Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Blues Brothers
O Dueto da Corda (PRT)
Os Irmãos Cara de Pau (BRA)
Pôster original do filme
 Estados Unidos
1980 •  cor •  148 min 
Direção John Landis
Roteiro Dan Aykroyd
John Landis
Elenco John Belushi
Dan Aykroyd
Carrie Fisher
John Candy
Género comédia musical
Distribuição Universal Studios
Idioma inglês
Orçamento US$ 30 milhões[1]
Receita US$ 115.229.890[2]
Cronologia
Blues Brothers 2000
Página no IMDb (em inglês)

The Blues Brothers (Os Irmãos Cara de Pau BRA ou O Dueto da Corda PRT) é um filme americano do ano de 1980 do gênero comédia musical, dirigido por John Landis. Estrela o filme a dupla John Belushi e Dan Aykroyd, famosos comediantes do programa de TV "Saturday Night Live" e que depois fariam carreira de sucesso no cinema. Nos quadros musicais muitas canções R&B e soul, interpretadas por grandes nomes: James Brown, Cab Calloway, Aretha Franklin, Ray Charles e John Lee Hooker. Adicionalmente apresenta a banda "The Blues Brothers", com performances musicais dos dois comediantes e que continuou a se apresentar após o filme, variando os membros e apesar da morte de John Belushi, dois anos depois do lançamento nos cinemas.

O filme teve locações em Chicago, Illinois.

ElencoEditar

A BandaEditar

OutrosEditar

SinopseEditar

"Joliet Jake" Blues sai da prisão em liberdade condicional e fica sob a custódia de seu irmão Elwood. Ele cumprira dois anos de uma sentença de cinco por roubo a mão armada. Jake e Elwood são cheios de estilo, vestem roupas e chapéus pretos, além dos imprescindíveis óculos escuros. Elwood aparece na porta da prisão para pegar o irmão, dirigindo um velho e deteriorado carro da polícia, um Dodge Monaco de 1974 que eles chamam Bluesmóvel, com motor V-8. Jake não sabe que o carro foi modificado, mas quando os irmãos são perseguidos pela polícia, Elwood mostra toda a verdadeira potência do motor.

Elwood convence Jake a visitarem o orfanato cristão em que eles cresceram. Depois de uma "conversa" com a diretora do orfanato, a simpática Irmã Mary Stigmata (apelidada de "O Pinguim"), eles ficam sabendo da situação financeira difícil da instituição que deve uma grande quantia em impostos (na realidade, as igrejas de Illinois são isentas, o que causou algumas reações contra a cena). A religiosa recusa energicamente (distribuindo pancadas) dinheiro roubado oferecido pelos irmãos.

Mais tarde, ao irem a uma igreja evangélica do amigo Curtis, Jake tem uma epifania: os irmãos irão conseguir fundos honestos para o orfanato, através da apresentação da sua lendária banda de rhythm & blues. Sem demora os irmãos começam a ir atrás dos antigos membros da banda. Mas no seu caminho encontrarão muitos percalços: perseguições da polícia, brigas com neo-nazistas e a fúria de uma ex-namorada de Jake, uma mulher misteriosa armada com um fuzil.

ProduçãoEditar

Os personagens Jake e Elwood Blues foram criados por John Belushi e Dan Aykroyd para o programa Saturday Night Live. Os sketches e as características dos personagens foram desenvolvidos por Aykroyd com a colaboração de Ron Gwynne, creditado como consultor no filme. Conforme notas na capa do álbum Briefcase Full of Blues, os irmãos cresceram num orfanato e aprenderam blues com Curtis [3]

Ao aceitar fazer o filme para a Universal Pictures, Aykroyd resolveu escrever o roteiro cinematográfico, algo que ele nunca tentara antes.

SequênciaEditar

Em 1998 foi lançada uma sequência, Blues Brothers 2000, com roteiro similar e com Dan Aykroyd repetindo o seu papel. No elenco estão John Goodman, Joe Morton e o garoto de 10 anos J. Evan Bonifant, como um novo Blues Brothers. Aretha Franklin e James Brown reaparecem. Nos outros números musicais estão Sam Moore, Wilson Pickett, Paul Shaffer, B. B. King e Eric Clapton, dentre outros.

Trilha sonoraEditar

The Blues Brothers: Music from the Soundtrack foi gravada em Junho de 1980 como o segundo álbum da the Blues Brothers Band. A canção promocional do filme, "Gimme Some Lovin'" , figurou entre os 40 "top hits" do ano. Este álbum seguiu o de estreia, o álbum ao vivo Briefcase Full of Blues. Houve um segundo álbum ao vivo Made in America, com o sucesso "Who's Making Love".

As canções do filme estão diferentes no álbum, ouvindo-se um coro feminino na canção "Everybody Needs Somebody to Love", quando no filme a banda não possui cantoras. O saxofonista Tom Scott e o baterista Steve Jordan, estão no álbum mas não participaram do filme.

Referências

  1. Egan, Jack (1980). New York Magazine. [S.l.: s.n.] 12 páginas 
  2. «The Blues Brothers (1980)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 14 de agosto de 2012 
  3. «Fortune City-Blues Brothers». Biography of the Blues Brothers-From their album, A Briefcase Full of Blues. Consultado em 16 de agosto de 2008. Arquivado do original em 7 de outubro de 2008 

Ligações externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: The Blues Brothers (filme)