Túbulo de Malpighi

Os túbulos de Malpighi são os principais órgãos excretores dos artrópodes. Algumas espécies de aracnídeos têm túbulos em vez de, ou além das, glândulas coxais. Em algumas delas, parecem agir na produção de seda, em vez de na excreção.[1]

Diagrama estilizado do trato digestivo de um inseto mostrando o túbulo de Malpighi de um Orthoptera

Túbulos de Malpighi têm como função manter a Homeostase por meio da eliminação de produtos nitrogenados e sais minerais excedentes, reabsorção de substâncias e segregação de constituintes da hemolinfa.

Referências

  1. Pechenik 2016, p. 363; 395.

BibliografiaEditar

  • Pechenik, Jan A. (2016). Biologia dos Invertebrados 7ed. Porto Alegre: McGraw Hill Brasil 
  • CONTE, Hélio; FERMINO, Fábio; FALCO, José Ricardo Penteado. CONCENTRAÇÃO CRÍTICA DE ELETRÓLITOS NOS TÚBULOS DE MALPIGHI DA Diatraea saccharalis: FABRICIUS, 1794 (LEPIDOPTERA; CRAMBIDAE) NO FINAL DA FASE LARVAL.
  Este artigo sobre insetos, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.