Allianz Parque

estádio de futebol no Brasil
Disambig grey.svg Nota: Para o antigo estádio, veja Estádio Palestra Itália.

Allianz Parque,[4] conhecido popularmente como Arena Palestra Itália[5][6][7] ou Arena Palmeiras,[8][9][10][nota 1] é uma arena multiúso construída para receber espetáculos, concertos, eventos corporativos e, principalmente, partidas de futebol do Palmeiras, seu proprietário. A nova arena foi construída pela empresa WTorre Properties/Arenas, do Grupo WTorre, onde se localizava o antigo Estádio Palestra Itália, também conhecido popularmente como Parque Antarctica.[15][16][17]

Allianz Parque
Allianz Parque Logo.png
Imagens da Cidade de São Paulo e Zoológico da Capital Paulista. (47480340301).jpg
Vista aérea da arena.

Sisbrace: Soccerball shade.svgSoccerball shade.svgSoccerball shade.svgSoccerball shade.svgSoccerball shade.svg[1]
Nomes
Nome Allianz Parque
Apelido Arena Palestra Itália
Arena Palmeiras
Características
Local Rua Palestra Itália, 200 - Água Branca
São Paulo - SP, Brasil Brasil
Coordenadas 23° 31' 39.64" S 46° 40' 41.96" O
Gramado (Padrão FIFA)

Grama natural [2014-2019]
Grama sintética [2020] (105 x 68 m)

Capacidade 43 713 (jogos de futebol)[2]

12 000 (anfiteatro)
55 000 (shows/concertos)

Construção
Data 2010 a 2014
Custo 630 milhões de reais
Inauguração
Data 19 de novembro de 2014 (6 anos)
Partida inaugural Palmeiras 0 x 2 Sport
Primeiro gol Ananias (Sport)
Recordes
Público recorde 41 256
Data recorde 2 de dezembro de 2018[3]
Partida com mais público Palmeiras 3 x 2 Vitória
Competições Flags of the Union of South American Nations.gifCopa América
Flags of South American Conmebol Members.gif Copa Libertadores
Brasil Campeonato Brasileiro
Brasil Copa do Brasil
São Paulo Campeonato Paulista
Proprietário Palmeiras
Administrador WTorre Properties/Arenas
Arquiteto Edo Rocha Arquiteturas
Mandante Palmeiras

A arena conta com um dos mais modernos espaços multiúso do país, e o seu estádio atende às normas da Fifa, se credenciando para receber os torneios esportivos mais relevantes. Com construção iniciada em 2010, foi finalizada em novembro de 2014.[18] Em fevereiro de 2015, o estádio foi eleito, por voto popular, o "estádio do ano de 2014" pelo site inglês “Stadium DataBase”.[19]

O primeiro jogo oficial do Allianz Parque foi realizado no dia 19 de novembro de 2014 entre Palmeiras e Sport, pelo Campeonato Brasileiro de Futebol, com o placar de 0 a 2 para o Sport e presença de 35.939 torcedores.[20] O local já foi palco de quatro grandes conquistas do Palmeiras. No Allianz Parque, a equipe foi campeã do Campeonato Paulista de 2020[21], da Copa do Brasil de Futebol nas edições de 2015 e de 2020[22] e do Campeonato Brasileiro de 2016.[23] A arena alviverde também já recebeu a Seleção Brasileira em duas oportunidades, uma delas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, em 2017.[24]

Os primeiros espetáculos realizados no local foram os de Paul McCartney, que se apresentou nos dias 25 e 26 de novembro de 2014.[25] Além dos shows do ex-beatle, a arena já recebeu outros grandes nomes da música, como The Who, Rod Stewart, Elton John, James Taylor, Andrea Bocelli, Deep Purple, Iron Maiden, Guns N' Roses, Aerosmith, Coldplay, Muse, Maroon 5 e Justin Bieber, entre outros.[26]

Histórico

Antecedentes

 Ver artigo principal: Estádio Palestra Itália
 
Vista do Estádio Palestra Itália em 2009.
 
Demolição das numeradas cobertas e descobertas do Estádio Palestra Itália em fevereiro de 2011.
 
Canteiro de obras da transformação do Estádio Palestra Itália em Arena em outubro de 2011.
 
Vista interna da arena.

A transformação do antigo Estádio Palestra Itália em arena é fruto de um acordo assinado entre o Palmeiras e a empresa WTorre Properties/Arenas, do Grupo WTorre. A WTorre administrará o local durante 30 anos, sendo que o Palmeiras terá participação integral nas receitas de partidas de futebol durante o período. De acordo com o contrato firmado entre Palmeiras e WTorre, todas as despesas para a utilização da arena, como as de água, luz, segurança, limpeza, seguros, manutenções do gramado, ficarão a cargo da empreendedora. Com a contratação de uma empresa especialista para gerir o complexo, será repassado ao clube um percentual crescente das receitas com patrocínios, camarotes e shows, entre outros. Ao final desse período de 30 anos, o Palmeiras integralizará todo o empreendimento, encerrando-se o acordo com a construtora.[27]

No dia 30 de setembro de 2009, a WTorre concretizou a parceria com a Traffic para comercialização de propriedades na arena, tais como direitos de nome, camarotes, cadeiras especiais, restaurantes, lanchonetes e lojas, entre outros. A empresa de mídia esportiva comercializará os espaços utilizados em eventos esportivos, musicais, sociais e corporativos.[28][29]

No dia 6 de outubro de 2011, Palmeiras e WTorre anunciaram o acordo com a Anschutz Entertainment Group (AEG),[30] considerada a maior administradora de arenas do mundo, para a gestão de eventos na arena do clube paulistano. A AEG, por sua vez, revelou a parceria com a empresa Blue Box, que prestará consultorias para a companhia norte-americana dos melhores serviços disponíveis em território nacional.[31]

Em 24 de abril de 2013, a WTorre anunciou a venda dos "naming rights" da arena para a Allianz, detentora dos direitos de nome de outras cinco arenas esportivas: a Allianz Arena, na Alemanha; o Allianz Stadium, na Austrália; a Allianz Park, na Inglaterra; a Allianz Riviera, na França; e a Allianz Stadion, na Áustria. O acordo da WTorre com a seguradora tem duração de 20 anos, com opção de renovação por mais 10 ao fim do período. O valor do negócio é estimado em 300 milhões de reais.[32] Em 29 de abril de 2013, a seguradora anunciou três opções de nomes para a arena: Allianz Parque, Allianz Center e Allianz 360º.[33] Em 6 de junho de 2013, com 89% dos mais de 620 mil votos registrados no site oficial do empreendimento, foi anunciado o nome "Allianz Parque". As duas outras opções obtiveram 7% e 4% dos votos, respectivamente.[34]

Em 13 de março de 2014, WTorre e AEG anunciaram o acordo com a empresa Gourmet Sports Hospitality, pertencente ao grupo Kofler & Kompanie (K&K), de origem alemã. O acordo prevê serviços de gastronomia em dias de jogos e buffets realizados em eventos corporativos, congressos, shows e demais eventos que ocorrerem no local. Na arena há uma cozinha central de 1.500 m² e dez cozinhas de apoio, três lounges e 46 lanchonetes e quiosques para atender ao público em dias de jogos e eventos corporativos. Até 500 pessoas podem trabalhar nesses locais em dias em que houver lotação máxima. A companhia também foi responsável por servir os públicos dos estádios da Copa do Mundo de 2006, realizada na Alemanha, da de 2010, na África do Sul, e da Copa das Confederações de 2013, realizada no Brasil, além de atuar nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em Sóchi, na Rússia, e em algumas etapas da Fórmula 1. O contrato da empresa com a WTorre é válido por 20 anos.[carece de fontes?]

A WTorre anunciou a parceria com a agência Works Brasil, subsidiária da companhia Works UK, para a realização da identidade visual da marca da arena. Em parceria com a Allianz, o projeto de branding foi desenvolvido a partir do seu logo principal. Todos os elementos de comunicação associados à marca “Allianz Parque”, incluindo banners, placas de sinalização, ingressos, merchandising e outras aplicações, foram elaborados para conteúdos impressos e digitais. Projetos semelhantes foram desenvolvidos pela empresa para corporações, associações nacionais e internacionais e federações esportivas internacionais, entre as quais destacam-se a IAAF, FIFA, FIVB, FIBA, FIH e NBA.[35]

Com o foco na organização de eventos, desde pequenas conferências até grandes concertos musicais, a AEG contratou Susan Darrington, ex-vice-presidente de operações e serviços do CenturyLink Field, maior estádio da cidade de Seattle e sede dos jogos do Seahawks, na NFL, e do Sounders, na MLS, para ocupar o cargo de gerente geral da arena. Darrington será a principal responsável por angariar receitas para a Allianz Parque, com o objetivo inicial de atrair cerca de 300 eventos por ano.[36]

Em março de 2015, O Banco do Brasil tornou-se patrocinador oficial do Allianz Parque. A parceria consiste entre outras coisas, oferecer descontos em visitas guiadas pela Futebol Tour.[37] Esta não foi a primeira ação do referido banco com a arena, pois o mesmo financiou as obras de construção, tendo liberado aproximadamente 150 milhões d reais no ano de 2010.[38]

Eventos-teste e inauguração

 
Evento-teste que homenageou Ademir da Guia no Allianz Parque
 
Allianz Parque no jogo de inauguração em novembro de 2014.

