Abrir menu principal

LimitesEditar

GeografiaEditar

 
Parque do rio Olimar, com suas famosas três pontes

Treinta y Tres possui área total de 9.529 km², correspondente a 5,4% da área total do Uruguai.

Possui um relevo pouco montanhoso, apenas algumas colinas na parte ocidental do departamento (Coxilha Grande e Coxilha de Carmen) e no sul (Coxilha de Palomeque) e elevações muito suaves no centro (El Yerbal). A parte oriental é mais plana.

O departamento conta com uma grande quantidade de rios, riachos e lagoas. Os rios mais importantes são os rios Cebollatí, na fronteira meridional do departamento, e Tacuarí na fronteira setentrional, que confluem na Lagoa Mirim. Entre os rios mais importantes também se encontra o rio Olimar, o principal afluente do Cebollatí, ele é importante no abastecimento de água à população, com ajuda dos vários afluentes de sua bacia. A importância do Olimar faz com que os habitantes de Treinta y Tres sejam chamados de "olimareños".

No departamento se encontra a primeira área nacional protegida do país, a Quebrada dos Corvos foi incorporada no ano de 2008 ao Sistema Nacional de Áreas Protegidas (SNAP), sendo a primeira de uma série de áreas que ingressaram neste ano.

HistóriaEditar

 
Lavalleja e o juramento dos 33 orientais

O departamento de Treinta y Tres foi constituído em 1884, com territórios pertencentes aos departamentos de Cerro Largo e Minas (atualmente Lavalleja). Possui este nome em homenagem aos Trinta e Três Orientais, que liderados por Juan Antonio Lavalleja, lutaram pela independência da antíga Província Cisplatina (o atual Uruguai) do Império do Brasil.

EconomiaEditar

A economia do departamento se baseia principalmente na pecuária e na agricultura, com destaque para o cultivo de milho, arroz e outros cereais. A indústria do departamento está basicamente vinculada a agricultura e a pecuária. Existem também indústrias de papel.

DemografiaEditar

A população do departamento de acordo com o censo de 2004, é de 49.318 habitantes, sendo 24.282 homens e 25.036 mulheres, correspondente a 1,52% da população total do país.[1]

A taxa de natalidade reduziu aproximadamente 25% no período 1996-2004, ficando situada em 14,7 por mil em 2004. Por outro lado, a taxa de mortalidade infantil reduziu 10% no mesmo período.[2]

Principais centros urbanosEditar

Cidades ou povoados com população de 1.000 ou mais habitantes (censo de 2004[1]):

Cidade/povoado 1996 2004
Cerro Chato 1.140 1.661
Ejido de Treinta y Tres 4.402 6.115
General Enrique Martínez 1.342 1.513
Santa Clara de Olimar 2.459 2.305
Treinta y Tres 26.390 25.711
Vergara 3.983 3.985
Villa Sara 972 1.056

Pessoas famosasEditar

Referências

  1. a b «Censo de 2004 - Instituto Nacional e Estatística do Uruguai» (PDF). Consultado em 27 de janeiro de 2009. Arquivado do original (PDF) em 12 de setembro de 2008 
  2. «Censo de 2004 - Instituto Nacional e Estatística do Uruguai». Consultado em 27 de janeiro de 2009. Arquivado do original em 20 de setembro de 2008 

Ligações externasEditar