Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Marcopolo Torino
Um exemplar de um lote de 238 ônibus urbanos do modelo Marcopolo Torino 2014, adquiridos em 2016 para o transporte público da cidade de Porto Alegre.
Visão Geral
Produção 1983-Presente[1][2]
Fabricante Brasil Marcopolo
Montagem Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul
Rio de Janeiro Rio de Janeiro (antiga Ciferal)
Modelo
Classe Ônibus
Carroceria Urbano
Intermunicipal
Ficha técnica
Motor Depende do modelo do chassi
Potência Depende do modelo do chassi
Torque Depende do modelo do chassi
Plataforma Chassis e Motorização:
Suécia Scania
Suécia Volvo
Alemanha Mercedes-Benz
Alemanha Volkswagen
Brasil Agrale
Itália Iveco
Transmissão Depende do modelo do chassi
Layout Depende do modelo do chassi
Modelos relacionados Brasil CAIO Apache Vip
Brasil Mascarello Gran Via
Brasil Neobus Mega Plus
Brasil Comil Svelto
Dimensões
Comprimento 13,480 m
Entre-eixos Depende do modelo do chassi
Largura 2,550 m
Altura 3,280 m
Peso Depende do modelo do chassi
Cronologia
Marcopolo Veneza
Marcopolo Sanremo
Marcopolo Viale
Notas
Dados oficiais da Marcopolo. Informações técnicas sobre medidas, motorização e capacidades variam de acordo com o modelo do chassi empregado no veículo.[3]

Marcopolo Torino é um modelo de carroceria de ônibus urbano fabricado pela empresa gaúcha Marcopolo.

Foi lançada em 1983 para substituir o Veneza II, que teve muitas unidades vendidas durante sua fabricação. O primeiro modelo do Torino foi inspirado no Sanremo II. Em 1984 foi lançado uma nova versão, que foi produzida até 1988, com janela do motorista maior e placa traseira entre o conjunto de faróis.[1][2] Em 1994 é lançado o modelo GV, que teve desdobramentos por quase 20 anos até o lançamento do Torino 2014, um projeto que está em produção e totalmente inédito.

Atualmente rodam pelas ruas Torinos de todas as gerações, tanto nas capitais como nas pequenas cidades. O modelo é um dos mais antigos em produção no país e já foi encarroçado em chassis dianteiro, traseiro e central há mais de 30 anos.

Índice

Evolução do modeloEditar

Torino 1983Editar

 
Torino 1983 em Martins Soares-MG

A primeira geração do Torino teve seu protótipo construído na fábrica da Eliziário, em Porto Alegre, que nesta época já pertencia à Marcopolo. Mas a produção em série começou na planta de Caxias do Sul (sede da Marcopolo), no bairro Planalto.[1][2]

Em março de 1983, com o slogan de lançamento Sistema Tecnológico de Transportes, as novas carroçarias de ônibus tanto para o segmento rodoviário quanto para o urbano foram apresentadas. É lançado assim a nova linha de produtos da empresa que inclui os modelos Torino, Viaggio e Paradiso. O primeiro, o Torino G3, lançado para substituir a linha Veneza II (lançado em 1974) e era quase idêntico ao modelo Sanremo II (há um boato que o modelo 83 do Sanremo tenha sido lançado como trampolim para o lançamento do Torino, visto que era o modelo do Sanremo com os detalhes mais idênticos ao Torino), sendo um dos modelos inspirados no Projeto Padron, iniciado em 1978 e que incluia também o modelo Sanremo. A janela do motorista era, portanto, considerada pequena e a placa traseira de identificação ficava no para-choque.[1][2]

Em 1984, o Marcopolo Torino ganha algumas alterações visuais, com janela do motorista maior e placa traseira não mais no para-choque, mas entre as lanternas da parte de trás. Chamado de Torino G4.

Torino 1989Editar

 
Torino 1989 em Esplanada-BA

Em 1989 o Torino foi reestilizado, com novo desenho da janela do motorista e novos faróis na frente e na traseira. É também conhecido como Marcopolo Torino LN. Este modelo ganhou novo sistema de abertura das portas. Seu lançamento veio para fortalecer a marca no mercado de extrema concorrência, com os lançamentos do Caio Vitória, Thamco Scorpion e Nielson Urbanus.

Torino GVEditar

 
Torino GV da Auto Viação Cidade Histórica - Aracaju-SE

Em 1994 era lançado o Torino GV ou G5, com o G se referindo a geração de produtos que é a mesma da linha rodoviária. Com novo layout na frente e na traseira, com brake-light opcional e o nome da Marcopolo em baixo relevo. Em 1997 foi lançada a nova versão com brake-light de série. Neste mesmo ano a Marcopolo desenvolveu o Torino LS (Long Size) especialmente para a cidade de Curitiba, mas empresas de outras cidades como São Paulo também o compraram. Tinha altura interna de 2,20 metros (30 cm a mais que os primeiros modelos) e a adoção de um teto inteiriço feito em fibra de vidro, que eliminou a necessidade de rebites e reduziu o peso do veículo. Em 1998 é lançado o Torino Low-Entry, um dos primeiros ônibus com piso baixo do Brasil.

Torino 1999Editar

 
Torino 1999 da VCA em Aracaju - SE

No final de 1998 o Torino passa por uma pequena reestilização de faróis e lanternas traseira, mantendo laterais e interior do salão praticamente sem novidades. Essa versão é conhecida por Torino 1999 ou GV2,(denominação idealizada por João Manoel da Silva, para diferenciar do GV) entretanto ele exibia apenas o nome Torino. Ele também ganha um "primo", o Ciferal Turquesa, em razão da compra de parte da Ciferal, pela Marcopolo. O Torino LS e o Low Entry também foram reestilizados. Esse modelo é considerado o percursor do Marcopolo Viale. Alguns anos depois esse Torino viria a receber uma atualização em seu salão, recebendo assentos individuais reestilizados e balaustres curvos.

Torino 2007Editar

 
Torino 2007 da Três Marias em Porto Velho-RO

Em 2007, é lançada uma nova versão do modelo, exibindo ainda apenas o nome Torino sem referência a sua geração. Ele é conhecido por Torino 2007 ou G6 e é inspirada no Gran Viale e no Ciferal Citmax. Em 2013 ganha uma pequena atualização, com mudanças no acabamento interno.

Torino 2014Editar

 
New Torino (2014) da Viação Modelo em Aracaju - SE

O Torino 2014, também conhecido como New Torino ou Torino G7, foi introduzido pela Marcopolo desde o final de 2013. Inspirado no Viale BRT, foi a mudança mais radical entre todos os modelos, sendo mais largo e com tecnologias embarcadas como campainha wireless e comandos no painel do motorista feitos a partir de uma tela touchscreen de 3,5", além disso é o primeiro modelo a utilizar lanternas em LED. Em 2015 foram lançadas as versões motor traseiro, low-entry (piso baixo) e o Torino Express (articulado). É encarroçado nos chassis Iveco, Mercedes-Benz, Volkswagen, Scania F250HB, Volvo B270F, Agrale MA 15/MA 17 com motorização dianteira. respectivamente.[4]

Em 2018 foi criado o Torino S, com pequenas modificações, como faróis dianteiros e traseiros.

Referências