No dia 27 de setembro de 2014, a arena realizou o seu primeiro evento-teste para cerca de 3 mil convidados com a exibição do filme "12 de Junho de 1993 – O Dia da Paixão Palmeirense", dirigido por Jaime Queiroz e Mauro Beting. Com as presenças dos representantes da WTorre, do Palmeiras e de alguns ídolos do clube - Evair, Marcos, Ademir da Guia e César Maluco -, o evento teve como principal objetivo testar os principais serviços oferecidos na Allianz Parque, como catering (comida e bebida), sinalização, prédio de estacionamento e marcação de assentos.[39]

No dia 22 de outubro de 2014, o segundo evento-teste foi realizado para cerca de 1 mil convidados para a gravação do DVD com o samba-enredo da Escola de Samba Mancha Verde para o carnaval de 2015. O evento contou com a participação de alguns ídolos do clube, como César Maluco, Sérgio, Tonhão, Odair, Amaral e Flávio Guapira, além do guitarrista Marcos Kleine, que tocou o hino do Palmeiras.[40]

No dia 25 de outubro de 2014, foi realizado um jogo festivo para 10 mil convidados em homenagem à Ademir da Guia, ex-jogador e ídolo do Palmeiras, que jogou no clube durante as décadas de 1960 e 1970, com passagem pela Seleção Brasileira de Futebol. Contando com a participação de vários ex-jogadores do clube, o evento foi considerado um sucesso, tendo a partida terminado empatada em 3 a 3, com um gol de pênalti de Ademir, o primeiro marcado no local.[41]

A inauguração oficial do Allianz Parque foi realizada no dia 19 de novembro de 2014, no jogo entre Palmeiras e Sport, pela trigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. A equipe paulistana foi derrotada por 2 a 0 pelo clube pernambucano. O primeiro gol oficial da arena foi marcado pelo atacante Ananias, do Sport, aos 31 minutos do segundo tempo.[42]

A partida também entrou para a história do futebol paulista porque atingiu marcas expressivas relacionadas à renda do jogo. Além do maior volume de dinheiro arrecadado pelo Palmeiras em toda sua história num confronto de futebol, o evento teve a maior arrecadação de todos os tempos entre os jogos dos grandes times do estado de São Paulo realizados na capital paulista.[43] Com o público de 35.939 pagantes, o alviverde obteve renda bruta de 4.915.885,00 de reais e receita líquida de 3.623.234,67 de reais.[44]

Consolidação

 
Allianz Parque no amistoso entre Palmeiras e Red Bull em janeiro de 2015.
 
Primeiro Choque Rei no Allianz Parque em 2015.

O primeiro gol oficial do Palmeiras na arena foi marcado pelo centroavante Henrique, na partida entre a equipe paulistana e o Atlético-PR, pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. O jogo, que foi o segundo oficial do Allianz Parque, terminou empatado por 1 a 1.[45] A primeira vitória do Palmeiras no Allianz Parque aconteceu no terceiro jogo da arena. A partida, disputada no dia 17 de janeiro de 2015, também representou o primeiro jogo internacional do local. Em amistoso contra o Shandong Luneng, a equipe alviverde venceu por 3 a 1, com gols de Leandro Pereira, Lucas e Cristaldo.[46]

Em 8 de fevereiro de 2015, ocorreu o primeiro clássico disputado no Allianz Parque, o Derby Paulista. O Palmeiras perdeu a partida por 1 a 0 para o Corinthians, com gol de Danilo.[47]

Em 28 de fevereiro de 2015, quando o Palmeiras enfrentou o Capivariano pelo Campeonato Paulista e venceu por 2 a 0, o clube superou, com apenas quatro jogos disputados na competição como mandante no Allianz Parque, o valor arrecadado com bilheteria durante todo o campeonato do ano anterior.[48]

A primeira vitória do Palmeiras em clássicos no Allianz Parque aconteceu no Choque Rei disputado no dia 25 de março de 2015, quando a equipe alviverde derrotou o São Paulo por 3 a 0, pela primeira fase do Campeonato Paulista de 2015. Além do primeiro êxito em jogos contra equipes grandes paulistas, a partida ficou historicamente marcada por um gol do meio-campista Robinho, no qual o jogador alviverde chutou a bola do meio do campo e encobriu o goleiro rival Rogério Ceni. Os outros dois gols do jogo foram marcados pelo meia-atacante Rafael Marques.[49]

A partida entre Palmeiras e Botafogo-SP, ocorrida em 12 de abril de 2015 pelas quartas de final do Campeonato Paulista, foi a primeira decisão disputada na Arena. O jogo foi vencido pelo time alviverde por 1 a 0, com gol do atacante Leandro Pereira.[50]

 
Palmeiras x Santos, na final do Campeonato Paulista de 2015

Menos de seis meses após sua inauguração, o Allianz Parque foi a primeira arena paulistana a sediar uma final de campeonato, o primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista de 2015 entre Palmeiras e Santos. A partida, disputada em 26 de abril de 2015, terminou com vitória do Palmeiras por 1 a 0, com gol de Leandro Pereira.[51] Na ocasião, 39.479 visitantes compareceram ao local, estabelecendo um novo recorde de público na Arena ao superar o da partida de estreia. O total de público também foi o maior entre todas as partidas disputadas por todos os clubes no Paulistão de 2015.[52]

A primeira goleada imposta pelo Palmeiras na arena ocorreu no dia 12 de maio de 2015, quando a equipe alviverde derrotou o Sampaio Corrêa por 5 a 1, pela Copa do Brasil de 2015. Com dois gols de Zé Roberto e um de Vitor Hugo, Cristaldo e Kelvin, o Palmeiras eliminou o clube do Maranhão e avançou à fase seguinte da competição. Nesta partida, foi a primeira vez que representantes da torcida adversária ficaram no anel superior da arena.[53]

 
Derby Paulista disputado no Allianz Parque no Brasileirão de 2015

Em clássicos, a primeira goleada do Palmeiras no Allianz aconteceu no dia 28 de junho de 2015, contra o São Paulo, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. O alviverde venceu a equipe tricolor por 4 a 0. Os gols da equipe mandante foram marcados por Leandro Pereira, Victor Ramos, Rafael Marques e Cristaldo.[54]

Um grande clássico pelo mesmo Campeonato Brasileiro de 2015 foi o disputado entre Palmeiras e Corinthians. No dia 6 de setembro, em partida disputada no Allianz Parque, as equipes fizeram um jogo definido pela imprensa como "eletrizante".[55][56] Na partida, o alviverde saiu na frente do marcador com gol marcado por Lucas, aos 18 minutos do primeiro tempo, mas o alvinegro empatou aos 24, com Guilherme Arana. Na seqüência, aos 26, o Palmeiras voltou a desempatar com gol marcado pelo meia Robinho. O Corinthians chegou aos 2 a 2, aos 37, com um gol contra do volante alviverde Amaral, mas o arquirrival fez 3 a 2 ainda, no primeiro tempo, aos 41, com gol marcado por Dudu. Na etapa final, o alvinegro arrancou um empate aos 33 minutos, definindo o placar em 3 a 3, num dos melhores jogos do Brasileirão de 2015.[57]

Na semifinal da Copa do Brasil de 2015, contra o Fluminense, no dia 28 de outubro de 2015, o Allianz bateu mais uma marca com o Palmeiras. Com o público da partida, a arena atingiu a marca histórica de 1 milhão de torcedores pagantes no acumulado de jogos realizados no local até aquele momento.[58] A partida também marcou a primeira disputa de pênaltis do estádio, depois da vitória por 2 a 1 da equipe alviverde sobre o time do Rio de Janeiro. Na disputa decisiva de penalidades, o Palmeiras derrotou o Fluminense por 4 a 1 e se classificou para a final da competição.[59]

Primeiro título

 
Torcida do Palmeiras recepciona a equipe na final no Allianz Parque
 
Festa do Palmeiras com a torcida na final da Copa do Brasil de 2015

O primeiro título do Allianz Parque foi conquistado pelo Palmeiras no dia 2 de dezembro de 2015, na primeira finalíssima de um campeonato disputado na arena. Na ocasião, a equipe alviverde derrotou o Santos e chegou ao tricampeonato da Copa do Brasil. No tempo normal, precisando reverter o placar da primeira partida, quando havia perdido por 1 a 0, a equipe paulistana venceu o clube do litoral paulista por 2 a 1, com dois gols do atacante Dudu para o lado alviverde, marcados aos 11 e aos 39 minutos do segundo tempo, e um gol marcado pelo centroavante Ricardo Oliveira para a equipe santista, aos 41 minutos da mesma etapa.[60]

Com a igualdade no saldo de gols nas finais, a disputa do título foi para os pênaltis e foi vencida pelo Palmeiras por 4 a 3. O grande nome da decisão foi o goleiro Fernando Prass, que defendeu um dos pênaltis cobrados pelo Santos e converteu a cobrança decisiva que deu o título para a equipe alviverde, num momento histórico para o clube. Antes de Prass, cobraram pelo Palmeiras o lateral Zé Roberto, o atacante Rafael Marques, que teve o pênalti defendido pelo goleiro santista Vanderlei, além do zagueiro Jackson e do atacante Cristaldo. Pelo Santos, o atacante Marquinhos Gabriel chutou para fora, o zagueiro Gustavo Henrique teve a cobrança defendida pelo goleiro alviverde e os jogadores Geovânio, Lucas Lima e Ricardo Oliveira converteram.[61]

Na ocasião, a final entre Palmeiras e Santos também quebrou dois recordes do Allianz Parque: o maior público pagante da história da arena até aquele momento e a maior arrecadação com bilheteria em jogos do Palmeiras no novo estádio. O público foi de 39 660 espectadores e a renda totalizou 5.336.631,25 de reais.[62] Com a conquista, o Palmeiras se qualificou automaticamente para a fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2016,[63] além de ratificar sua condição de equipe brasileira com mais títulos nacionais, chegando a 12 conquistas (8 brasileiros, 3 copas do Brasil e 1 Copa dos Campeões).[64][65]

