The Million Pound Note

filme de 1954 dirigido por Ronald Neame

The Million Pound Note (br Loucuras de um Milionário), também chamado de Man with a Million[1], é um filme de comédia anglo-americano de 1954, produzido e dirigido por Ronald Neame. O roteiro é baseado no conto de Mark Twain "The Million Pound Bank Note".

The Million Pound Note
Loucuras de um Milionário[1] (BRA)
 Estados Unidos
 Reino Unido
1954 •  cor •  90 min 
Direção Ronald Neame
Produção John Bryan
Ronald Neame
Roteiro Mark Twain (conto)
Jill Craigie (roteiro)
Elenco Gregory Peck
Ronald Squire
Wilfrid Hyde-White
Género comédia
Música William Alwyn
Idioma inglês

ElencoEditar

SinopseEditar

Em 1903, o marinheiro norte-americano Henry Adams sofre um naufrágio e é socorrido por um navio mercante que o deixa em Londres, sem dinheiro e com as roupas em péssimo estado. Andando faminto pelas ruas em busca de emprego, não consegue nada devido a sua aparência maltrapilha. Ele vai à embaixada norte-americana que se recusa a conceder-lhe um empréstimo. Até que é avistado pela dupla de irmãos banqueiros milionários Oliver e Roderick Montpelier que acabara de fazer uma aposta. Adams recebe um envelope deles que depois descobre conter uma nota promissória de 1 milhão de libras do Banco da Inglaterra, o "local que tinha mais ouro no mundo" naquela época. Junto com a nota tem uma mensagem dos irmãos que lhe garante que se devolver o valioso papel 30 dias depois, sem resgatá-lo, terá um emprego. Adams começa a mostrar a nota a diversos comerciantes que não hesitam em lhe conceder crédito para pagamento depois de 30 dias, acreditando ser ele um "milionário excêntrico". Adams consegue boa comida, roupas e uma hospedagem no luxuoso hotel, onde fica amigo do homem-forte mudo Rock. As notícias sobre sua nota o transformam numa celebridade e o fazem ser aceito nas festas da nobreza londrina, quando se apaixona pela caridosa Portia Lansdowne. Mas logo as coisas se complicam quando um antigo amigo do pai de Adams usa o crédito dele para negociar ações na Bolsa de Valores, que sofre abalos quando surgem rumores de que o homem não seria um milionário de verdade.

ProduçãoEditar

O conto foi adaptado pela TV britânica em 1950 por Rex Rienits. O produtor Daniel Angel comprou os direitos para adaptação para cinema.[2]

  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. a b EWALD FILHO, Rubens (1975). Os filmes de hoje na TV. São Paulo: Global Editora. p. 117 
  2. «Studio Gossip.». The Sunday Herald (Sydney, NSW : 1949 - 1953). Sydney, NSW: National Library of Australia. 19 de agosto de 1951. p. 12. Consultado em 6 de junho de 2015 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.