The Dominion Bank

The Dominion Bank era um banco canadense fundado em 1869 e sediado em Toronto, Ontário.[1] Em 1 de fevereiro de 1955, fundiu-se com o Bank of Toronto para formar o Toronto-Dominion Bank.

The Dominion Bank
Atividade Bancária
Fundação 1869
Fundador(es) James Austin
Destino Fundido com o Bank of Toronto em 1955
Sede Toronto, Ontario,  Canadá

HistóriaEditar

 
Agência do Dominion Bank em Montreal, por volta de 1915.
 
Demonstração consolidada do banco para o ano de 1942.

Em 1871, o Dominion Bank foi lançado por empresários e profissionais sob a liderança de James Austin, com a abertura de sua primeira filial na King Street, em Toronto, Ontário.[2] Eles se dedicaram a criar uma nova instituição "conducente à prosperidade geral dessa seção do país". O Dominion Bank era uma instituição cautelosa, “selecionando cuidadosamente seus clientes, atendendo-os bem e prosperando com eles” (nas palavras da história oficial). Também criou uma rede de agências e, em 1872, tornou-se o primeiro banco canadense a ter duas agências em uma cidade - Toronto.

Com o amadurecimento da economia canadense e a abertura do norte de Ontário e do Ocidente nas décadas de 1880 e 1890, os bancos tornaram-se mais agressivos em empréstimos a indústrias de recursos, serviços públicos e manufatura. Em 1897, o Dominion Bank abriu sua primeira agência ocidental em Winnipeg. Na primeira década do século XX, o banco expandiu rapidamente suas redes de agências no centro do Canadá e no oeste.

Para marcar sua ascensão como uma importante instituição nacional, o Dominion Bank mudou-se para um escritório central na King and Yonge Street em 1879.[3]

A Primeira Guerra Mundial trouxe novos desafios para o banco quando foram chamados a financiar gastos de guerra e a apoiar a inovação de títulos de guerra comercializados para o público em geral. Metade do pessoal do banco serviu nas forças armadas.

Exceto por alguma contração nas províncias ocidentais devido à seca, a década seguinte à guerra foi de expansão e aumento da lucratividade devido ao desenvolvimento de recursos e à expansão industrial. Ambos os bancos resistiram à tempestade da Grande Depressão nos anos 30 sem grandes dificuldades, apesar do declínio nos lucros. Como todos os bancos canadenses, eles sofreram críticas a suas políticas de crédito e resistiram à introdução de um banco central para controlar o suprimento de dinheiro e aconselhar sobre política fiscal . Por fim, o Banco do Canadá foi estabelecido e os bancos renunciaram ao seu direito de emitir sua própria moeda.

A chegada da Segunda Guerra Mundial envolveu os bancos, mais uma vez, na comercialização de títulos de guerra e na participação no controle de câmbio, racionamento e outras medidas financeiras de guerra. Aproximadamente 500 funcionários, ou quase metade do total, entraram nas forças armadas.

O Dominion Bank emergiu da guerra em 1945, mais forte do que nunca, com ativos mais que dobrando desde 1939. Com o boom do pós-guerra, eles se tornaram mais ativos nos empréstimos às empresas e na penetração de novos mercados. No entanto, eles rapidamente perceberam que os custos de expansão e competição com rivais muito maiores dificultavam seus objetivos. O banco havia se envolvido em aquisições ou fusões para crescer, mas determinou que uma união com um banco de tamanho igual a colocaria em uma posição muito mais forte para aproveitar as oportunidades da economia do pós-guerra.

AmalgamaçãoEditar

Em 1954, começaram as negociações entre o Bank of Toronto e o Banco Dominion e, até o final do ano, foi alcançado um acordo de fusão. Em seu comunicado ao Ministro das Finanças, os bancos declararam: “É mais oneroso para um pequeno banco acompanhar o desenvolvimento de nosso país do que para um grande banco, com o resultado de que o crescimento efetivo e a influência comparativa de bancos menores provavelmente cairá no futuro em comparação com o dos bancos maiores."

Em 1º de novembro de 1954, o ministro das Finanças do Canadá anunciou que a fusão foi aceita e os acionistas foram solicitados a aprovar. Isso ocorreu em dezembro e, em 1º de fevereiro de 1955, o Bank of Toronto e o Dominion Bank se tornaram o Toronto-Dominion Bank.

PresidentesEditar

ArquiteturaEditar

O edifício Dominion (Toronto-Dominion) Bank em Calgary, Alberta, construído em 1911, está no Registro de Lugares Históricos do Canadá.[5] O Dominion Bank Building em Winnipeg, Manitoba, construído em 1907, está no Registro de Lugares Históricos do Canadá.[6]

John M. Lyle foi o arquiteto do Dominion Bank (e do Bank of Toronto) em muitas filiais em Toronto e em Ontário entre 1911 e 1939.   [ <span title="This claim needs references to reliable sources. (December 2014)">citação necessária</span> ]

Referências

  1. «Table of Private Acts: Dominion Bank». Department of Justice 
  2. «TD Historical Timeline». www.td.com 
  3. «TD Historical Timeline». www.td.com 
  4. "The Dominion Bank." The Encyclopedia of Canada, Vol. II, W. Stewart WALLACE, ed., Toronto, University Associates of Canada, 1948, 411p., pp. 224-225.
  5. Dominion Bank building. Retrieved 2013-11-11
  6. Dominion Bank Building. Retrieved 2013-11-11

Ligações externasEditar