The Pagan

filme de 1929 dirigido por W. S. Van Dyke

The Pagan é um filme de drama romântico mudo/parte falado de 1929 filmado no Taiti e produzido e distribuído pela Metro Goldwyn Mayer. Tanto o diretor W.S. Van Dyke e o diretor de fotografia Clyde De Vinna já haviam visitado o Taiti em 1928 para filmar White Shadows in the South Seas. O Pagão é estrelado por Ramón Novarro.[1][2]

The Pagan
Estados Unidos
1929 •  p&b •  
Direção W.S. Van Dyke
Produção Louis B. Mayer
Irving Thalberg
Roteiro Dorothy Farnum (cenário)
John Howard Lawson (intertítulos)
História John Russell
Elenco Ramón Novarro
Renée Adorée
Donald Crisp
Dorothy Janis
Gênero drama romântico
Música William Axt (partitura)
Nacio Herb Brown ("Pagan Love Song" [música])
Arthur Freed ("Pagan Love Song" [letra])
Cinematografia Clyde De Vinna
Edição Ben Lewis
Distribuição MGM
Estreia 27 de abril de 1929
Idioma mudo
intertítulos em inglês

O filme tem uma ligeira semelhança na história com um mudo anterior de Novarro, Where the Pavement Ends (1923), dirigido por Rex Ingram e agora perdido.

ElencoEditar

EnredoEditar

O rader Henry Slater (Donald Crisp) para em uma ilha do Pacífico Sul procurando obter uma carga de copra. Ele é informado de que o mestiço Henry Shoesmith Jr. (Ramon Novarro) possui a maior plantação, mas é bastante indolente.

Enquanto isso, Shoesmith está vagando por aí, enquanto a admiradora Madge (Renée Adorée), deseja tê-lo conhecido antes de se tornar uma mulher caída. Então o jovem ouve uma mulher cantando a bordo de um navio. Ele nada e é fortemente atraído por Tito (Dorothy Janis). Ela, no entanto, o rejeita.

Quando o tacanho Slater conhece Shoesmith pela primeira vez, ele é bastante rude com o nativo, mas logo muda de atitude quando descobre quem é o jovem. O descontraído Shoesmith não se ofende e fica encantado por ser formalmente apresentado a Tito, o protegido mestiço de Slater. Slater começa a negociar a copra e fica agradavelmente surpreso quando Shoesmith oferece a ele o quanto ele quer de graça. Ele toma a precaução de fazer Shoesmith assinar um contrato para esse efeito.

Tito acaba se apaixonando por Shoesmith, mas Slater tem outros planos para ela. Ele diz a Shoesmith para ficar longe de sua ala, usando a desculpa de que Shoesmith não tem ambição. Ele sugere ao jovem ingênuo que faça um empréstimo bancário e construa seu negócio. Em seguida, ele navega com Tito e sua copra.

 
Ramon Novarro no filme.

Shoesmith segue o conselho de Slater e administra uma loja, mas Madge avisa que ele não sabe o que está fazendo (ele permite que todos os clientes comprem a crédito). Quando Slater retorna, Shoesmith pede a Tito em casamento. Ela concorda. No entanto, Slater informa o intrigado Shoesmith que os pagamentos do empréstimo estão atrasados ​​e que ele está executando a hipoteca de todas as propriedades de Shoesmith. Além disso, Slater informa a seu pupilo que ele "se sacrificará" para protegê-la casando-se com ela. Shoesmith é tarde demais para impedir o casamento, mas enquanto Madge distrai os convidados, ele leva Tito para sua casa natal.

Slater encontra Tito enquanto Shoesmith está fora, a leva de volta para seu navio e começa a espancá-la. Shoesmith segue, e uma luta começa. O mais jovem vence, e ele e Tito nadam de volta para a ilha. No entanto, quando avistam tubarões se aproximando, eles não têm escolha a não ser voltar para Slater, perseguindo em seu bote. Slater leva Tito a bordo, mas mantém seu rival à distância com uma espada. Shoesmith nada sob o barco para o outro lado e derruba Slater na água, onde os tubarões o pegam. O jovem casal volta para sua casa idílica.

Referências

  1. The American Film Institute Catalog Feature Films: 1921-30 by The American Film Institute, c. 1971
  2. «Silent Era : Progressive Silent Film List». www.silentera.com. Consultado em 6 de fevereiro de 2022 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.