Abrir menu principal
Soyuz TMA-9
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada Водолей ("Aquarius")
Número de tripulantes 3
Lançamento 18 de setembro de 2006
04:08 UTC
Baikonur LCl
Aterrissagem 21 de abril de 2007
12:31 UTC
Duração 215 dias
Imagem da tripulação
Soyuz TMA-9 crew w ansari.jpg
Navegação
Soyuz TMA-8 Patch.png Soyuz TMA-8
Soyuz TMA-10 Soyuz TMA-10 Patch.png

Soyuz TMA-9 foi uma missão tripulada do programa Soyuz-ISS, que foi a espaço em 18 de setembro de 2006, transportando dois integrantes da Expedição 14 para uma estadia de seis meses na Estação Espacial Internacional e uma turista espacial, a empresária Anousheh Ansari, que realizou diversas experiências a bordo da estação para a Agência Espacial Europeia.[1][2][3]

TripulaçãoEditar

[1][2][3]

Tripulação lançada na Soyuz TMA-9: (18 de setembro de 2006)

Tripulação retornada na Soyuz TMA-9: (21 de abril de 2007)

Parâmetros da MissãoEditar

[1][2][3]

MissãoEditar

A Soyuz TMA-9 foi lançada do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, as 04:30 (UTC) de 18 de setembro de 2006 e acoplou-se com a ISS dois dias mais tarde. Em seu bojo levava o astronauta norte-americano Michael Lopez-Alegria, o russo Mikhail Tyurin e a empresária norte-americana de origem iraniana Anousheh Ansari. Ansari fez parte do programa de turismo espacial da empresa Space Adventures, que em acordo comercial com a Agência Espacial Russa proporciona viagens espaciais a milionários interessados em gastar milhões de dólares para viver esta experiência e que sejam aprovados em testes físicos realizados em Baikonur por um período de seis meses.[1][2][3]

Foi a segunda turista no espaço, depois da britânica Helen Sharman, que em 18 de maio de 1991 foi à órbita terrestre após vencer um concurso promovido entre cidadãos comuns na Grã-Bretanha, e a primeira turista pagante. Ansari retornou à Terra em 29 de setembro na Soyuz TMA-8 - que havia levado à ISS os integrantes da Expedição 13 e agora retornava com eles seis meses depois - junto com o cosmonauta Pavel Vinogradov e o astronauta Jeffrey Williams.[1][2][3]

Lopez-Alegria e Tyurin retornaram na TMA-9 em 21 de abril de 2007, após o encerramento da Expedição 14, trazendo com eles o turista participante Charles Simonyi, empresário que assim como Ansari participou do programa pago da Space Adventures e havia sido lançado na nave Soyuz TMA-10, quatorze dias antes da descida da TMA-9, que ao pousar no Cazaquistão depois de 215 dias em órbita, estabeleceu o mais longo voo espacial de uma nave Soyuz.[1][2][3]


Nota: Anousheh Ansari era cosmonauta substituta nesta missão, estando prevista a sua ida a espaço apenas na missão seguinte, Soyuz TMA-10. Entretanto, o turista titular Daisuke Enomoto, um empresário do Japão, não foi aprovado na avaliação médica final feita pelos russos dois meses antes do voo e Ansari, que treinava como sua reserva ao mesmo tempo, o substituiu.[1][2][3]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c d e f g Mark Wade. «Soyuz TMA-9». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 23 de julho de 2019 
  2. a b c d e f g Joachim Becker e Heinz Janssen (20 de abril de 2018). «Soyuz TMA-9». SPACEFACTS. Consultado em 23 de julho de 2019 
  3. a b c d e f g Anatoly Zak (5 de maio de 2012). «Soyuz TMA-9». RussianSpaceWeb. Consultado em 23 de julho de 2019 

Ligações externasEditar