Recordes de público

 
Festa do Eneacampeonato Brasileiro do Palmeiras na arena em 2016

No dia 12 de julho de 2016, o Allianz Parque rompeu pela primeira vez a barreira de 40 mil espectadores em um jogo de futebol. O feito foi verificado no clássico entre Palmeiras e Santos, pelo Campeonato Brasileiro de 2016. Na partida, que terminou empatada em 1 a 1 e contou com torcida única alviverde, o total de público pagante foi de 40.035 torcedores, a melhor marca desde a inauguração em novembro de 2014. A renda foi de 2.847.298,80 de reais e entrou para a lista das dez mais da história da arena.[66]

Os 40 mil do clássico entre Palmeiras e Santos superou o público do jogo entre o alviverde e o Corinthians, disputado também no mesmo Campeonato Brasileiro no dia 12 de junho de 2016 e até então o de maior público no Allianz Parque, com 39.935 torcedores e renda de 2.763.659,36 de reais. Neste Derby Paulista, também com torcida única, o Palmeiras venceu por 1 a 0 e conseguiu o primeiro êxito sobre seu maior rival na arena.[67] O recorde de público no Allianz Parque foi ampliado no jogo decisivo do mesmo Campeonato Brasileiro. No dia 27 de novembro de 2016, o Palmeiras se sagrou eneacampeão da competição, após derrotar a equipe catarinense da Chapecoense por 1 a 0, com gol marcado pelo lateral Fabiano. Na ocasião, um público pagante de 40.986 pessoas presenciou a conquista histórica do alviverde paulista. Este não somente representou o novo recorde da arena como também marcou o maior público de toda a história do estádio, se for contado o velho Estádio Palestra Itália. O recorde total anterior pertencia ao jogo decisivo do Campeonato Paulista de 1976, quando o Palmeiras foi campeão derrotando o XV de Piracicaba por 1 a 0.[68]

Em abril de 2018, o Palmeiras conheceu sua primeira derrota em decisão por títulos no Allianz Parque. O revés aconteceu na final do Campeonato Paulista de 2018, contra o Corinthians. Na ocasião, o alviverde jogava pelo empate, por ter vencido o primeiro jogo na casa do adversário, mas perdeu a partida, com arbitragem polêmica, por 1 a 0 no tempo normal e por 4 a 3 na decisão por pênaltis. O jogo que marcou o vice-campeonato alviverde contra o seu maior rival representou novo recorde de público na arena até então, com 41.227 pagantes e renda de 4.001.277,68 de reais.[69]

 
Torcida do Palmeiras estende faixas durante jogo contra o Corinthians no Allianz Parque em 2018 pelo Campeonato Brasileiro
 
Mosaico da torcida do Palmeiras antes do jogo de entrega da taça de decacampeão do Campeonato Brasileiro

Em outubro de 2018, o Allianz Parque recebeu o jogo do Palmeiras mais importante em competições internacionais. A equipe alviverde recebeu o Boca Juniors, da Argentina pelas semifinais da Copa Libertadores da América de 2018. Como o time brasileiro havia sido derrotado no jogo de ida, em Buenos Aires, por 2 a 0, o resultado em São Paulo, de 2 a 2, foi insuficiente para classificar o alviverde para as finais da competição, vencida pela equipe argentina do River Plate. A partida no Allianz Parque contou com altas doses de emoção, já que o clube brasileiro saiu atrás no placar no primeiro tempo, virou na segunda etapa e ficou perto de marcar os dois gols de diferença no sado para se classificar, mas foi eliminado com o gol marcado pelo atacante Darío Benedetto, que já havia sido o marcador dos dois gols argentinos em La Bombonera.[70]

Em dezembro de 2020, o recorde de público do Allianz Parque foi novamente superado, desta vez na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2018, na partida do Palmeiras contra o Vitória. Um total de 41.256 pagantes assistiu a vitória dos mandantes por 3 a 2 no jogo que foi marcado pela festa da conquista do décimo título do alviverde em toda a história da competição, ampliando a hegemonia como maior vencedor de títulos nacionais. A conquista havia sido sacramentada no jogo anterior, disputado no Estádio de São Januário, contra o Vasco, mas a entrega da taça foi realizada na arena alviverde.[71]

Pandemia

Em 2020, com a pandemia de covid-19 que afetou todo o planeta, o Allianz Parque ficou sem receber partidas entre o início de março e o período perto do fim do mês de julho, já que o futebol brasileiro ficou paralisado. No dia 26 de julho, a arena alviverde voltou a abrigar um jogo, justamente do Palmeiras, pelo Campeonato Paulista, contra o Água Santa, que teve a vitória da equipe mandante por 2 a 1.[72] Foi a primeira partida do local sem público após 155 jogos com torcedores. A medida, que se somou a diversos protocolos de segurança para os envolvidos na disputa do jogo, ainda tinha como motivo evitar o contágio pelo novo coronavírus, que até aquela data, já havia tirado a vida de mais de 85 mil pessoas, sendo mais de 21 mil só no Estado de São Paulo.[73]

Título sobre maior rival

A despeito do momento triste da pandemia pela covid-19, o ano de 2020 ainda reservaria algo histórico para o Palmeiras no Allianz Parque, já que o alviverde disputou em agosto daquele ano a finalíssima do Campeonato Paulista justamente contra o seu maior rival: o Corinthians. Além da já tradicional rivalidade, os confrontos finais do Campeonato Paulista de 2020 também traziam o Palmeiras “engasgado” com a polêmica decisão de 2018, quando o Corinthians venceu o campeonato estadual daquele ano em pleno Allianz Parque. A decisão ainda trazia a oportunidade de um tetracampeonato inédito do alvinegro, fato que só havia sido conseguido na competição pelo Paulistano na era amadora.

Após a primeira final, criticada por imprensa e torcida pela qualidade pífia, terminar empatada por 0 a 0 na Arena Corinthians[74], a finalíssima foi disputada na arena alviverde em 8 de agosto, dia no qual o Brasil ultrapassou a marca de 100 mil mortos pela covid-19.[75]

Com portões fechados justamente pela pandemia, mas com mosaicos preparados pela torcida alviverde, a primeira finalíssima de Campeonato Paulista sem público e em grama artificial contava com vitória do Palmeiras por 1 a 0 (gol de Luiz Adriano) até os 51 minutos do segundo tempo, quando o atacante Jô foi derrubado pelo zagueiro Gustavo Gomez na grande área alviverde no último segundo da partida, num dos momentos mais incríveis da história do Derby. Para desespero de um time que se preparava para soltar o grito de campeão e esperança para uma equipe praticamente derrotada, o Corinthians, com o mesmo Jô cobrando penalidade máxima, empatou a partida e levou a disputa para os pênaltis.[76].

Nas cobranças alternadas, o goleiro alvinegro Cássio defendeu uma penalidade, mas o goleiro alviverde Weverton defendeu duas e virou herói do jogo. A cobrança que definiu o título histórico alviverde ficou com o novato Patrick de Paula, recém-chegado das categorias de base do alviverde e que, dois anos antes, havia disputado a Taça das Favelas do Rio de Janeiro[77].

Com o título, o Palmeiras, novamente comandando pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, rompeu um hiato de 12 anos sem títulos estaduais, impediu o tetracampeonato corintiano e desempatou a disputa em finais de Campeonato Paulista contra o rival, passando a ter 4 conquistas em decisões contra 3 do alvinegro.[78]

 
Luiz Adriano marca o segundo gol da vitória do Palmeiras sobre o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro de 2020 na goleada por 4 a 0 em 2021

Temporada histórica

Além de ter sido marcado como o ano no qual o Palmeiras conquistou o primeiro título sobre o maior rival no Allianz Parque, 2020 foi um ano de temporada histórica para o alviverde, com a arena tendo fundamental para outras campanhas de sucesso. Foi no local que o clube consolidou as campanhas que levaram aos títulos de bicampeão da Copa Libertadores da América e de tetracampeão da Copa do Brasil.

Especificamente na Copa Libertadores, o Palmeiras venceu 5 de seus 6 jogos disputados no Allianz Parque, perdendo apenas o jogo decisivo das semifinais contra o River Plate por 2 a 0, mas passando à final que foi disputada e vencida no Estádio Maracanã por ter conquistado vitória por 3 a 0 em Buenos Aires. Na competição de 2020, o alviverde aplicou três goleadas por 5 a 0 em adversários sul-americanos, duas na primeira fase (contra Tigre e contra o Bolívar) e outra pelas oitavas de final contra o Delfín. Estes resultados igualaram a maior goleada das história do Allianz Parque[79].

A maratona de jogos, que chegou a entrar no ano seguinte por causa dos efeitos da pandemia, englobou também as partidas do Campeonato Brasileiro daquele ano e, apesar de a equipe ter priorizado as copas, ainda conseguiu aplicar uma goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians. O placar não somente igualou a maior goleada em clássicos do Allianz Parque como se transformou no resultado mais elástico do Derby Paulista na era das arenas[80].

Tetracampeonato da Copa do Brasil e tríplice coroa

O último jogo do Palmeiras referente à temporada de 2020 só foi disputado em março de 2021, com a finalíssima da Copa do Brasil de 2020 entre o alviverde e o Grêmio. Depois de ter obtido vitória por 1 a 0 em Porto Alegre na partida de ida, a equipe paulista poderia até empatar o jogo decisivo que levaria o título. O que se viu foi o Palmeiras dominar a maior parte da partida e derrotar o rival gaúcho por 2 a 0, com gols dos novatos Wesley e Gabriel Menino[81].

