Abrir menu principal

SBT MS

Emissora de televisão brasileira de Campo Grande, MS
(Redirecionado de TV Campo Grande)
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
SBT MS
Rede Centro-Oeste de Rádio e Televisão Ltda.
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 28 UHF
Virtual: 8 PSIP
Outros canais 17 / 517 HD (NET)
ver mais
Analógico:
08 VHF (1980-2018)
Sede Bandeira de Campo Grande - MS.png Campo Grande, MS
Slogan Faz parte de você
Rede SBT
Fundador José Barbosa Rodrigues
Pertence a Rede Centro-Oeste de Rádio e Televisão
Proprietário Antônio João Hugo Rodrigues
Antigo proprietário José Barbosa Rodrigues (1980-2003)
Controlador Fundação Internacional de Comunicação
Presidente Zeraldi Jorge
Fundação 11 de outubro de 1980 (38 anos)
Prefixo ZYA 944
Nome(s) anteriore(s) TV Campo Grande (1980-2011)
Emissoras irmãs
  • Rádio H'Ora
  • Mega 94 FM
Cobertura Estado do Mato Grosso do Sul
Coord. do transmissor 20° 28' 39" S 54° 35' 23.8" O
Potência 5 kW
Página oficial sbtms.com.br

SBT MS é uma emissora de televisão brasileira sediada em Campo Grande, capital do estado do Mato Grosso do Sul. Opera no canal 8 (28 UHF digital) e é afiliada ao SBT. Pertence à Rede Centro-Oeste de Rádio e Televisão, que também é responsável pelas rádios Mega 94 FM e Rádio H'Ora e pelo jornal Correio do Estado, e atualmente encontra-se arrendada para a Fundação Internacional de Comunicação, que controla a TV Interativa. Seus estúdios estão localizados no bairro Carvalho, e seus transmissores estão no Jardim São Lourenço.

HistóriaEditar

A emissora foi fundada em 11 de outubro de 1980 como TV Campo Grande, pelo proprietário do jornal Correio do Estado, José Barbosa Rodrigues. Inicialmente funcionava com programação inteiramente local, mas em 1981, tornou-se afiliada ao recém-criado SBT, sendo uma das afiliadas de longa data da rede.

Em 2000, começou a expansão do seu sinal para outros municípios de Mato Grosso do Sul, transmitindo via satélite para retransmissoras que atualmente atingem 74 municípios e cerca de 97,5% da população. Em 2003, com a morte de José Barbosa Rodrigues, a emissora passa a ser administrada pelo seu filho, Antônio João Hugo Rodrigues.

Em 11 de março de 2009, a Rede Centro-Oeste de Rádio e Televisão arrendou a TV Campo Grande para a Fundação Internacional de Comunicação, braço midiático da Igreja Internacional da Graça de Deus.[1] Em setembro de 2011, a emissora muda de nome e passa a se chamar SBT MS.[2]

Sinal digitalEditar

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
8.1 28 UHF 1080i Programação principal do SBT MS / SBT
Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, o SBT MS, bem como as outras emissoras de Campo Grande, cessou suas transmissões pelo canal 8 VHF em 31 de outubro de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[3]

ProgramaçãoEditar

Além de transmitir a programação nacional do SBT, a emissora também produz os seguintes programas:

  • Forno e Fogão: Programa culinário, com Luiz de La Puente;
  • O Povo na TV: Jornalístico, com Tatá Marques;
  • SBT MS 1ª edição: Telejornal, com Marcos Anelo;
  • SBT MS 2ª edição: Telejornal, com Keila Mesquita;
  • Jota & Amigos: Revista eletrônica, com Jota Abussafi;
  • Auto News: Programa sobre automobilismo, com Paulo Cruz;

Diversos outros programas compuseram a grade da emissora e foram descontinuados:

  • Clube dos Motoristas
  • Do Barraco ao Barracão
  • Duvideodó
  • Frente a Frente
  • Jogo Aberto
  • Manhã Notícias
  • Minha Terra, Minha Gente
  • Momento Esporte
  • Revista da Manhã
  • Revista Feminina
  • Rodeio & Companhia
  • Sem Limite
  • Tá na Rua
  • Tatá Marques na TV
  • Tema Livre
  • TJ MS
  • Toda Prosa
  • Viver Bem

RetransmissorasEditar

Lista de retransmissoras
Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital
Água Clara 10 - Alcinópolis 09 - Amambai 06 - Anastácio 08 -
Anaurilândia 06 - Antônio João 04 - Aparecida do Taboado 16 - Aquidauana 08 -
Aral Moreira 13 - Bandeirantes 07 - Bataguassu 11 - Batayporã 09 -
Bela Vista 06 - Bodoquena 09 - Bonito 13 - Brasilândia 09 -
Camapuã 10 - Caracol 06 - Cassilândia 11 - Chapadão do Sul 13 -
Corguinho 02 - Coronel Sapucaia 07 - Corumbá 13 - Costa Rica 11 -
Coxim 13 - Dourados - 10 (34) Eldorado 13 - Glória de Dourados 13 -
Iguatemi 03 - Inocência 05 - Itaquiraí 11 - Ivinhema 10 -
Jardim 13 - Jateí 06 - Maracaju 09 - Miranda 06 -
Mundo Novo 11 - Naviraí 13 - Nioaque 05 - Nova Alvorada do Sul 08 -
Nova Andradina 09 - Paraíso das Águas 13 - Paranaíba 12 - Paranhos 07 -
Pedro Gomes 08 - Ponta Porã 10 - Porto Murtinho 08 - Ribas do Rio Pardo 07 -
Rio Brilhante 09 34* Rio Negro 13 - Rochedo 02 - Santa Rita do Pardo 09 -
São Gabriel do Oeste 04 - Sete Quedas 13 - Sonora 07 - Tacuru 09 -
Taquarussu 12 - Três Lagoas 12 -
* - Em implantação

Referências

  1. «Igreja da Graça, de R.R Soares, arrenda TV Campo Grande». Campo Grande News. 22 de março de 2009. Consultado em 26 de agosto de 2018 
  2. Eusébio, Marcos (20 de setembro de 2011). «R. R. Soares muda nome da TV Campo Grande para SBT MS». Entrelinhas da Notícia. Consultado em 26 de agosto de 2018 
  3. «Adiado o desligamento do sinal analógico em Rio Branco, Campo Grande e Boa Vista». TeleSíntese. 13 de agosto de 2018. Consultado em 26 de agosto de 2018 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar