Tribo Ethnos

Tribo Ethnos é um movimento musical-filosófico que se iniciou em 1990, em João Pessoa, como um grupo que almejava fazer arte se utilizando de diversas linguagens artísticas com ênfase na música e dança, tendo como pensamento principal uma arte que defenda o humanismo. A priori suas influências foram marcadas pelo hip hop, rock, world music e new age. No decorrer de 20 anos, a Tribo passou a adotar e respeitar todos os estilos, fazendo experimentos musicais, visuais, gestuais e adotando outras formas de fazer arte. Hoje fazem parte desse grupo músicos, poetas, escritores, dançarinos, artistas plásticos, atores, filósofos e cientistas.

O grupo tem como expressões principais a música e a dança, mas também se utilizam de outras linguagens artísticas, como literatura, fotografia, artes gráficas e artes plásticas, moda (indumentária e figurino), quadrinhos etc. Utilizam-se tanto de elementos populares como eruditos, assim como elementos da cultura de outros países e de várias regiões do Brasil.[1]

Em maio de 2009 realizaram o campeonato nacional de duplas "Extreme Jampa".[2] Atualmente estão ensaiando o espetáculo de dança "Ethnotron – Ghetto Experiment" e dirigindo as gravações do projeto "Triballo – O Conselho das Tribos e dos Clãs",[3] com previsão de serem apresentados no segundo semestre de 2010, em comemoração aos 20 anos do grupo.

Colaboradores ao longo da sua históriaEditar

  • Vant - Baixo e Direção Geral
  • Izzah - Soprano e Dança
  • Esmeraldo Marques - Smell - Guitarra e Arranjos
  • Ruh Skjebne - Barítono e Arte Digital
  • Bia - Mezzo-soprano
  • Hadas - Baixo-barítono
  • Fbi - Iconoplasta
  • Leska - Soprano e percussão
  • Kazzy - Tenor e dança
  • Lavie - Mezzo-soprano e dança
  • Tina - Dança
  • Kris - Dança
  • Kallám - Barítono
  • Andre Calazans - Cello e fotografia
  • Mazuky - Dança e serigrafia
  • Ratto - Tenor e violão
  • Valdinho - Barítono e percussão
  • Igor - Barítono e dança
  • Edie - Contrabaixo
  • Salomon - Poeta e produção
  • Ayleen Vant - Nova geração
  • Bárbara Cabral - Soprano
  • Elisa Leão - Mezzo-soprano
  • Irece Cavalcante - Contralto
  • Lêda Vieira - Soprano
  • Ottoni Melo - Baixo-profundo
  • Paulão - Baixo-barítono
  • Renie Rimah - Mezzo-soprano
  • Soraia Bandeira - Soprano
  • Tatye - Soprano
  • Zé gotinha - Tenor
  • Hélio - Co-letrista
  • Angel - Violino
  • Magno Job - Viola
  • Guga - Berimbau-gunga
  • Fabrício - Berimbau-viola
  • Marcello - Violão
  • Leo Noronha - Teclados
  • Dj Adailton - Samples e scratding
  • Dj Dinarte - Beats e samplings
  • Carlinhos - Pandeirão
  • Dona Xica - Apoio e cafezinhos
  • Coro de Câmara Villa-Lobos - Coral
  • Didier Guigue - Músico, arranjador, apoio
  • Hermano Viana - antropólogo, escritor e produtor

2ª Fase (inclusão)

  • Fabiano Córdula - Tenor, percussão e produção
  • krica - Contralto e percussão
  • Abraão - Tenor e percussão
  • Sara - Contralto e berimbau
  • ? - Contrabaixo
  • ? - Bateria
  • ? - Percussão
  • ? - Tenor
  • Kelly - Soprano
  • ? - Contralto
  • ? - Sax

3ª Fase (inclusão)

  • ?

4ª Fase (inclusão)

  • ?

-fonte: Encarte CD MEDDROOAAVON - por Fabiano Córdula Dias

Produção artísticaEditar

DiscografiaEditar

  • Conflictdasmarées, gravado em 1994 e lançado em 1995
  • Meddrooaavon, gravado em 1996 e lançado em 2000[4]

MusicaisEditar

  • Homens do Concreto, em 1991
  • Nahuxa, em 1993
  • Urbanus Hip-Hópera, em 1994 (remontado em 2001 e 2002)

Referências

  1. Governo do Estado da Paraíba - Jornal A União: Aldeia global - Tribo Ethnos faz 19 anos 24 de março de 2009
  2. O Norte Online: Campeonato de dança de rua reúne 32 duplas de 14 estados Quarta, 29 de Abril de 2009 17h36
  3. O Norte Online: Bandas paraibanas são estrelas do ‘Estação’ na Praça da Paz Terça, 15 de Janeiro de 2008 20h50
  4. musicr.de - die CD-Datenbank: Tribo Ethnos - Meddrooaavon (em alemão)

Ligações externasEditar

   Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.