Abrir menu principal

Thomáz Luiz Osório

Coronel Thomáz Luiz Osório (morto em 1763) foi um militar português. Ele é mais conhecido por liderar tropas contra Pedro de Cevallos na região sul do Brasil/Uruguai na década de 1760.[1] Em 6 de outubro de 1762 ele começou a reconstruir a Fortaleza de Santa Teresa . Em 19 de abril de 1763, Pedro de Cevallos invadiu a fortaleza, levando Osório e 25 oficiais como prisioneiros.[2][3] Depois da guerra, Osório foi submetido a um conselho de guerra em Portugal e acusado de ter favorecido a conquista espanhola, sendo posteriormente enforcado em Lisboa.[2] Sua viúva apresentou provas que mostravam o erro da acusação.[2]

Em junho de 1758, o General Gomes Freire de Andrade, o Conde de Bobadela, fez uma doação ao Coronel Thomáz Luiz Osório, de terras que ficavam às margens da Lagoa dos Patos. Nessas terras, mais tarde, se formaria a atual cidade de Pelotas.[4]

Referências

  1. Indias, Archivo General de; Mateos, Francisco (1949). Historia de la Compañía de Jesús en la provincia del Paraguay: (Argentina, Paraguay, Uruguay, Perú, Bolivia y Brasil) según los documentos originales del Archivo General de Indias. [S.l.]: V. Suárez. pp. 793–5. Consultado em 18 de outubro de 2018 
  2. a b c «La fortaleza arrancada a españoles, portugueses y a la arena.». Rocha Uruguay. Consultado em 18 de outubro de 2018 
  3. Mellado, Francisco de Paula (1851). Enciclopedia moderna: diccionario universal de literatura, ciencias, artes, agricultura, industria y comercio. [S.l.]: Establecimiento Tipográfico de Mellado. p. 547. Consultado em 18 de outubro de 2018 
  4. «Primeira referência histórica de Pelotas». Prefeitura de Pelotas. Consultado em 18 de outubro de 2018. Arquivado do original em 25 de março de 2009 
  Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.