The Karate Kid Part III

(Redirecionado de The Karate Kid, Part III)

The Karate Kid, Part III (prt: Momento da Verdade III[1], ou Karate Kid - O Momento da Verdade III[2]; bra: Karatê Kid 3 - O Desafio Final[3][4]) é um filme norte-americano de 1989, dos gêneros ação e drama, dirigido por John G. Avildsen, com roteiro de Robert Mark Kamen e estrelado por Ralph Macchio e Pat Morita.

The Karate Kid, Part III
Pôster de divulgação.
No Brasil Karatê Kid 3 - O Desafio Final
Em Portugal Momento da Verdade III
Karate Kid - O Momento da Verdade III
 Estados Unidos
1989 •  cor •  112 min 
Direção John G. Avildsen
Produção Jerry Weintraub
Karen Trudy Rosenfelt
Sheldon Schrager
Doug Seelig
Roteiro Robert Mark Kamen
Elenco Ralph Macchio
Pat Morita
Thomas Ian Griffith
Martin Kove
Robyn Lively
Sean Kanan
Rafaela Giachinni
Género ação
Idioma inglês
Cronologia
The Karate Kid, Part II
(1986)
The Next Karate Kid
(1994)

É o terceiro filme da série Karate Kid, sendo o último com o ator Ralph Macchio.

SinopseEditar

Em Los Angeles, Daniel (Ralph Macchio) é desafiado por um lutador de karatê que quer destruir seu mestre, Miyagi (Pat Morita). Inicialmente ele reluta em aceitar o desafio, mas termina sendo obrigado a aceitá-lo. Porém, desta vez ele não conta inicialmente com o apoio de seu mestre, que defende os ideais de defesa e sabedoria do karatê não seus títulos, mas com uma situação difícil em vista treinou Daniel a arte do Kata

ElencoEditar

LançamentoEditar

The Karate Kid, Part III foi produzido pela Columbia Pictures e pelo Weintraub International Group. Sendo lançado nos Estados Unidos dia 30 de Junho de 1989, na França dia 19 de Julho e em Portugal dia 25 de Agosto do mesmo ano.

RecepçãoEditar

O filme recebeu críticas negativas, sendo rejeitado pelos principais críticos de cinema. A já mencionada fórmula do sucesso do primeiro filme, não emplacou aqui. A falta de aptidão do ator Ralph Macchio para artes marciais, que no primeiro filme foi tolerável por ele aparentar ser apenas um menino franzino, aqui não se faz presente, (o ator estava com 27 anos na época). A produção pecou em sugerir ao público que havia passado-se apenas um ano (na verdade eram 5). As belas cenas de Kata com o litoral californiano ao fundo e as frases prontas do senhor Myiagi, em 1989, não surtiram mais efeito. Personagens como Jessica e Mike plagiam claramente os personagens Ali e Johnny do primeiro filme. Esse filme fez negócios consideravelmente menores do que os dois primeiros filmes da série, agregando apenas $39 milhões nas bilheterias. Além de ser o início da decadência do ator Ralph Macchio, tanto que no 4º filme, foi substituído pela atriz Hilary Swank. Depois do filme receber várias críticas negativas, contando a atuação exagerada de Macchio, Ralph até trabalhou em outros filmes como em "Meu Primo Vinny" (1992), ao lado de Marisa Tomei, que não teve muito destaque. [5][6][7][8]

PremiaçõesEditar

Framboesa de Ouro

  • Recebeu 5 indicações, nas categorias de pior filme, pior diretor, pior ator (Ralph Macchio), pior ator coadjuvante (Pat Morita) e pior roteiro.

Veja tambémEditar


Referências

  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.