A Subida à Glória é uma corrida de bicicletas que se realiza na calçada da Glória em Lisboa. A corrida é organizada pela Federação Portuguesa de Ciclismo, Associação de Ciclismo de Lisboa em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e a anuência da Companhia Carris de Ferro de Lisboa.

Subida à Glória 1926


A Calçada da Glória editar

A Calçada do Elevador da Glória é uma rampa que liga a Baixa de Lisboa (Praça dos Restauradores) ao Bairro Alto (Jardim de São Pedro de Alcântara). Tem cerca de 265 metros de comprimento e um declive médio superior a 17%.


História editar

Ficheiro:Subida da Glória 1926.jpg
Vencedores 1926

No livro sobre A História do Ciclismo Português, Gil Moreira refere que em 1910 José Moura subiu a calçada em bicicleta com o tempo de 1,23 minutos. Segundo o autor, ainda nesta década Alfredo Piedade muito jovem terá feito 1,10 minutos. Em 1926 a corrida é noticiada por vários jornais e ilustrada com fotografias que mostram a multidão a assistir ao espectáculo da subida. Todos os jornais noticiam que Alfredo Luís Piedade, do Sport Lisboa e Benfica, faz 55 segundos na subida da Glória[1].

Cem anos depois das primeiras disputas, a organização da International Cycling History Conference de Lisboa 2013 propôs à UVP-FPC a realização da Corrida da Glória para dar a conhecer a história das corridas de bicicleta de Lisboa nas primeiras décadas do século XX e a corrida aconteceu na noite de 17 de Maio.

A corrida de 2013 editar

 
Subida da Glória 2013

A corrida noturna de 2013 teve como ingredientes o desafio de subir a rampa íngreme, numa via em que dificuldade eram as linhas de carris mais o piso escorregadio, resultado da chuva e do óleo do pavimento. Para vencer a corrida tem de se obter o melhor tempo de contrarrelógio. Depois, os quatro melhores ciclistas competem em semifinais e finais de sistema de knockout uns contra os outros.

Na Subida à Glória de 2013 entre os 150 participantes, profissionais e amadores, tomaram parte na corrida o presidente da Federação de Ciclismo Português e ex-ciclista, Delmino Pereira, o selecionador nacional José Poeira e o vencedor de 4 Voltas a Portugal Marco Chagas. O vencedor foi Ricardo Marinheiro, Junior vice-Campeão do Mundo de montanha de 2009, com o novo recorde de 39,77 segundos, nas mulheres ganhou a campeã de estrada de Juniores de 2011, Ana Azenha, com 1,06 minutos, seguida de Isabel Caetano.

Galeria de imagens editar

Lista dos vencedores editar

Homens editar

  • 1910   Portugal Pedro José de Moura (1 min, 23 segs)
  • 1913   Portugal Alfredo Piedade
  • 1924   Portugal Alfredo Piedade
  • 1925   Portugal João Santos Borges
  • 1926   Portugal Alfredo Piedade (55 segs)
  • 2013   Portugal Ricardo Marinheiro (39,77 segs)

Mulheres editar

  • 2013   Portugal Ana Azenha (1 min, 6 segs)

Fontes editar

  • MOREIRA, Abílio Gil. A História do Ciclismo Português: no seu já século de existência e o que tem sido a sua ligação com a velocipedia internacional. Alcobaça: ed. aut. 1980
  • Revista Stadium, 6 de dezembro de 1926
  • Revista Eco Dos Sports, ano I , n.º 39, 1926
  • SANTOS, Ana. Volta a Portugal em Bicicleta: Territórios, Narrativas e Identidades. Lisboa: Mundos Sociais, 2011a. ISBN 8-989-96783-9-2
  • SANTOS, Ana. «A História da Volta a Portugal em bicicleta», in NEVES, J.; DOMINGOS, N. (ed)Uma História do Desporto em Portugal. Lisboa: Quinodi, Vol II, 2011b, pp.7-49 ISBN 978-989-554-888-0
  • SANTOS, Ana. «História do ciclismo », in NEVES, J.; DOMINGOS, N. (ed)Uma História do Desporto em Portugal. Lisboa: Quinodi, Vol III, 2011c ISBN 978-989-554-889-7

Referências

Ligações externas editar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Subida à Glória