Theodor Körner

político austríaco

Theodor Körner (De-at Theodor Körner.ogg [ˈteːoˌdoːɐ̯ ˈkœʁnɐ] ; Komárom, 23 de abril de 1873Viena, 4 de janeiro de 1957) foi presidente da Áustria, de 21 de junho de 1951 a 4 de janeiro de 1957.[1] Foi um político do SPÖ.

Theodor Körner
4.º Presidente da Áustria
Período 21 de junho de 1951
a 4 de janeiro de 1957
Chanceler Leopold Figl
Julius Raab
Antecessor(a) Karl Renner
Sucessor(a) Adolf Schärf
Prefeito de Viena
Período 17 de abril de 1945
a 18 de junho de 1951
Antecessor(a) Rudolf Prikryl
Sucessor(a) Franz Jonas
Dados pessoais
Nascimento 23 de abril de 1873
Újszőny, Áustria-Hungria
Morte 4 de janeiro de 1957 (83 anos)
Viena, Áustria
Partido SPÖ
Serviço militar
Lealdade  Austrália
Anos de serviço 1894-1918
1918-1924
Graduação Capitão
Tenente
Coronel
Conflitos Primeira Guerra Mundial

Theodor Körner foi burgomestre e landeshauptmann de Viena, de 1945 a 1951.

VidaEditar

Como filho de um oficial do Exército Austro-Húngaro, ele nasceu em Újszőny,[2] Reino da Hungria (hoje parte de Komárom, Hungria). Ele era tio-bisavô do produtor cinematográfico, ator e autor americano Jason L. Koerner (nascido em 1972), sobrinho-neto do poeta Theodor Körner e era parente distante de Bertha von Suttner, cuja mãe Sophie Wilhelmine von Körner também era parente do poeta.

A partir de 1888, Körner frequentou a escola militar em Mährisch Weißkirchen (Hranice), graduou-se como um dos primeiros da classe como um pioneiro na Academia Militar Técnica Imperial e Real e tornou-se tenente em 1894. Ele serviu como oficial em Agram (hoje Zagreb, Croácia) e foi promovido a major em 1904, ano em que se tornou membro da equipe austríaca. Durante a Primeira Guerra Mundial, ele foi um comandante ativo no front italiano. Ele renunciou à carreira militar em 1924 como general.

Sempre interessado em política, juntou-se aos social-democratas e tornou-se parlamentar em 1924. Foi Presidente do Conselho Federal da Áustria entre dezembro de 1933 e fevereiro de 1934.

A guerra civil na Áustria e a instalação da ditadura austro-fascista de Engelbert Dollfuss encerraram a carreira de Körner como político. Ele foi preso, como outros membros de seu partido, pelo governo autoritário que proibiu todos os partidos da oposição e colocou seus representantes na prisão. Durante a Segunda Guerra Mundial, Körner foi novamente preso, desta vez pelos nazistas.

Após a guerra, em abril de 1945, Körner tornou-se prefeito de Viena na recém-erguida Segunda República. Körner foi responsável pela reconstrução e reconstrução de Viena, que foi fortemente destruída devido ao bombardeio durante a guerra. Após a morte de Karl Renner, seu partido indicou Körner como candidato à presidência, e Körner venceu as eleições com pouco mais de 51 por cento dos votos. Ele, portanto, se tornou o primeiro presidente da Áustria eleito diretamente pelo povo. Körner morreu em Viena, no cargo, o segundo presidente consecutivo a fazê-lo.

Körner tinha um profundo conhecimento das ciências militares e escreveu sobre a teoria militar. Em Viena, há uma rua com o seu nome, assim como o Prêmio Theodor Körner, um prêmio austríaco de ciência e arte.[3][4][5]

Referências

  1. «Körner, Theodor» (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2011 
  2. Österreichisches Staatsarchiv / Kriegsarchiv
  3. https://austria-forum.org, Austria-Forum |. «Körner, Theodor». Austria-Forum (em alemão). Consultado em 23 de abril de 2021 
  4. «Dr. h.c. Theodor Körner, Biografie». www.parlament.gv.at (em alemão). Consultado em 23 de abril de 2021 
  5. «Katalog der Deutschen Nationalbibliothek». portal.dnb.de. Consultado em 23 de abril de 2021 


Precedido por
Karl Renner
Presidente da Áustria
1951 – 1957
Sucedido por
Adolf Schärf


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.