Com a vitória, o alviverde conquistou várias marcas. A equipe chegou ao tetracampeonato da Copa do Brasil, obteve seu décimo quinto título nacional, ampliando a hegemonia como o maior vencedor de títulos nacionais da história, com 15 títulos[82], e ainda chegou à tríplice coroa na temporada de 2020, que contou os títulos do Campeonato Paulista e da Copa Libertadores da América. Foi ainda o quarto título conquistado desde a inauguração do Allianz Parque, o segundo sem público na mesma arena, novamente em função da pandemia.

 
Torcida do Palmeiras com faixas durante jogo contra o Flamengo em agosto de 2015

Estatísticas

 Ver artigo principal: Estatísticas do Allianz Parque

Com mais de 5 anos de existência, o Allianz Parque confirma que é área de conquistas para o Palmeiras. Até o dia 19 de novembro de 2019, quando completou exatamente cinco anos com jogos disputados, o balanço estatístico mostrava o Palmeiras com 100 vitórias em 149 jogos disputados, além de 27 empates e apenas 22 derrotas. A equipe palmeirense havia marcado 275 gols e sofrido 109 no local até aquele ocasião. No período, o Palmeiras arrecadou R$ 313.813.384,41 por meio de rendas com partidas na arena e teve um público total de 4 629.142 pessoas. Dos 149 jogos, em 139 a arrecadação foi superior a R$ 1 milhão.[83]

Eventos

Esportivos

Seleção Brasileira

O Allianz Parque já foi palco da Seleção Brasileira. A arena alviverde recebeu a equipe nacional no dia 7 de junho de 2015, num amistoso preparativo para a Copa América de 2015 contra o México. Foi a primeira partida disputada pela seleção verde e amarela no Brasil desde a Copa do Mundo de 2014. O jogo terminou com vitória do time nacional por 2 a 0, com gols de Philippe Coutinho e Diego Tardelli.[84] A partida entre Brasil e México também chegou a marcar, na época de sua realização, o recorde de renda da história do Allianz Parque. Para um público pagante de 34.659 pessoas, o valor bruto arrecadado foi de 6.737.030,00 de reais.[85]

Em 10 de outubro de 2017, a arena do Palmeiras recebeu o primeiro jogo oficial entre seleções. O local foi palco do confronto entre a Seleção Brasileira e a Seleção Chilena. A partida, que contou com vitória do Brasil por 3 a 0, foi válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018. Na ocasião, já classificada em primeiro lugar entre as seleções da América do Sul para a competição mundial, a seleção eliminou o Chile da possibilidade de ir à Copa do Mundo.[86] A partida entre Brasil e Chile também entrou para a história do futebol brasileiro como o jogo de futebol com maior renda em território nacional. Para um público de 41.008 pessoas no Allianz Parque, a renda total foi de 15.118.391,02 de reais, superando os 14.176.146,00 de reais de Atlético-MG x Olimpia, pela decisão da Copa Libertadores 2013, que era o recorde nacional anterior.[87]

Eventos esportivos diversos

Além de abrigar as partidas do proprietário Palmeiras e de já ter recebido a Seleção Brasileira de futebol, o Allianz Parque também é um espaço procurado para outros eventos esportivos internacionais. No dia 18 de dezembro de 2014, a arena sediou os treinos abertos oficiais do UFC Fight Night, promovido pelo Ultimate Fighting Championship (UFC). O evento foi aberto à imprensa e a convidados e visou a preparação para a luta entre o brasileiro Lyoto Machida e o norte-americano CB Dollaway. Além destes, compareceram ao treino os atletas brasileiros Renan Barão, Antonio Carlos Júnior, Erick Silva e Elias Silvério, além do lutador canadense Mitch Gagnon.[88][89]

Em 25 de janeiro de 2015, momentos antes do amistoso entre Palmeiras e Red Bull Brasil, vencido pelo Palmeiras por 3 a 2, a Arena sediou apresentações de motocross freestyle (FMX), de futebol streetstyle e até um pouso de parapente no gramado, entre outras ações promovidas pelos dois clubes. Compareceram ao evento os ex-jogadores e ídolos do clube Evair, Ademir da Guia e Rosemiro.[90] Após essas apresentações, ocorreu o amistoso em celebração aos 100 anos desde o primeiro jogo da história do Palmeiras, em 24 de janeiro de 1915, quando o time, na época conhecido como Palestra Itália, venceu o Sport Club Savoia por 2 a 0, culminando na conquista do seu primeiro título, a Taça Savoia.[91]

No dia 28 de março de 2015, a arena sediou o jogo em homenagem a despedida de Alex com a camisa do Palmeiras. Contando com a presença de vários jogadores e ídolos do clube, o Palmeiras com a formação titular campeã da Copa Libertadores de 1999 venceu o time "Amigos do Alex" pelo placar de 5 a 3, com dois gols do homenageado da partida.[92]

Em 8 de agosto de 2015, a arena sediou a final do circuito brasileiro do jogo League of Legends, que garantiu à equipe vencedora o direito a disputar com times da América Latina e da CEI uma vaga no League of Legends World Championship. Cerca de 12 mil pessoas compareceram ao evento, realizado no anfiteatro do complexo.[93]


Vista da arquibancada durante jogo amistoso preparativo entre Brasil e México para a Copa América de 2015

Musicais

 
Paul McCartney durante show em março de 2019

A arena também se consolidou como um dos principais endereços do mundo para realização de grandes concertos musicais. De acordo com o levantamento da Pollstar, uma publicação especializada em concertos com sede nos Estados Unidos, a arena sediou dezessete shows e recebeu um público acumulado de aproximadamente 600 mil pessoas ao longo de 2017. A arena ficou em primeiro lugar em um ranking internacional de 2017, à frente de importantes sedes de eventos desportivos e musicais, dentre os quais a Johan Cruyff Arena (11 shows), Stade de France (9 shows), Fenway Park (8 shows) e o Estádio Olímpico de Londres (7 shows).[94]

Os primeiros espetáculos realizados na arena foram de Paul McCartney. O ex-Beatle se apresentou nos dias 25 e 26 de novembro de 2014, em sua turnê Out There!. Cerca de 50 mil fãs compareceram em ambas apresentações.[95][96] O primeiro show nacional realizado na Arena foi do cantor Roberto Carlos, no dia 18 de abril de 2015. Na ocasião, para um público de cerca de 50 mil pessoas, ele também comemorou o seu aniversário de 74 anos.[97]

Além dos shows do ex-beatle e do cantor brasileiro, a arena já recebeu outros grandes nomes da música, como The Who, Rod Stewart, Elton John, James Taylor, Andrea Bocelli, Sting, Ozzy Osbourne, Alice Cooper, Roger Waters, David Gilmour, Phil Collins, Deep Purple, Iron Maiden, Judas Priest, Scorpions, Whitesnake, Guns N' Roses, Aerosmith, Bon Jovi, Def Leppard, Coldplay, Depeche Mode, Foo Fighters, Alice in Chains, Queens of The Stone Age, Anthrax, Muse, Maroon 5, Katy Perry, Justin Bieber, BTS, Ed Sheeran e Ariana Grande, entre outros. Os shows realizados fizeram parte tanto de turnês próprias dos artistas como de grandes festivais de música, como o São Paulo Trip, o Rockfest e Solid Rock.[98]

 
Sting durante show em maio de 2017

Em 16 de maio de 2015, a arena sediou a edição do evento "Arena Simpatia" com a apresentação da banda carioca Samba de Santa Clara. A festa também contou com as participações da dupla M.O.N. de Mario Velloso e Pietra Bertolazzi, The Juns, Jun Honda & Caio Ogura, além dos DJs Emiliano Beyrute, Gigga e Dre Guazelli.[99] Em 26 de junho, a arena sediou o evento "Fextinha", 12 horas de concerto ao ar livre, sem interrupção, realizado no anfiteatro do complexo. Com uma capacidade de até 3.000 pessoas, a festa foi liderada pelos DJs Emiliano Beyruthe e Marina Diniz, o Make U Sweat, formado por Pedro Almeida, Dudu Linhares e Gustavo Guizeline, o Jetlag, de Thiago Mansur e Paulo Velloso, o dueto M.O.N. de Mario Velloso e Pietra Bertolazzi, The Juns, com Jun Honda & Caio Jun, e o Az Project de Ivan Arcuschin e Gabriel Salvia.[100] Em 20 de dezembro, a Arena sediou o All Colors Festival em comemoração aos 125 anos da Allianz. O festival contou com várias atrações musicais que se apresentaram das 13h às 22h. Parte dos recursos arrecadados foram doados para o Instituto Ayrton Senna e para a Associação Beneficente dos Funcionários do Grupo Allianz Seguros (ABA).[101]

Diversos

 
Microsoft Build Tour São Paulo

Em 23 de fevereiro de 2015, a Arena sediou a 2ª Sponsorship Summit, organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e promovida pelas agências Klefer e Traffic Sports.[102] O evento possibilitou o encontro dos dez patrocinadores oficiais da Copa do Brasil de 2015 e apresentou uma série de palestras sobre negócios, possibilidades de ativações de marketing esportivo e de exposições das marcas em novas mídias digitais no esporte, visando as campanhas durante a disputa do Torneio Nacional de Futebol.[103]

 
Local de credenciamento da Microsoft Build Tour em 2015

Em 21 de maio de 2015, a arena sediou o Build Tour São Paulo, etapa brasileira da conferência anual de desenvolvedores da Microsoft direcionada à programadores profissionais do mundo. Entre os palestrantes do evento, figuraram Pete Brown, Jeff Burtoft, Wael Rabadi e Matt Velloso, que apresentaram detalhes da plataforma de desenvolvimento Windows 10.[104] O 3° Fórum de Gestão de Estádios e Arenas foi realizado na Arena em 20 de outubro de 2015. Organizado pelas companhias Arenaplan Consultoria e Brasil Sports Market, o encontro promoveu a discussão sobre os desafios e as estratégias de gestão para pequenos e grandes estádios no Brasil. Com um legado de, pelo menos, 14 novas arenas após a Copa do Mundo de 2014, a gestão desses locais torna-se um objetivo importante a ser alcançado.[carece de fontes?]

