Soweto (banda)

Soweto é um grupo musical brasileiro de pagode romântico, formado no bairro de Itaquera em São Paulo, em 1991.[1][2]

Soweto
Informação geral
Origem São Paulo, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Pagode
Período em atividade 1991–presente
Gravadora(s) Five Star (1993-1997)
EMI (1997-2001)
Independente (2001-2012;2017-presente)
Novo Conceito (2012-2017)
Integrantes Dado Oliveira
Criseverton
Daniel Monteiro
Ex-integrantes Belo
Claudinho de Oliveira
Robson Buiú
Chiquinho dos Santos
Henrique Santos
Lálas
Davi Lins
Cacau Jr.
Dilauri
Binho Euphoria
Serginho Obama
Digo
Marcinho

HistóriaEditar

Oriundo de Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, o grupo foi fundado pelo integrante Claudinho de Oliveira, juntamente com Robson Buiú. Um ano depois, foi integrado ao grupo o percussionista Criseverton. O nome Soweto surgiu de um bar de Claudinho, com o mesmo nome, fundado em 1991.[3] Em 1993, Robson Buiú convidou seu amigo de infância, o cantor Belo, para fazer parte do conjunto, e nele já estavam alguns integrantes que mais tarde formariam o Soweto: Claudinho de Oliveira e Criseverton. Os integrantes Marcinho e Digo chegaram meses mais tarde após a entrada de Belo. O primeiro nome do conjunto foi Nó na Madeira e posteriormente passou a ser chamado de Sob Medida, e finalmente Soweto. Assim, o grupo Soweto foi inspirado pelo bar Soweto, que, por sua vez, foi inspirado por uma canção homônima do cantor Djavan e que referenciava um dos maiores bairros de negros em Johannesburgo e a luta contra o apartheid na África do Sul.[4]

O primeiro disco foi gravado em 1994 pela gravadora independente Five Star, intitulado Vento dos Areais. O CD teve boa repercussão, mas vendeu menos do que poderia esperar graças a má situação financeira da gravadora e o desinteresse pelo grupo, no entanto tal trabalho atraiu a atenção do empresário e produtor Jorge Hamilton, que se interessou pelo grupo, que acabou contratado pela EMI. No início de 1997, o grupo gravou seu segundo disco: Refém do Coração, e quando o grupo aguardava, ansiosamente, por seu lançamento, uma tragédia se abateu sobre eles: em 28 de julho daquele ano, Robson Buiú foi vítima de latrocínio, quando um adolescente de 15 anos atirou à queima-roupa na cabeça do músico, levando-o a óbito. O crime ocorreu na avenida Eduardo Cotching, na Vila Formosa, quinze dias antes do lançamento do álbum.[5][6] Apesar da tragédia, o segundo disco do Soweto chegou a marca de um 1 milhão de cópias em pouquíssimo tempo. Em 1998, o terceiro álbum da banda foi gravado, intitulado Farol das Estrelas. O disco vendeu 1 milhão e meio de cópias, ganhando assim um disco de diamante.

Após o sucesso, o vocalista Belo deixou o grupo para seguir carreira solo, sendo substituído por Henrique Santos.[7][8] Ainda em 2000, o quarto CD do Soweto, Fotografia, foi lançado e vem com os sucessos "Amor Demais", "Boa Sorte" e "Fotografia", vendendo 150 mil cópias e sendo o último trabalho lançado pela EMI. Em 2006, o compositor e cantor Claudinho de Oliveira deixou o grupo para dedicar-se a outros trabalhos.

Desde então, o Soweto tem passado por sucessivas trocas de integrantes. Em 2006, Henrique deixou o grupo, tendo Lálas como substituto. Em 2008, o produtor Arnaldo Saccomani substituiu Lálas por Davi Lins. Já no final de 2009, Davi Lins deixou o grupo, sendo substituído por Cacau (ex-Essência) e Dilauri Santos. Depois de contar com Binho Euphoria nos vocais e a produção artística de Dalton da Dxstudio, o grupo gravou um CD com a produção de Wilson Prateado (produtor musical de Belo) já com novo vocalista, o ex-Grupo Cabalah, Dado Oliveira.[9]

Em 2012, o grupo lançou o álbum Muito Prazer, com a participação de Belo na música "Sem Vergonha".[10] Em novembro deste mesmo ano, Serginho Santos se desligou do grupo para seguir carreira solo. Em 2013, o integrante Digo deixou o grupo para dedicar-se a trabalhos evangélicos. Em 2017, é a vez de Marcinho deixar o Soweto e também seguir realizando trabalhos evangélicos.

