Templo mortuário de Seti I

Templo mortuário de Seti I é o templo memorial (ou templo mortuário) do faraó do Império Novo Seti I. Está localizado na Necrópole de Tebas no Alto Egito, em frente ao Rio Nilo da cidade moderna de Luxor (antiga Tebas).[1] O edifício está situado perto da cidade de Qurna.

Templo mortuário de Seti I
Tipo house of millions of years, sítio arqueológico
Geografia
Coordenadas 25° 43' 57.04" N 32° 37' 42.97" E
Localização Luxor - Egito
Plano do templo

ConstruçãoEditar

O templo parece ter sido construído para o fim do reino em Seti, e pode ter sido terminado por seu filho Ramessés, o Grande após sua morte, sendo consagrado ao deus Ámon.[1] Uma das câmaras contém um santuário dedicado ao pai de Seti, Ramessés I. O governante reinou um pouco menos de dois anos, e não construiu um templo mortuário para si mesmo.[2][3]

ArquiteturaEditar

 
Hieróglifos do templo, agora transferidos para Carnaque

A decoração o templo foi organizada por Ramessés, o Grande. Embora tenha chegado até os dias atuais parcialmente destruído, "a beleza de seus relevos está no mesmo nível que Abidos", argumenta Giovanna Magi. O vestíbulo ainda contém nove das dez colunas de papiro original empacotadas com capiteis fechados. No salão hipostilo permanecem seis colunas, com relevos dos dois faraós que ostentam oferendas a Ámon. As oratórias do outro lado do salão são decoradas com relevos de Seti e seus ka, Tote e Osíris; o santuário que abrigava a barca sagrada é igualmente bem decorado.[3]

Condição atualEditar

O Templo mortuário de Seti I encontra-se fora da estrada para o Vale dos Reis e é contornado geralmente por turistas. A corte inteira e os pilones associados ao local hoje encontram-se em ruínas, e muito da parte oriental do complexo está enterrado sob a cidade moderna de Qurna.[2]

Referências

  1. a b Weigall, Arthur (1910). A Guide to the Antiquities of Upper Egypt (em inglês). Londres: Mentheun & Co. p. 258. ISBN 1-4253-3806-2 
  2. a b Haag, Michael (2004). Egypt. Col: Country and Regional Guides - Cadogan Series (em inglês). Chatswood: New Holland Publishers. p. 275 
  3. a b Magi, Giovanna (2003). Luxor, Karnak, la Valle Dei Re. Ediz. Inglese (em inglês). Firenze, Itália: Casa Editrice Bonechi. p. 153 

{[Controle de autoridade]]

  Este artigo sobre Egiptologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.