Em 26 de junho de 2019, o projeto "Risadaria", maior festival de humor do mundo, celebrou 10 anos no Allianz Parque Hall. O evento contou com a participação, entre outros convidados, de Fábio Porchat, Marco Luque, Carioca, Maurício Meirelles, Leandro Hassum, Rafael Cortez e Marcelo Madureira, além de participações especiais com Serginho Groisman, Otaviano Costa, Pedro Bial, Mumuzinho e Péricles. No evento também houve a entrega oficial do "Grande Prêmio Risadaria do Humor Brasileiro", maior honraria aos profissionais da área no país, e uma série de outras surpresas que visam a promoção da qualidade de vida por meio da diversão e do bom humor.[105]

Características gerais

 
Vista da arquibancada superior do Allianz Parque em dezembro de 2014
 
Fachada do Allianz Parque em 2015 pelo lado da Rua Palestra Itália
 
Vista Externa do Allianz Parque

A arena tem 43.713 lugares cobertos, sendo 25.395 cadeiras inferiores, 3.430 cadeiras intermediárias (camarotes) e 14.888 cadeiras superiores.[2] A arena conta com 178 camarotes privativos de 12 a 21 lugares,[106] um restaurante panorâmico, lanchonetes, lojas, centro de convenções com estrutura modular para até 1.500 visitantes, centro de mídia para até 1.000 profissionais da imprensa, um memorial com espaço multimídia com registros da história do clube e estacionamento coberto contíguo para até 2.000 carros, com vagas exclusivas para motocicletas e bicicletário. Eventos múltiplos, como shows e concertos, podem receber até 55 mil espectadores.[carece de fontes?]

Com objetivo de facilitar a circulação dos frequentadores da arena, bem com a limpeza das arquibancadas, as cadeiras não são fixadas no piso, mas em trilhos metálicos, mesmo modelo usado no Estádio de Wembley. Em alguns setores, os assentos e encostos são estofados, com ou sem braço, composto por polipropileno de alto impacto e com suportes em poliamida reforçada com fibra de vidro. Entre a capa e a espuma há uma camada de lã de vidro à prova de fogo, visando proporcionar maior segurança ao público. As cadeiras são compostas por três tons de verde que se intercalam, dando origem a um desenho geométrico inspirado nas folhas das palmeiras.[carece de fontes?]

Os vestiários da arena têm dimensões semelhantes: o do Palmeiras tem 355 m² e o dos visitantes, 270 m². O vestiário do mandante conta com armário de madeira com identificação dos atletas e um armário "comunitário", no qual é possível guardar grande quantidade de objetos. A área de aquecimento dos jogadores tem grama sintética e paredes revestidas com placas de borracha, o que facilita a limpeza do local. Os banheiros são revestidos com porcelanato cinza e pedra natural Hijau Lisa na cor verde, e abrigam duas banheiras de hidromassagem e uma individual para imersão.[107]

O complexo Allianz Parque conta com um Edifício Poliesportivo, erguido onde antes se localizava o antigo ginásio do clube. O novo prédio tem cerca de 10 mil metros quadrados, distribuídos por 4 pavimentos e é servido por 3 elevadores. No térreo, há um ginásio com capacidade para aproximadamente 1.500 torcedores construído para abrigar partidas de basquete, futsal e vôlei.[carece de fontes?]

Dois pisos intermediários, com cerca de 2 mil metros quadrados de área cada um, foram projetados para receber quadras de tênis e poliesportivas. Na cobertura do edifício, há uma quadra de futebol society de gramado artificial semelhante à grama natural, oferecendo um espaço de quase 2 mil metros a mais de 48 metros de altura. Uma solução de arquitetura, inédita no Brasil, permite que de dentro do edifício os sócios do clube possam apreciar a paisagem externa, além de usufruir de ventilação e grande quantidade de luz natural.[carece de fontes?]

O Edifício Multiuso, projetado com base no partido arquitetônico desenvolvido pelo arquiteto Tomás Taveira, tem aproximadamente 13 mil metros quadrados, distribuídos por 6 andares mais térreo. O prédio conta com 8 vestiários e 12 sanitários, 6 elevadores e abriga as áreas administrativas do clube, os esportes indoor, como judô e ginástica artística, e até um espaço nobre, na cobertura, que oferece vista panorâmica do clube e da região.[carece de fontes?] Os novos edifícios vêm se somar às quadras de tênis, poliesportivas, ao prédio dos novos vestiários das piscinas e à nova sauna do clube, conjunto de obras erguido a partir de novembro de 2010 pela WTorre e que faz parte do acordo assinado entre o clube e a empresa.[carece de fontes?] As atrações do Allianz Parque estão abertas ao público em geral. O acesso às instalações do clube, entretanto, permanece restrito aos associados da Sociedade Esportiva Palmeiras.[carece de fontes?]

Implementações

 
Detalhe de um dos telões do Allianz Parque
 
Vista da cobertura do Allianz Parque

Em 12 de março de 2013, a WTorre anunciou a aquisição de 64 câmeras de segurança. Os equipamentos, avaliados em 15 milhões de reais, são de alta definição e capazes de realizar reconhecimento facial de todos os visitantes. A tecnologia, utilizada em locais de grande movimentação, como por exemplo, em aeroportos da Europa e dos Estados Unidos, é capaz de identificar imediatamente comportamentos avaliados como fora do padrão, ou seja, brigas, atos de vandalismo e até uma pessoa passando mal. O software de segurança pode arquivar imagens de rostos para compará-los posteriormente, até mesmo de pessoas utilizando bonés e óculos.[108]

No início de 2014, a WTorre anunciou a aquisição de dois telões de alta definição para serem instalados na parte interna do estádio. Com custo aproximado de 7 milhões de reais, os equipamentos têm formato de 13,44m x 7,68m, cada um com área superior a 103m². Os telões estão instalados nas extremidades dos gramados, atrás dos gols, permitindo a exibição de qualquer conteúdo sem a necessidade de adaptação. Os modelos de led possuem estrutura branca e fogem dos padrões convencionais, com uma resolução (de 16mm) 20% superior em relação aos demais do mercado. Desta forma, em todos os assentos do estádio há uma boa visualização das imagens.[carece de fontes?]

Uma solução desenvolvida pelo arquiteto Edo Rocha, responsável pelo projeto da arena, foi a de revestir toda a fachada com aço inox perfurado que causa o efeito optical art,[109] com espaços vazados que lembram um cesto de vime.[110] A utilização do inox garante o melhor aproveitamento da ventilação e iluminação natural, além de funcionar como elemento de controle solar passivo, a fim de moderar a temperatura no ambiente. Há a importância de o material ser de alta durabilidade e baixa manutenção e limpeza, já que se lava com a chuva.[111] Além disso, a utilização do inox tem efeito de publicidade exterior e serve para impactar tanto os frequentadores da arena quanto os transeuntes.

 
Detalhes das placas de aço inox na área externa do Allianz Parque

Já a cobertura da arena é totalmente integrada à fachada, isto é, sem as pilastras de sustentação, aumentando o espaço para circulação dos visitantes. Verticalmente são 33 metros entre o piso e o teto do estádio, que protege 100% das arquibancadas. Desenvolvidas pela Usiminas, a estrutura metálica tubular e as telhas zipadas termoacústicas de 10 cm de espessura propiciam sensações mais agradáveis ao público, reduzindo em até 2 °C a temperatura entre o nível do campo e as cadeiras superiores, além de reduzir significativamente os ruídos provindos da área externa do complexo.[112]

Em torno do campo, foi instalada uma cobertura transparente de policarbonato que garante o máximo de insolação ao gramado. O Estádio Aviva, em Dublin, e o Etihad Stadium, em Manchester, são alguns dos poucos no mundo que usam essa tecnologia.[carece de fontes?] Com relação à questão ambiental, o Allianz Parque conta com um sistema de captação de água da chuva que cair sobre a área da cobertura do estádio, que tem 23 mil metros quadrados. Assim, toda a água captada será reutilizada dentro das dependências da arena, evitando que as galerias pluviais da região sejam sobrecarregadas em dias de chuva.[carece de fontes?] De acordo com a construtora, na arena serão instaladas mais de 500 antenas de telefonia móvel para assegurar a eficiência na transmissão de dados. A infraestrutura de comunicação dará cobertura para as redes de Wi-Fi, 3G e 4G das principais empresas de telefonia móvel que operam no país.[carece de fontes?]

Questão importante entre as ações de planejamento operacional em dias de jogos, shows e outros eventos, bem como nas atividades de manutenção, os gestores da arena investiram em uma estação meteorológica que disponibilizará informações em tempo real sobre temperatura, precipitação, umidade relativa do ar, pressão atmosférica e velocidade do vento. Instalada no último andar do prédio de mídia, o serviço passará a fornecer informações climáticas a partir do segundo semestre de 2019.[113]

Acessos e acessibilidade

A arena está localizada entre os bairros de Perdizes e Água Branca, mais precisamente na Vila Pompeia, em São Paulo. Nas proximidades do estádio, há as estações Palmeiras-Barra Funda do Metrô e Água Branca da CPTM, além de diversas linhas de ônibus, que somam 50 itinerários diferentes.[114]

A avenida Francisco Matarazzo, onde se situa uma das entradas principais do Allianz Parque, é servida pelo corredor de ônibus "Pirituba-Lapa-Centro" da SPTrans, o que facilita ainda mais o acesso à arena a partir do centro. Para os motoristas, além do estacionamento da Allianz Parque, com capacidade para até 2 mil carros, os shopping centers que ficam nas cercanias oferecem juntos vagas para mais 4.800 veículos. O complexo está situado a apenas 4 km da Avenida Paulista e a 5 km do centro de São Paulo. Além disso, existem 9 hotéis 5 estrelas em um raio de 6 km, mais de 8.000 leitos hospitalares em um raio de 5 km e os aeroportos de Congonhas, a 13 km, e Cumbica, a 30 km.

