Abrir menu principal

Intercambiador

estação de trens para mais de uma linha
(Redirecionado de Terminal de Integração)
Intercambiador da Gare de Saint-Étienne-Châteaucreux (Saint-Étienne)

Um intercambiador é um lugar de articulação de redes destinado a facilitar a intermodalidade entre os distintos modos de transporte de passageiros. Os intercambiadores podem desempenhar, pela sua inserção urbana, o papel de interface entre a cidade e a sua rede de transporte.

CaraterísticasEditar

Os intercambiadores reúnem uma grande variedade de modos de transporte num mesmo lugar: marcha a pé, autocarro (ou ônibus), tranvia, metro, trem, automóvel, barco ou inclusive avião. O intercambiador tem por função principal garantir uma correspondência fluída entre os distintos modos de transporte conetados. O objetivo consiste em diminuir o tempo de correspondência no ponto de rutura da viagem e assim reduzir o tempo total do mesmo.

Este termo tem a sua origem na metrópole madrilena. O equivalente de intercambiador no estrangeiro é “Interchange station” em Inglês, “Pôle d’échanges” em França, “Poli di interscambio” em Itália e “shunyu” na China.

Exemplos de intercambiadoresEditar

Veja tambémEditar

BibliografiaEditar

  • Aldecoa Martínez-Conde, J.; Cristóbal Pinto, C.; Beltrán Palomo, A. Y López Vallejo, G. (2002). Grandes intercambiadores metropolitanos. Os casos de Madrid. V Congresso de Engenharia do Transporte, 11-13 de junho de 2002, Capítulo 18: Terminais, Ponencia 1. Santander, Espanha
  • Carlos Cristóbal Pinto, « Algumas experiências na área metropolitana de Madrid », Atuações de apoio ao transporte público, Jornadas de Transporte Público Sustentável Quarta-feira, 2004
  • Antonio Beltrán Palomo, Gregorio López Vallejo, « Última geração de intercambiadores para autocarros interurbanos : Praça de Castilha e Praça Elíptica »
  • H. Francisco Hernanz Benito, Carlos Cristóbal Pinto, « Mobilidade em Intercambiadores Metropolitanos. Cinco experiências »