Sim", continuando a nomenclatura.

Banda largaEditar

Atualmente, a operadora oferece conexão à internet em banda larga velocidades que variam de 1 Mbps a 20 Mbps.

CoberturaEditar

Referências

  1. a b Jornal do Dia. «SIM lança sistema de TV digital em Aracaju». 13/07/2012. Consultado em 29 de abril de 2013 
  2. Blog do Gindre (21 de maio de 2012). «Band, a grande perdedora da 12.485». Consultado em 8 de Maio de 2016 
  3. Berbert, Lúcia (24 de maio de 2017). «Anatel extingue outorgas de operadoras do grupo TV Cidade». Teletela. Consultado em 16 de outubro de 2017 [ligação inativa]
  4. «Anatel publica extinção de 15 outorgas de TV paga da TV cidade». Telesintese. 7 de junho de 2017. Consultado em 16 de outubro de 2017 
  5. a b c d e f g h i j k l Mundo das tribos. «Sim Tv por Assinatura, Pacotes, Programação, www.sim.com.br». 24/03/2011. Consultado em 29 de abril de 2013 

Ligações externasEditar