Abrir menu principal
THX
Privada
Atividade som
Fundação 1983
Sede Flag of the United States.svg Estados Unidos
Pessoas-chave David Pierce, Diretor
Richard Dean, Tecnologia
Robert Hewitt, Vendas
Website oficial www.thx.com

THX é uma marca registrada de um padrão para cinemas, consoles, caixas de som e sistemas de áudio para carros[1]. Tem como meta principal assegurar uma reprodução de áudio/video tão fiel a que é concebida pelos produtores nos estúdios de gravação.

A empresa foi fundada por George Lucas[1] a partir da criação de Tomlinson Holman produzida enquanto trabalhava para a Lucasfilm a fim de assegurar que a reprodução da trilha sonora de Star Wars: Episódio VI - O Retorno de Jedi em 1983 fosse exatamente a pretendida por ele em todos os cinemas.

Em outubro de 2016, a Razer, tecnológica norte-americana especializada em equipamentos para videojogos, anunciou a compra da THX.[2]

LogotipoEditar

O nome THX vem de Tom Holman e Xperiment (o experimento de Tom Holman), nome do criador do padrão. Este nome também foi escolhido em referência ao filme THX 1138 produzido por George Lucas.

O logotipo da empresa é apresentado nos cinemas certificados no início das projeções. A apresentação é sempre acompanhada da distinta e conhecida Deep Note (nota profunda), um crescendo sintetizado eletronicamente por James A. Moorer[3] enquanto também era empregado da Lucasfilm em 1983. A Deep Note é patenteada nos Estados Unidos e procura impressionar os espectadores, produzindo uma sensação de som intenso. Segundo Gary Rydstrom essa sensação se deve ao espectro de freqüências crescente.[4]. Vários filmes, como Os Sem Floresta e a série Os Simpsons satirizaram o imenso barulho causado pelo THX.

PadrãoEditar

O padrão THX para salas de cinema leva em conta o isolamento acústico, o controle de reverberação e o uso de uma parede acústica especial para a fixação das caixas de som frontais. Além disso são feitas recomendações para que todos os presentes na sala tenham um bom ângulo de visão da tela de projeção e da imagem projetada.[5]

O isolamento acústico impede que haja interferência por sons vindos de fora da sala ou das salas vizinhas e o controle de reverberação feito com revestimentos especiais nas paredes aumenta a clareza do som. A parede acústica frontal tem o objetivo de criar uma "tela de som" direcionada para o público, possibilitando uma melhor percepção sonora.

A adequação de uma sala ao padrão THX requer um estudo particular a cada caso, a substituição de equipamentos de som sendo alguns deles próprios da empresa THX e patenteados por ela. Além disso pode ser necessário reposicionar poltronas e elevar o piso onde fica a audiência.

ReferênciasEditar

  1. a b «Institucional». Consultado em 20 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 3 de janeiro de 2010 
  2. «Razer compra THX, empresa audiovisual fundada por George Lucas» 
  3. «Currículo de James A. Moorer». Consultado em 20 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 20 de janeiro de 2008 
  4. «Trailers do THX». Consultado em 20 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 22 de janeiro de 2008 
  5. «Cinema Design». Consultado em 20 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2008 

Ligações externasEditar