Abrir menu principal
A Uplândia era formada por 3 "províncias históricas antigas" (folclândia):
  Tiundalândia

Tiudalândia (em latim: Tiundalandia; em sueco: Tiundaland , lit. "terra dos 10 hundredos") era uma das três folclândias ("províncias históricas antigas") que formavam a Uplândia,[1] compreendendo sua porção sudeste, ao norte de Estocolmo. Seu nome se refere a seu papel de fornecer 1 000 homens e 40 navios à expedição dos reis suecos de Upsália.

HistóriaEditar

A Tiundalândia era uma das três folclândias ("províncias históricas antigas") que formavam a Uplândia.[1] Aparece pela primeira vez em cerca de 1120, num documento de Florença.[2] Segundo o historiador islandês do século XIII Esnorro Esturleu, a Suídia (terra original dos suíones e núcleo da Suécia) era formada pela Vestmânia, Sudermânia, Fiadrimdalândia, Tiundalândia, Atundalândia e Sialândia, enquanto a Suécia ainda compreendia a Gotalândia Ocidental, Gotalândia Oriental, Varmlândia e as "marclândias".[3] A Tiundalândia tinha seu legífero e um ting regional, que provavelmente existiu por todo o século XIII, mas talvez já existisse desde o XII. Mesmo após a codificação da Lei da Uplândia de 1296, manteve seu legífero e ting..[4]

Birger, o legífero local, desempenhou um papel fundamental na comissão que produziu a Lei da Uplândia e Esnorro e Arngrim implicam que os legíferos da Tiundalândia tinha autoridade sobre outros no reino.[4] A Lei da Sudermânia, escrita entre 1279 e 1285 e revisada em 1325, afirma que a Tiundalândia, Atundalândia e Fiadrimdalândia deviam primeiro "levar" o rei, com o conselho de toda a Suécia no ting de Mora. Mora estava localizada na fronteira entre Atundalândia e Tiundalândia e era alcançado a curta viagem de Fiadrimdalândia ou Upsália, o que deve tê-la tornado adequada como local de coroação dos reis antes do século XIV.[5]

Referências

  1. a b Geijer 1845, p. 21.
  2. Line 2007, p. 206.
  3. Line 2007, p. 35.
  4. a b Line 2007, p. 164.
  5. Line 2007, p. 198.

BibliografiaEditar

  • Geijer, Gustaf. The History of the Swedes. Londres: Whittaker and Co. 
  • Line, Philip (2007). Kingship and State Formation in Sweden 1130-1290. Leida e Nova Iorque: BRILL