Torre de Vilar

Torre de Vilar 2.jpg

A Torre de Vilar do Sousa apresenta-se como uma construção medieval portuguesa e um exemplo raro de Residência Senhorial correspondendo a designação latina de Domus Fortis.

Esta torre ergue-se isolada no lugar da Torre, no termo da freguesia de Vilar do Torno e Alentém do concelho de Lousada.

Ergue-se a 14 metros de altura e está implantada no topo de um outeiro que domina um vale fértil e bem irrigado do Rio Sousa, um testemunho da existência da Domus Fortis.

A Torre de Vila do Sousa apresenta-se como um modelo em que se insere as primeiras torres senhoriais, encontrando-se fortemente ligada à imagem que representa a Torre de Menagem. Esta construção aconteceu nos finais do século XIII, tendo por fim transmitir uma imagem de nobreza, poder e de glória dos seus proprietários.

Foram senhores da Torre de Vilar do Sousa os senhores de Riba de Vizela que, abandonaram a já muito povoada região central de Entre-Douro-e-Minho, e alargaram os seus domínios para terras disponíveis procurando novas honras.

Estas torres além de serem usadas como moradia eram-no também como pontos de defesa e controle dos novos domínios garantindo assim a segurança e a defesa das terras e das gentes.

Atribui-se a sua construção a Gil Martins de Riba de Vizela.

É Património Militar/Senhorial português - IIP - Classificação do património português, Dec. nº. 95/78, DR 210 de 12 Setembro de 1978 e está integra a Rota do Românico do Vale do Sousa.

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.