Soyuz 7K-OKS


A Soyuz 7K-OKS, foi projetada especificamente para transporte de pessoal para estações espaciais soviéticas. Ela foi a primeira espaçonave a conduzir uma tripulação a uma estação espacial, a Salyut 1, em 1971 nas missões Soyuz 10 e Soyuz 11.[1]

Soyuz 7K-L1 (Zond)
A Soyuz 7K-OKS.
Origem
País  União Soviética
Fabricante S.P. Korolev RSC Energia
Operação
Levar astronautas as estações espaciais
Tipo de missão
Versão específica para transporte espacial
Características físicas
Altura 7,95 m
Diâmetro 2,72 m
Volume 9 m3
Massa 9.650 kg

Essa espaçonave foi uma modificação da Soyuz 7K-OK, com um novo sistema de acoplamento, conhecido em inglês como "probe and drogue", que é um artefato de encaixe em formato de funil com uma escotilha, permitindo a transferência direta de tripulantes entre as espaçonaves acopladas.[1]

O sistema de acoplamento probe and drogue da Soyuz.

Esse sistema de acoplamento "probe and drogue", introduzido nesse modelo de espaçonave, e que também foi usado no Projeto Apollo, continua em uso até os dias de hoje na ISS.[1]

Missões
  • Soyuz 10 transporte para a Salyut 1, primeiro acoplamento a uma estação espacial da história
  • Soyuz 11 transporte para a Salyut 1, da primeira tripulação de uma estação espacial da história, a tripulação foi morta na reentrada

ReferênciasEditar

  1. a b c Mark Wade. «Soyuz 7KT-OK». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 17 de julho de 2019 

Precedido por
Soyuz 7K-OK
Naves das Missões Soyuz
19711971
Sucedido por
Soyuz 7K-L1
  Este artigo sobre espaçonaves ou sondas espaciais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.