 
Detalhe do local reservado a cadeirantes no Allianz Parque

De acordo com a construtora, na arena há 889 espaços para cadeirantes, 778 assentos para pessoas com mobilidade reduzida, 122 assentos para obesos, 63 banheiros acessíveis e exclusivos, distribuídos em todos os setores das arquibancadas inferior, superior e camarotes. Além disso, há 15 elevadores, 26 escadas rolantes, rampas de acesso e bilheterias especiais.[carece de fontes?] No estacionamento, há 49 para portadores de necessidades especiais (PNEs) localizadas próximas aos elevadores e 78 vagas para idosos. Assim, as adaptações superam as recomendações da norma brasileira e também da Fifa.[115] Em junho de 2017, foi a primeira arena do Brasil a ganhar uma certificação por sua acessibilidade, o "Selo Guiaderodas", que avalia a adequação das instalações e o atendimento para pessoas com dificuldades de locomoção. A qualificação foi baseada em análises técnicas de arquitetos especializados, avaliações feitas por pessoas com restrições de mobilidade e nível de capacitação dos funcionários da arena e do Palmeiras para atender esse público.[116]

No dia 18 de março de 2015, foi inaugurado o "Allianz Parque Tour", serviço de visitas guiadas pelas dependências da Arena.[117] A parceria firmada com a empresa Futebol Tour permite que torcedores do clube e turistas da cidade de São Paulo possam realizar um percurso interativo por meio de espaços exclusivos do estádio, tais como cabines de imprensa, camarotes, Allianz Hall (centro de convenções da Arena), sala de coletiva de imprensa, vestiários e campo. O tour está disponível de quarta a domingo (exceto em dias de jogos, eventos ou feriados) e tem duração aproximada de 1 hora.[118]

Recepção

 
Setor Gol Norte, onde ficam as torcidas organizadas do Palmeiras.

A Allianz Parque tem recebido muitos elogios da mídia mundial, a exemplo do site espanhol Elgoldigital.com, que a considerou a arena mais espetacular do mundo,[119] e pelo site Goal.com na versão italiana, que a definiu como a nova joia arquitetônica contemporânea de São Paulo.[120]

Em 19 de fevereiro de 2015, o Allianz Parque foi eleito por votação popular o melhor estádio de 2014.[121][122] A competição, organizada pelo site especializado em arenas StadiumDB.com, foi baseada em 32 estádios inaugurados em 2014 ao redor do mundo. No período entre 17 de janeiro e 17 de fevereiro de 2015, a Allianz Parque obteve cerca de 34 mil votos e somou 134.725 pontos. As arenas San Mamés Barria, na Espanha, e Otkritie Arena, na Rússia, obtiveram 96.712 e 89.518 pontos cada e figuraram respectivamente em segundo e terceiro lugar. A Allianz Parque disputou com outras sete arenas brasileiras: Arena Corinthians, Arena da Amazônia, Arena da Baixada, Arena das Dunas, Arena Pantanal, Beira-Rio e Estádio Kleber Andrade.[123][124]

O Allianz Parque ocupou um dos três primeiros lugares durante quase todo o tempo, desde o primeiro dia da competição. E esse resultado foi alcançado sem qualquer campanha para apoiá-lo. Na verdade, não foi até os últimos dias, quando o próprio empreendimento promoveu a votação por meio de uma postagem na sua página oficial no Facebook. Ele também recebeu um número significativo de pontos vindos da Europa e de outras regiões. A pontuação final é uma incrível soma que supera os votos somados dos vencedores das edições anteriores. Você poderia pensar que um dos estádios da Copa do Mundo ganharia este prêmio. Bem, não dessa vez![121]
— Comunicado publicado pelo site inglês “Stadium DataBase"

Jogos lúdicos

 
Vista da arquibancada superior do Allianz Parque em dezembro de 2014

Para celebrar a inauguração da Allianz Parque, a Allianz Seguros lançou em dezembro de 2014 o Allianz Gol para o Xbox Live, serviço de jogos online dos consoles Xbox da Microsoft. O conteúdo do jogo, idealizado em parceria com a agência de publicidade Ogilvy & Mather, do Grupo WPP,[125] objetiva fazer com que os fãs do futebol, sobretudo o público jovem, vivencie a marca da Arena e interaja com fotos e informações desta e das outras cinco arenas patrocinadas pela Allianz.[126][127]

No início de 2015, a Allianz Brasil contratou a agência Ogilvy & Mather para criar uma mesa pebolim em uma estrutura personalizada com o formato e as características da arena. Esta ação objetiva impactar os torcedores e fazer com que haja maior aproximação entre o público e a marca da Arena. A criação da mesa também visa entreter torcedores e turistas durante o tour interativo por todas as áreas do estádio, incluindo vestiários, camarotes e áreas vips, gramado e sala de imprensa,[128][129] um evento promovido pelo clube e pelos administradores do local.[130] O Allianz Parque está presente no jogo eletrônico Pro Evolution Soccer 2017, disponibilizado por meio de atualização.[131]

Premiações

 
Fachada do Allianz Parque em fevereiro de 2015

Em 3 de setembro de 2014, o projeto arquitetônico da arena recebeu o Prêmio Master na 11ª edição do Grande Prêmio de Arquitetura Corporativa, considerada uma das mais importantes premiações de Arquitetura da América Latina. A arena recebeu também o Prêmio de Destaque Esportivo, na categoria "Obra Realizada". A premiação foi baseada em dois critérios de avaliação: a qualidade arquitetônica e os benefícios do empreendimento para o entorno, observando diversos setores de atividade, como saúde, educação, esporte, hotelaria, escritórios, etc.[132][133]

Em 12 de novembro de 2014, a construção da arena foi premiada na categoria "Gerenciamento Ambiental do Entorno da Obra" durante o 3º Prêmio Seconci de Saúde e Segurança do Trabalho, organizado pelo Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo. Entre as medidas de gerenciamento ambiental implantadas pela construtora, destacam-se a elaboração de um plano de gestão de resíduos, a prevenção da erosão, da contaminação do solo e da água, o reúso da água e a diminuição dos níveis de ruídos das obras. Cerca de 90% de todos os resíduos gerados foram reutilizados ou reciclados, sendo 16 mil metros cúbicos usados na própria obra. O antigo gramado do Estádio Palestra Itália foi doado à Prefeitura de São Paulo para ser reutilizado em uma praça pública.[134][135]


Vista panorâmica do Allianz Parque

Controvérsias

Atrasos na inauguração

 
Vista da arquibancada do Allianz Parque

Previsto inicialmente para ser inaugurado no fim de 2012, o Allianz Parque sofreu com atrasos, tanto por obstáculos naturais de construção quanto devido à burocracia.[136] Os prazos chegaram a ser postergados para o primeiro semestre de 2013, depois para a segunda metade do mesmo ano, para fevereiro do ano seguinte e, finalmente, para o segundo semestre de 2014, quando as obras foram finalizadas.[137]

Acidentes e supostas irregularidades

 
Torcida Mancha Verde estende seu bandeirão no Gol Norte

Em abril de 2013, o desabamento de três vigas nas obras da Arena deixou uma pessoa morta e outra ferida. O acidente aconteceu no setor onde a nova arquibancada seria erguida sobre a estrutura da antiga, na área em frente à Avenida Francisco Matarazzo. Carlos de Jesus, de 34 anos, é o funcionário que faleceu.[138]

O desabamento ocorreu na mesma época na qual o Ministério Público tentava embargar as obras. O órgão questionava, além dos impactos ambientais e no trânsito da região, se a obra tratava-se de uma reforma ou de uma nova construção, já que o alvará que o clube possuía, emitido em 2002, era de reforma. Justamente por este detalhe, não foram demolidas as arquibancadas da entrada da Rua Francisco Matarazzo, local do acidente que culminou na morte do operário em 2013.[139]

Discussão entre Palmeiras e WTorre

Em fevereiro de 2014, o Palmeiras decidiu resolver um impasse com a construtora WTorre na Câmara Fundação Getúlio Vargas de Conciliação e Arbitragem. A principal causa do desentendimento entre o clube e a empresa é a divisão de cadeiras no Allianz Parque. A WTorre julga ter a prerrogativa de comercializar 100% dos assentos, enquanto o Palmeiras alega que o contrato assinado entre as partes define um número máximo de dez mil cadeiras para serem comercializadas pela construtora. Contudo, não houve discussão quanto aos valores a serem arrecadados com a bilheteria dos jogos, que são 100% do clube.[140]

Em outubro de 2016, a câmara de árbitros da FGV deu ganho de causa ao Palmeiras contra a WTorre. A decisão final delimitou à construtora o direito de venda de apenas 10 mil cadeiras, como queria o clube alviverde.[141]

Ver também

Notas

  1. O motivo de parte da imprensa omitir o nome do patrocinador está relacionado a questões comerciais, o que faz com que não exponham o nome de empresas que não são suas parceiras.[11][12][13][14]

Referências

  1. «Ministério do Esporte: Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios». 28 de janeiro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2016 
  2. a b «"Laudo de Engenharia - Allianz Parque", WTorre Engenharia» (PDF). 29 de outubro de 2014. Consultado em 19 de julho de 2015 
  3. «Palmeiras no Twitter» 
  4. «"Pesquisa com mais de 620 mil votos define nome da Arena Palestra Itália", Globoesporte.com». 6 de junho de 2013 
  5. «"Gramado, assentos, vestiários... O que ainda falta na Arena Palestra?", Uol.com». 19 de março de 2014 
  6. «"Construtura divulga imagens dos vestiários da Arena Palestra", GloboEsporte.com». 6 de junho de 2014 
  7. «"Sabe como o Itaquerão ultrapassou a Arena Palestra e ficou pronto antes?", BOL, visitado em 20/5/2014» 
  8. «"Arena Palmeiras tem custo igual a Itaquerão, e ingresso mais caro", UOL Esporte». 15 de dezembro de 2014 
  9. «"Arena do Palmeiras será uma Bombonera em relação a Itaquerão, diz arquiteto", UOL Esporte». 16 de junho de 2014 
  10. «"Fotos: Marcos mostra Arena Palmeiras para o Esporte Espetacular", Globo Esporte». 16 de novembro de 2014. Consultado em 21 de janeiro de 2021 
  11. «"Mesmo sem Globo, Allianz Parque festeja nome na cabeça dos fãs", Terra.com». 4 de novembro de 2014 
  12. «"Allianz Parque", Lancenet». 25 de novembro de 2014 
  13. «"Allianz Parque causa atrito entre Palmeiras e Globo", Torcedores.com». 22 de novembro de 2014 
  14. «"Quem chama pelo nome", Veja.com». 4 de setembro de 2013. Arquivado do original em 25 de fevereiro de 2015 
  15. «"Veja transformação do Palestra Itália para Allianz Parque", terra.com». 20 de fevereiro de 2014 
  16. «"Do Parque Antarctica a Palestra Itália", Campeões do futebol». 4 de abril de 2013 
  17. «"Parque Antártica", Acervo Estadão». 28 de novembro de 2012 
  18. «"Nobre é vaiado em primeiro evento-teste do novo estádio do Palmeiras", Folha de S.Paulo». 15 de setembro de 2014 
  19. «"Allianz Parque supera outros estádios brasileiros e conquista prêmio de 'estádio do ano'", Esporte Interativo». 19 de fevereiro de 2015 
  20. «"CBF confirma estreia da arena do Palmeiras no dia 19, contra o Sport", Estadão, 06/11/2014» 
  21. "Palmeiras é campeão e quebra jejum de 12 anos", R7, 8/8/2020
  22. "Copa do Brasil: Palmeiras vence Grêmio com gols de Wesley e Menino, é tetra e chega ao 3º título", ESPN, 7/3/2021
  23. "Allianz Parque: trunfo da conquista do Palmeiras", CBF - Site Oficial, 6/12/2016
  24. "Brasil bate recorde de renda com R$ 15 milhões no Allianz Parque", R7, 10/10/2017
  25. «"Paul McCartney fará show extra em SP", G1.com». 18 de outubro de 2014 
  26. "Relembre os seis shows que fizeram o Palmeiras sair do Allianz Parque e migrar para o Pacaembu", Folha de S. Paulo, 8 de junho de 2016
  27. «"David Beckham 'apresenta' novo parceiro da Arena Palestra", Estadão, 06/11/2011». 6 de novembro de 2011 
  28. «"WTorre e Traffic assinam contrato dia 30", Lancenet». 26 de setembro de 2009 
  29. «"Faça seu evento no Allianz Parque", Allianz Parque hotsite». 24 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 17 de março de 2015 
  30. «"Palmeiras firma contrato com o AEG", Estadão». 6 de novembro de 2011 
  31. «"Presidente da BlueBox espera potencializar o lucro das Arena", Máquina do Esporte». 7 de outubro de 2011 
  32. «"Allianz fecha acordo de naming rights da Arena Palestra", Agência Estado, 24/4/2013» 
  33. «"Seguradora ignora 'Palestra' e dá 3 opções de nome para estádio do Palmeiras", Folha de S.Paulo, 29/4/2013» 
  34. «Após 620 mil votos, novo estádio do Palmeiras tem nome: Allianz Parque». Terra. 6 de junho de 2013. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  35. «"Allianz Parque nova arena do Palmeiras terá moderna identidade visual", Surgiu Esporte, 30/4/2014». Arquivado do original em 2 de maio de 2014 
  36. «"Nova parceira do Palmeiras planeja reduzir agenda de shows no Morumbi", Veja.com, 07/10/2011» 
  37. "Banco do Brasil é o novo patrocinador do estádio do Palmeiras", ESPN, 20/3/2015
  38. "Banco do Brasil financia Arena Palestra Itália", Zero Hora, 26/9/2010
  39. «"Allianz Parque realiza primeiro evento-teste", Blog Allianz Parque, 29/09/2014». Arquivado do original em 25 de outubro de 2014 
  40. «"Antes do primeiro jogo, palmeirenses gravam DVD no Allianz Parque"». Lancenet.com. 23 de outubro de 2014 
  41. «"Ademir da Guia marca o primeiro gol da nova casa palmeirense"». O Estado de São Paulo. 25 de outubro de 2014 
  42. «"Palmeiras frustra torcida e perde para o Sport na inauguração", Folha de S.Paulo». 20 de novembro de 2014 
  43. «"Allianz Parque dá ao Palmeiras bilheteria recorde entre clubes em SP"». Lancenet.com. 20 de novembro de 2014 
  44. «"Palmeiras lucrou R$ 3,6 milhões na estreia do novo estádio"». Veja. 21 de novembro de 2014 
  45. «"Ufa! Palmeiras empata, mas é salvo pelo Santos e não cai no ano do centenário"». ESPN. 7 de dezembro de 2014 
  46. «"Palmeiras inicia 2015 com vitória sobre o Shandong Luneng"». O Estado de S. Paulo. 17 de janeiro de 2015 
  47. «"Danilo marca, e Corinthians vence clássico na nova casa do Palmeiras"». globoesporte.com. 8 de fevereiro de 2015 
  48. «"No quarto jogo, Palmeiras supera toda a bilheteria do Paulistão 2014"». Folha de S. Paulo. 28 de fevereiro de 2015 
  49. «"Com falha de Ceni e golaço, Palmeiras atropela São Paulo no Allianz Parque"». UOL. 25 de março de 2015 
  50. "Palmeiras pressiona e vence o Botafogo de Ribeirão Preto por 1 a 0", CBN, 12 de abril de 2015
  51. "Com um a mais, Verdão perde pênalti, mas abre final vencendo Peixe", Gazeta Esportiva, 26 de abril de 2015
  52. "Palmeiras bate recorde de público em seu novo estádio na decisão", Gazeta Esportiva, 26 de abril de 2015
  53. "Com 5 gols no 2º tempo, Palmeiras acorda, goleia Sampaio e avança na Copa do Brasil", ESPN, 12 de maio de 2015
  54. «"Palmeiras atropela o São Paulo com direito a "olé" no Allianz Parque"». globoesporte.com. 28 de junho de 2015 
  55. "Em clássico eletrizante, Palmeiras e Corinthians empatam por 3 a 3", Estadão Conteúdo, 6 de setembro de 2015
  56. "Palmeiras e Corinthians fazem clássico eletrizante e empatam em 3 a 3", R7, 6 de setembro de 2015
  57. "Palmeiras e Corinthians fazem Dérbi eletrizante e empatam em 3 a 3", Lancenet, 6 de setembro de 2015
  58. "Contra o Flu, Palmeiras chegará a 1 milhão de torcedores no Allianz", UOL Esporte, 28 de outubro de 2015
  59. "Nos pênaltis, Palmeiras elimina Flu e decide Copa do Brasil com Santos", UOL Esporte, 29 de outubro de 2015
  60. "Palmeiras vence o Santos nos pênaltis e fica com o título da Copa do Brasil", Globoesporte.com, 3/12/2015
  61. "Prass converte pênalti decisivo, Palmeiras vence Santos e é tri da Copa do Brasil", ESPN, 3 de dezembro de 2015
  62. "Palmeiras bate recorde de público e renda na final da Copa do Brasil", ESPN, 3 de dezembro de 2015
  63. «Libertadores de 2016 já tem 27 times classificados; confira os que estão lá». www.globoesporte.com. Consultado em 2 de dezembro de 2015 
  64. «Ranking nacional L!: Palmeiras amplia vantagem sobre o Corinthians». www.uol.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2015 
  65. «Palmeiras: Galeria de títulos». www.palmeiras.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2015 
  66. "Clássico entre Palmeiras e Santos bate recorde de público da arena", Gazeta Esportiva, 12 de julho de 2016
  67. "Palmeiras derruba Corinthians no clássico e vence a primeira no Brasileiro", ESPN, 12 de junho de 2016
  68. "Palmeiras bate recorde de público do Allianz Parque", Fox Sports, 27 de novembro de 2016
  69. "Com polêmicas, Corinthians bate Palmeiras nos pênaltis e é campeão", UOL Esporte, 8 de abril de 2018
  70. "Palmeiras sai atrás, vira, mas sofre empate e cai na semi contra o Boca", UOL Esporte, 2 de dezembro de 2018
  71. "Palmeiras bate Vitória e festeja o deca com recorde de público no Allianz", Gazeta Esportiva, 2 de dezembro de 2018
  72. "Palmeiras vira, rebaixa Água Santa, passa o Santo André e se classifica em 1º lugar no Paulista", ESPN, 26 de julho de 2020
  73. "Com grito de gol, mas sem torcida: Palmeiras joga para arena vazia pela primeira vez", Globoesporte, 26 de julho de 2020
