The Siege of Jadotville

The Siege of Jadotville é um filme de guerra e drama histórico de 2016, dirigido por Richie Smyth e escrito por Kevin Brodbin. O filme é baseado no livro de Declan Power, The Siege at Jadotville: The Irish Army's Forgotten Battle (2005), sobre o papel de uma unidade do Exército Irlandês na missão de manutenção da paz da ONU no Congo em setembro de 1961. [2]

The Siege of Jadotville
Irlanda
África do Sul
108 minutos min 
Direção Richie Smyth
Produção
Roteiro
Elenco
Música Joseph Trapanese
Cinematografia Nikolaus Summerer
Edição Alex Mackie
Distribuição Netflix
Lançamento 10 de julho de 2016 (Galway Film Festival)
19 de setembro de 2016 (Irlanda)
7 de outubro de 2016 (mundialmente)
Idioma inglês[1]

Exibido pela primeira vez no Galway Film Festival de 2016 [3], o filme recebeu uma distribuição limitada de cinema na Irlanda em setembro de 2016.[4] Ganhou três prêmios Irish Film & Television Awards, incluindo Melhor Diretor.

SinopseEditar

O filme é baseado no Cerco de Jadotville, onde uma pequena força da ONU (150 soldados irlandeses que nunca tinham estado em combate) foram atacados por militares locais leais a Moïse Tshombe e igualmente por mercenários belgas e franceses chefiados pelo célebre René Faulques, que liderou imensos golpes militares em África e no Médio Oriente. Este mercenário foi contratado por um empresário europeu que possuía minas de urânio na região. Estas forças em grande superioridade numérica foram repelidas durante 5 dias pelos soldados irlandeses que incrivelmente não sofreram nenhuma baixa e apesar deste comportamento heróico foram considerados covardes pela sua rendição quando ficaram sem munições. A ONU contribuiu para esta ignomínia de forma a esconder a sua inoperacionalidade no terreno e só em 2005 estes soldados foram reconhecidos como heróis pelo governo Irlandês.

Elenco principalEditar

Referências