Com isso, somente um dos antigos integrantes, Criseverton, permanece no grupo.[11]

DiscografiaEditar

Álbuns de estúdioEditar

Ano Álbum Detalhes do àlbum Certificações
(vendas certificadas)
1994 Vento dos Areais
  • Lançado: 1994
  • Gravadora: Five Star
  • ABPD: Platina[12]
  • Vendas totais: 250.000
1997 Refém do Coração
  • Lançado: 1997
  • Gravadora: EMI
  • ABPD: Diamante[12]
  • Vendas totais: 1.000.000
1999 Farol das Estrelas
  • Lançado: 1999
  • Gravadora: EMI
  • ABPD: Diamante[12]
  • Vendas totais: 1.400.000
2000 Fotografia
  • Lançado: 2000
  • Gravadora: EMI
2012 Muito Prazer
  • Lançado: 2012
  • Gravadora: Independente

Álbuns ao vivoEditar

Ano Álbum Detalhes do álbum
2016 Soweto no Estúdio Showlivre (Acústico)
  • Lançado: 2016
  • Gravadora: Showlivre
2019 Soweto no Estúdio Showlivre (Ao Vivo)
  • Lançado: 2019
  • Gravadora: Showlivre

EPsEditar

Ano Álbum Detalhes do álbum
2016 Fogo Envolvente
  • Lançado: 2016
  • Gravadora: Novo Conceito
2018 Rádio Relógio
  • Lançado: 2018
  • Gravadora: Independente
Acústico
  • Lançado: 2018
  • Gravadora: Independente

IntegrantesEditar

Formação atualEditar

  • Criseverton (1991-atualmente)
  • Daniel Monteiro (2012-atualmente)
  • Dado Oliveira (2012-atualmente)

Ex-integrantesEditar

  • Chiquinho dos Santos (1991-1993; compositor e violonista)
  • Robson Buiú (1991-1997; tantã; assassinado em 1997)
  • Belo (1993-1999; cavaquinista e vocalista)
  • Henrique Santos (2000-2003; vocalista)
  • Claudinho de Oliveira (1991-2003; vocal, compositor, cavaquinista e banjoísta)
  • Ricardinho (1991-1993)
  • Lálas (2003-2008; vocalista)
  • Cacal (2008; vocalista)
  • Dilauri (2008-2009; vocalista)
  • Davi Lins (2009; vocalista)
  • Binho Euphoria (2009-2011; vocalista)
  • Serginho Santos (2012; banjoísta e vocalista)
  • Digo (1994-2013; tantã)
  • Junior (1994-1995)
  • Marcinho (1994-2017; violonista)
  • Misturinha (1993-2014; violonista)
  • Mauro Zabumbeiro (1991-1993; tantã)

Ligações externasEditar

Referências

  1. «Parece que foi ontem: Como estão os músicos que fizeram sucesso há 20 anos». musica.uol.com.br. Consultado em 24 de junho de 2021 
  2. «Por que, quase 20 anos depois, o 'pagode 90' continua em destaque?». www.uol.com.br. Consultado em 24 de junho de 2021 
  3. «Parece que foi ontem: Como estão os músicos que fizeram sucesso há 20 anos». musica.uol.com.br. Consultado em 24 de junho de 2021 
  4. «Parece que foi ontem: Como estão os músicos que fizeram sucesso há 20 anos». musica.uol.com.br. Consultado em 24 de junho de 2021 
  5. «Folha de S.Paulo - Músico é morto em tentativa de assalto - 30/7/1997». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 24 de junho de 2021 
  6. «UOL - Brasil Online - Vocalista do Grupo Soweto é morto em assalto 29/07/97 11h13». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 24 de junho de 2021 
  7. «Belo deve deixar o grupo de pagode Soweto - Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: cultura & lazer». Jornal Diário do Grande ABC. Consultado em 24 de junho de 2021 
  8. «Belo mantém planos de voltar ao Soweto». R7.com. 5 de agosto de 2014. Consultado em 24 de junho de 2021 
  9. «Por que, quase 20 anos depois, o 'pagode 90' continua em destaque?». www.uol.com.br. Consultado em 24 de junho de 2021 
  10. «Belo mantém planos de voltar ao Soweto». R7.com. 5 de agosto de 2014. Consultado em 24 de junho de 2021 
  11. «Por que, quase 20 anos depois, o 'pagode 90' continua em destaque?». www.uol.com.br. Consultado em 24 de junho de 2021 
  12. a b c d «Álbuns certificados de Soweto». ABPD. Consultado em 27 de janeiro de 2013 
   Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.