  74. "Corinthians e Palmeiras fazem jogo ruim na Arena e empatam sem gols", Lance, 5 de agosto de 2020
  75. "Brasil chega à marca de 100 mil mortes por Covid-19", CNN, 8 de agosto de 2020
  76. "Com drama, Palmeiras vence o Corinthians nos pênaltis e é campeão paulista", UOL, 8 de agosto de 2020
  77. "Com jovens da base decisivos, um novo Palmeiras sem tantos medalhões quebra a sina de 12 anos sem o Paulista", UOL, 8 de agosto de 2020
  78. "Palmeiras volta a se impor em finais contra o rival e aumenta diferença em confrontos diretos por títulos", Lance, 9 de agosto de 2020
  79. "Palmeiras goleia Delfín por 5 a 0 com show de golaços e vai embalado às quartas-de-final", ESPN, 2/12/2021
  80. "Palmeiras goleia o Corinthians, faz 4 a 0 e encurta a distância para o líder", UOL Esporte, 18/1/2021
  81. "É tetra! Palmeiras vence o Grêmio e conquista a Copa do Brasil", Lance, 7 de fevereiro de 2021
  82. "Com 15 títulos, Palmeiras se consolida como o maior campeão nacional", UOL Esporte, 7 de março de 2021
  83. "Cinco anos de Allianz Parque: Veja marcas, recordes e curiosidades do estádio do Palmeiras", Jovem Pan, 19/ de novembro de 2019
  84. "Com golaços de Coutinho e Tardelli, Brasil vence México por 2 a 0", RedeTV, 7 de junho de 2015
  85. "Amistoso da seleção bate recorde de bilheteria do Allianz Parque", ESPN, 7 de junho de 2015
  86. "Brasil vence no desfecho das Eliminatórias e tira o Chile da Copa do Mundo", El País, 10 de outubro de 2017
  87. "Com maior renda da história do futebol brasileiro, seleção vence no Allianz e tira o Chile da Copa", ESPN, 10 de outubro de 2017
  88. «"Allianz Parque recebe os treinos abertos e atividades para fãs do UFC com José Aldo e Dominick Cruz"». Lutas Esporte Clube. 18 de dezembro de 2014 
  89. «"Lutadores do UFC participam de evento no Allianz Parque antes de luta em Barueri"». Jovem Pan. 17 de dezembro de 2014 
  90. «"Palmeiras toma susto, mas derrota o Red Bull na estreia de Dudu"». O Estado de S. Paulo. 25 de janeiro de 2015 
  91. «"Palmeiras comemora os 100 anos"». Tribuna da Bahia. 24 de janeiro de 2015 
  92. «"Após rever amigos e torcida, Alex se emociona com despedida: 'Viagem no tempo'"». palmeiras.com. 29 de março de 2015 
  93. «"Pain Gaming vence Circuito Brasileiro de 'League of Legends', o CBLoL"». G1. 8 de agosto de 2015 
  94. "Allianz Parque foi o estádio com mais megashows no mundo em 2017", Veja SP, 16 de fevereiro de 2018
  95. «Paul McCartney encanta 50 mil fãs em primeiro show no Allianz Parque». allianzparque.com.br. Consultado em 9 de outubro de 2015. Arquivado do original em 20 de novembro de 2015 
  96. «Paul McCartney se despede do Brasil em Allianz Parque lotado». allianzparque.com.br. Consultado em 9 de outubro de 2015. Arquivado do original em 20 de novembro de 2015 
  97. «Roberto Carlos festeja o aniversário de 74 anos com show em São Paulo». BOL. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  98. "Relembre os seis shows que fizeram o Palmeiras sair do Allianz Parque e migrar para o Pacaembu", Folha de S. Paulo, 8/6/2016
  99. "Samba de Santa Clara reúne VIPs e convidados no Allianz Parque", DCI, 18 de outubro de 2015
  100. «"Fextinha no Allianz Parque com DJ'S e mais de 12 horas de festa"». Bares SP. 26 de junho de 2015 
  101. «All Colors Festival». Arquivado do original em 2 de junho de 2016 
  102. «"Copa do Brasil apresenta patrocinadores em SP"». lancenet.com. 24 de fevereiro de 2015 
  103. «"Copa Sadia do Brasil 2015 reuniu seus patrocinadores em evento no Allianz Parque"». Segs.com.br. 2 de março de 2015 
  104. «"Acompanhe o Build Tour São Paulo"». Microsoft. 15 de maio de 2015. Consultado em 21 de maio de 2015 
  105. «"Começa Nesta 6ª Feira (17/05) a Pré-Venda Promocional Para o "Megashow Risadaria""». Segs. 17 de maio de 2019 
  106. «"Camarotes Allianz Parque"». allianzparque.com.br. 1 de maio de 2015 
  107. «"Estádio do Palmeiras vai ter vestiário com estrutura de primeira"». O Estado de São Paulo. 1 de maio de 2014 
  108. «"Empresa gasta R$ 15 milhões em câmeras de segurança para Arena Palestra"». UOL. 12 de março de 2013 
  109. «"Allianz Parque, o mais moderno estádio do pais tem 280 toneladas de inox em sua fachada"». Steelsul Aço inox. 24 de setembro de 2014 
  110. «"Allianz Parque: arena otimizada"». Galeria da Arquitetura. 21 de novembro de 2013 
  111. «"Hunter Douglas e Allianz Parque"». HunterDouglas. 2 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 28 de janeiro de 2015 
  112. «"Allianz Parque"». Galeria da Arquitetura. 17 de abril de 2014 
  113. «Allianz Parque terá estação meteorológica própria em 2019». 6 de dezembro de 2018. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  114. «"Como chegar"». allianzparque.com.br. 3 de abril de 2015. Consultado em 3 de abril de 2015. Arquivado do original em 17 de abril de 2015 
  115. «"Acessibilidade"». allianzparque.com.br. 9 de maio de 2015. Consultado em 9 de maio de 2015. Arquivado do original em 30 de abril de 2015 
  116. «"Allianz Parque recebe certificado por acessibilidade"». ESPN. 20 de junho de 2017. Consultado em 20 de junho de 2017 
  117. «"Com ídolo Marcos, Palmeiras Tour inaugura visitas guiadas ao Allianz Parque"». palmeiras.com.br. 12 de abril de 2015 
  118. «"Allianz Parque Tour"». allianzparque.com.br. 12 de abril de 2015. Arquivado do original em 16 de agosto de 2015 
  119. «"Los 10 estadios más espectaculares del futuro"» (em espanhol). El Gol Digital. 7 de março de 2014 
  120. «"Supercoppa Italiana fra Juventus e Napoli, prende quota l'ipotesi San Paolo del Brasile"». Goal.com (em italiano). 10 de junho de 2014 
  121. a b «"Stadium of The Year Public Vote: Winner – Allianz Parque!"». StadiumDB.com. 19 de fevereiro de 2015 
  122. «"Allianz Parque é eleito estádio do ano por site especializado"». UOL. 19 de fevereiro de 2015 
  123. «"Public vote"». StadiumDB.com. 19 de fevereiro de 2015 
  124. «"Allianz Parque supera arena rival e Beira-Rio: é eleito o 'estádio do ano'"». O Globo. 20 de fevereiro de 2015 
  125. «"Quem somos"». Ogilvy & Mather. 24 de fevereiro de 2015 
  126. «"Allianz Seguros lança game para Xbox Live"». administradores.com. 29 de dezembro de 2014 
  127. «"Allianz Parque vira palco de jogo para Xbox Live"». Grandes Nomes da Propaganda. 19 de dezembro de 2014 
  128. «"Allianz Parque ganha pebolim personalizado com formato do estádio"». ESPN. 2 de março de 2015 
  129. «"Com ingressos a R$ 40, Allianz Parque abrirá para visitas a partir da semana que vem"». ESPN. 26 de fevereiro de 2015 
  130. «"Tour"». allianzparque.com.br. 2 de março de 2015. Arquivado do original em 16 de agosto de 2015 
  131. Jacobs, Guilherme (17 de novembro de 2016). «PES 2017 | Atualização traz novo visual de Messi e estádio do Palmeiras». Omelete. Consultado em 9 de março de 2017 
  132. «"XI Grande Prêmio de Arquitetura Corporativa divulga os vencedores de 2014"». Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. 4 de setembro de 2014 
  133. «"XI Grande Prêmio de Arquitetura Corporativa 2014"». Flex Eventos. 3 de setembro de 2014 
  134. «"Seconci-SP premiou no dia 12 de novembro os melhores cases de saúde e segurança do trabalho em canteiros de obra do estado de São Paulo"». Feira Internacional de Segurança e Proteção. 18 de novembro de 2014 
  135. «"Vencedores do 3º Prêmio Seconci-SP"». Prêmio Seconci-SP. 12 de novembro de 2014. Arquivado do original em 20 de novembro de 2015 
  136. "Palmeiras e construtora assinam escritura, e obra da Arena já vai começar", IG Esportes, 15 de julho de 2009
  137. "Palmeiras espera entrega da Arena Palestra somente em fevereiro de 2014", Estadão.com, 20 de março de 2013
  138. "Desabamento na obra da Arena Palestra mata um operário", Globoesporte.com, 15 de abril de 2013
  139. "Ministério Público tenta embargar a obra da Arena Palestra desde 2011", Globoesporte.com, 15 de abril de 2013
  140. "Discussão entre Palmeiras e WTorre vai para a arbitragem", Lancenet, 20 de fevereiro de 2014
  141. "Em briga milionária, Palmeiras vence a WTorre na arbitragem", ESPN, 4 de outubro de 2016

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
  Notícias no Wikinotícias