Tritoniopsis

género de plantas

Tritoniopsis é um género de plantas com flor pertencente à subfamília Crocoideae da família Iridaceae,[3] que integra 24 espécies de plantas perenes, bulbosas, oriundas da África Austral.[4][5] Este género integra a tribo monotípica Tritoniopsideae.

Como ler uma infocaixa de taxonomiaTritoniopsideae
Tritoniopsis
Inflorescência de Tritoniopsis triticea.
Inflorescência de Tritoniopsis triticea.
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Iridaceae
Subfamília: Crocoideae
Tribo: Tritoniopsideae
Goldblatt & Manning
Género: Tritoniopsis
L.Bolus[1]
Espécie-tipo
Tritoniopsis lesliei
L.Bolus
Espécies
Ver texto.
Sinónimos[2]

DescriçãoEditar

Tritoniopsis é um género de monocotiledóneas da família Iridaceae, correspondente a um conjunto de espécies descritas ao nível taxonómico de género em 1926 pela botânica sul-africana Harriet Margaret Louisa Bolus. Todos os membros deste género são endemismos da Província do Cabo na África do Sul.[2]

A maioria das espécies que compõem esse género floresce no verão, quando as folhas já estão secas. As flores, actinomórficas a zigomórficas, são geralmente rosa ou vermelhas, embora também existam espécies com flores brancas, amarelas, acastanhadas ou cremes. O género tem dois números cromossómicos básicos, x = 15 e x = 16.

A biologia da polinização de Tritoniopsis é bastante surpreendente. Existem espécies que apresentam flores com as tépalas soldadas na base (conatas) formando um pequeno tubo rosa que são polinizadas pelas abelhas que buscam o seu néctar. A partir desses caracteres florais, considerados ancestrais, vários modos mais especializados de polinização foram derivados durante a evolução do género. Assim, quatro espécies com tubos florais alongados e com perianto bilabiado rosa ou vermelho são polinizadas por aves do género Nectarinia (das Passeriformes) ou pela borboleta da espécie Aeropetes tulbaghia. Duas outras espécies, com flores rosa com margens vermelhas, são polinizadas por moscas do género Prosoeca (Nemestrinidae). A espécie Tritoniopsis parviflora, por sua vez, é considerada única entre as Iridiaceae da África do Sul, pois além de apresentar néctar açucarado, produz óleos nas flores como recompensa para as abelhas da espécie Redivia gigas (Melittidae) que a polinizam.

TaxonomiaEditar

O género foi descrito por Harriet Margaret Louisa Bolus e publicado em South African Gardening 19: 123. 1929.[6] A etimologia do nome genérico é uma alusão ao género africano Tritonia combinado com o sufixo grego opsis, que significa "semelhante a",[7] reconhecendo a semelhança morfológica entre estes grupos, ou seja o nome genérico significa «similar ao género Tritonia». Nas mais recentes classificações, o género constitui uma tribo da subfamília Crocoideae, designada por Tritonopsideae.

Na sua presente circunscrição taxonómica o género Tritoniopsis inclui as seguintes espécies:[2]

ReferênciasEditar

  1. Bolus, L. S. African Gard. 19: 123 (1929).
  2. a b c Kew World Checklist of Selected Plant Families
  3. «pertencente à — World Flora Online». www.worldfloraonline.org. Consultado em 19 de agosto de 2020 
  4. Goldblatt, P. and J. C. Manning. 2006. Radiation of pollination systems in the Iridaceae of sub-Saharan Africa. Annals of Botany 97: 317–344.
  5. «Tritoniopsis». Royal Botanic Gardens, Kew: World Checklist of Selected Plant Families. Consultado em 25 de março de 2010 
  6. «Tritoniopsis». Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. Consultado em 12 de abril de 2015 
  7. Manning, John; Goldblatt, Peter (2008). The Iris Family: Natural History & Classification. Portland, Oregon: Timber Press. pp. 116–118. ISBN 0-88192-897-6 

BibliografiaEditar

  • Goldblatt, P., (1990) Phylogeny and classification of Iridaceae. Ann. Missouri Bot. Gard. 77:607-627.
  • Reeves, G., Chase, M.W., Goldblatt, P., Rudall, P., Fay, M.F., Cox, A.V., LeJeune, B., & Souza-Chies, T., (2001). Molecular systematics of Iridaceae: Evidence from four plastid DNA regions. Amer. J. Bot. 88:2074-2087.
  • Manning, John C. & Peter Goldblatt. Radiation of Pollination Systems in the Cape Genus Tritoniopsis (Iridaceae: Crocoideae) and the Development of Bimodal Pollination Strategies. International Journal of Plant Sciences, volume 166 (2005), pages 459–474
  • Peter Goldblatt. Notes on the Cytology and Distribution of Anapalina, Tritoniopsis, and Sparaxis, Cape Iridaceae . Annals of the Missouri Botanical Garden, Vol. 68, No. 4 (1981), pp. 562–564.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Tritoniopsis
O Wikispecies tem informações sobre: Tritoniopsis