Abrir menu principal

NascimentoEditar

 
Sofia Doroteia quando criança com o seu irmão Jorge a a mãe com o mesmo nome.

A princesa Sofia Doroteia nasceu no dia 16 de março de 1687 em Brunsvique-Luneburgo. Era a única filha do duque Jorge Luís de Brunsvique-Luneburgo, depois rei Jorge I da Grã-Bretanha, e da duquesa Sofia Doroteia de Celle. Tinha uma má relação com o seu irmão mais velho, o rei Jorge II.[1]

Vida na PrússiaEditar

Sofia Doroteia casou-se com o seu primo, o príncipe-herdeiro Frederico Guilherme da Prússia, herdeiro do trono prussiano, no dia 28 de novembro de 1706. Tinham-se conhecido quando eram ainda crianças, quando viviam com a avó de ambos, a princesa Sofia de Hanôver, e tinham-se detestado desde então. Sofia Doroteia era completamente diferente do marido em todos os aspectos e o casamento sofreu com isso. Uma das principais diferenças entre o casal era o facto de Sofia Doroteia, ao contrário do marido, adorar entretenimento.[2]

O seu marido subiu ao trono em 1713, fazendo assim com que Sofia se tornasse rainha. Recebeu a alcunha de "Olímpia" pela sua pose real. A rainha e os seus filhos sofriam de violência às mãos de Frederico Guilherme, que pode ter sofrido de porfíria, a doença hereditária que afectava a família.[1][3][4]

PersonalidadeEditar

Sofia Doroteia interessava-se por arte, ciência, literatura e moda. Tinha uma boa relação com o seu filho, Frederico, que ficaria conhecido como "Frederico, o Grande", que era muito chegado à mãe e sofreu muito com a sua morte. Sofia passava muitos dias a falar com ele na biblioteca e ficou a saber dos seus planos para fugir à custódia do pai. Depois de o príncipe-herdeiro se ter retirado, de facto, da corte prussiana, Sofia continuou a trocar correspondência com o filho a partir da Fortaleza de Küstrin. A rainha não era considerada bonita e o seu rosto estava marcado pela varíola. Apesar de tudo, manteve uma boa figura, mesmo apesar das muitas gravidezes. Era considerada orgulhosa e ambiciosa, mas o seu marido recusava-se a conceder-lhe qualquer tipo de influência, uma vez que era da opinião de que as mulheres serviam apenas para procriar e, se fosse de outra forma, acabariam por dominar os maridos. A sua filha Guilhermina da Prússia era da opinião de que o seu pai tratava a mãe de forma injusta.

DescendênciaEditar

  1. Frederico Luís da Prússia (23 de novembro de 1707 - 13 de maio de 1708), morreu aos cinco meses de idade.
  2. Guilhermina da Prússia (3 de julho de 1709 - 14 de outubro de 1758), casada com o marquês Frederico de Brandemburgo-Bayreuth; com descendência.
  3. Frederico Guilherme da Prússia (16 de agosto de 1710 - 31 de julho de 1711), morreu aos onze meses de idade.
  4. Frederico II da Prússia (24 de janeiro de 1712 - 17 de agosto de 1782), casado com a duquesa Isabel Cristina de Brunsvique-Volfembutel-Bevern; sem descendência.
  5. Carlota Albertina da Prússia (5 de maio de 1713 - 10 de junho de 1714), morreu com um ano de idade.
  6. Frederica Luísa da Prússia (28 de setembro de 1714 - 4 de fevereiro de 1784), casada com o marquês Carlos Guilherme de Brandemburgo-Ansbach; com descendência.
  7. Filipina Carlota da Prússia (13 de março de 1716 - 17 de fevereiro de 1801), casada com Carlos I, Duque de Brunsvique-Volfembutel; com descendência.
  8. Luís Carlos da Prússia (2 de maio de 1717 - 31 de agosto de 1719), morreu aos dois anos de idade.
  9. Sofia Doroteia da Prússia (25 de janeiro de 1719 - 13 de novembro de 1765), casada com o marquês Frederico Guilherme de Brandemburgo-Schwedt; com descendência.
  10. Luísa Ulrica da Prússia (24 de julho de 1720 - 2 de julho de 1782), casada com o rei Adolfo Frederico da Suécia; com descendência.
  11. Augusto Guilherme da Prússia (9 de agosto de 1722 - 12 de junho de 1758), casado com a duquesa Luísa de Brunsvique-Volfembutel; com descendência.
  12. Ana Amália da Prússia (9 de novembro de 1723 - 30 de março de 1787), casada com o barão Friedrich von der Trenck; com descendência.
  13. Henrique da Prússia (18 de janeiro de 1726 - 3 de agosto de 1802), casado com a condessa Guilhermina de Hesse-Cassel; sem descendência.
  14. Augusto Fernando da Prússia (23 de maio de 1730 - 2 de maio de 1813), casado com a duquesa Isabel Luísa de Brandemburgo-Schwedt; com descendência.

AncestraisEditar

Referências

  1. a b John David Griffith Davies: A king in toils, L. Drummond, ltd., 1938
  2. The Education of the Enlightened Despots
  3. W. F. Reddaway: Frederick the Great and the Rise of Prussia, READ BOOKS, 2008, ISBN 144372467X
  4. Alexander J. Nemeth: Voltaire's tormented soul: a psychobiographic inquiry, Associated University Presse, 2008, ISBN 0934223920

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar