Tatu (Limeira)

bairro rural do município de Limeira
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Tatu (desambiguação).

Tatu é um bairro rural e foi um distrito do município brasileiro de Limeira, que integra a Região Metropolitana de Piracicaba, no interior do estado de São Paulo[1].

Tatu
  Bairro rural do Brasil  
Bifurcacao no bairro TATU - panoramio.jpg
Localização
Unidade federativa  São Paulo
Município Limeira
História
Criado em 30 de novembro de 1944 (77 anos)

HistóriaEditar

OrigemEditar

O bairro surgiu às margens do Ribeirão Tatu como uma colônia da Fazenda Tatu, pertencente ao Capitão Luís Manuel da Cunha Bastos, fundador da cidade de Limeira, e cujo casarão sede da antiga fazenda fica a um quilômetro do centro do bairro. Após a morte do capitão em 1835, as terras foram vendidas e divididas em várias fazendas e sítios[2].

Em 30 de junho de 1876 foi inaugurada pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro a estação ferroviária de Tatu. A estação tinha, após a eletrificação da linha em 1920, uma subestação perto dela, sendo portanto ponto estratégico para a Paulista[3].

Formação administrativaEditar

  • O distrito de Tatu foi criado com sede no povoado do mesmo nome e com terras desmembradas do distrito da sede do município de Limeira, pelo Decreto-Lei nº 14.334, de 30 de novembro de 1944[4].
  • Foi extinto pela Lei nº 2.456 de 30 de dezembro de 1953, passando o seu território a integrar o distrito da sede do município[5][6].

GeografiaEditar

 
Planta da área urbana.

PopulaçãoEditar

Crescimento população urbana
Censo Pop.
1950149
2000201
2010161−19,9%
Fonte: IBGE e Fundação SEADE

Pelo Censo de 1950, o único no qual o Bairro do Tatu era distrito, a população total era de 2.589 habitantes, e a população urbana era de 149 habitantes[7].

Já pelo Censo 2010 (IBGE) a população urbana do bairro era de 161 habitantes[8].

Serviços públicosEditar

Registro civilEditar

Atualmente é feito na sede do município, pois o Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais foi extinto pela Lei nº 2.456 de 30 de dezembro de 1953 e seu acervo foi recolhido ao cartório do distrito sede de Limeira[9].

InfraestruturaEditar

 
Estrada de acesso ao Bairro Tatu pela Rodovia Anhanguera.

RodoviasEditar

O bairro é afastado do centro da cidade, com acesso pela Via Jurandyr da Paixão de Campos Freire (antiga via Tatuibi). Também possui acesso direto à Rodovia Anhanguera (SP-330) através de estrada vicinal[10].

FerroviasEditar

Pátio Tatu (ZTT) da Linha Tronco (Companhia Paulista de Estradas de Ferro), sendo a ferrovia operada atualmente pela Rumo Malha Paulista[11].

SaneamentoEditar

O serviço de abastecimento de água é feito pela BRK Ambiental - Limeira (BRK)[12].

EnergiaEditar

A responsável pelo abastecimento de energia elétrica é a Neoenergia Elektro, antiga CESP[13][14].

Atrações turísticasEditar

 
Sede da Fazenda Tatu, que pertenceu ao fundador da cidade de Limeira, o Capitão Luís Manuel da Cunha Bastos.

Casarão do Bairro do TatuEditar

Datado da década de 1820, o Casarão do Bairro do Tatu, que foi a sede da antiga Fazenda Tatu, tem cerca de 200 anos de construção, sendo o prédio mais antigo de Limeira. A casa, retangular e com as paredes externas feitas em taipa de pilão e as internas em pau a pique, atribuiu grande importância histórica ao imóvel[15][16].

Complexo Horto FlorestalEditar

Com aproximadamente 300 alqueires, o Horto Florestal André Franco Montoro foi inaugurado em 1984, quando a Prefeitura de Limeira tomou posse da área até então abandonada e que pertencia à Fepasa - Ferrovia Paulista. Fazem parte do complexo o Motódromo, o Kartódromo, a Pista de Aeromodelismo e o Zoológico Municipal[17].

Festa italianaEditar

O bairro recebe anualmente edições de uma festa cultural italiana, realizada por meio de uma parceria entre os moradores da comunidade e a Prefeitura de Limeira.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  2. «Prefeitura de Limeira - Bairro do Tatu». www.limeira.sp.gov.br. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  3. «Tatu -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  4. «Decreto-Lei n° 14.334, de 30/11/1944». www.al.sp.gov.br. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  5. «Projeto de Lei n° 1.536, de 1953». www.al.sp.gov.br. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  6. «Lei n° 2.456, de 30/12/1953». www.al.sp.gov.br. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  7. «Censo demográfico : 1950». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  8. «IBGE | Censo 2010 | Sinopse por Setores». censo2010.ibge.gov.br. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  9. «Arpen-SP disponibiliza cadastro estadual de acervos anexados e lista de localização de antigos municípios - 13/04/2008». ARPEN-SP. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  10. «DER/SP: Mapas» (PDF). www.der.sp.gov.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2022 
  11. «Declaração de Rede - 2020». Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT. Consultado em 1 de julho de 2022 
  12. «Municípios e Saneamento». IAS - Instituto Água e Saneamento. Consultado em 20 de fevereiro de 2022 
  13. «Elektro - Cidades Atendidas». www.neoenergiaelektro.com.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2022 
  14. «Arsesp - Mapa de Concessionárias». www.arsesp.sp.gov.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2022 
  15. «Prefeitura de Limeira - Casarão da Fazenda Tatu». www.limeira.sp.gov.br. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  16. «Pesquisador reúne imagens raras de Limeira em livro». O Liberal. 10 de setembro de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  17. «Prefeitura de Limeira - Complexo Horto Florestal». www.limeira.sp.gov.br. Consultado em 8 de dezembro de 2020 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Tatu (Limeira)
  Este artigo sobre um distrito ou povoado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.