Abrir menu principal

Underdog (competição)

O termo underdog é usado nos países anglófonos para designar o perdedor esperado de uma competição (geralmente política, esportiva, artística ou literária). Uma vitória inesperada do underdog chama-se upset. No português do Brasil, o underdog corresponderia ao chamado azarão. O ganhador esperado, ou seja, o indivíduo dominante em uma situação de competição ou numa hierarquia, é chamado de overdog,[1] ou top dog, [2] ou seja, o favorito da competição.

A palavra "underdog" surge nos Estados Unidos, na segunda metade do século XIX,[3][4]e designava o cão perdedor, no contexto das lutas de cães, um entretenimento muito popular nos países anglófonos, no século XIX.

O uso da palavra se estendeu à política, aplicando-se aos oprimidos ou aos contendores mais frágeis de um conflito.

Empatia pelo underdogEditar

A tendência à empatia do público com underdogs tem raízes no cristianismo[5] e tem sido de importância fundamental para os movimentos de libertação nacional, direitos civis e promoção de justiça social.

Mas o enquadramente de um determinado grupo como "underdog" ou "overdog" pode variar, em cada momento histórico. Durante a Primeira Guerra dos Bôeres, os Afrikaanders eram considerados "underdogs", pois se tratava de um pequeno grupo de pessoas lutando bravamente contra a grandeza do Império britânico. [6]Mas, a partir de 1948, com a introdução do programa político de Apartheid, os Afrikaners se tornaram conhecidos como opressores cruéis e racistas, de modo que os negros sul-africanos se tornaram os underdogs. [7]

De modo similar, nos primórdios do movimento sionista, os judeus eram reconhecidos como uma minoria, alvo de perseguições e, posteriormente, genocídio. [8] A criação do Estado de Israel, em 1948, foi considerada como uma vitória desses "underdogs". Nos tempos atuais, no entanto, Israel se converteu em grande potência militar e potência ocupante de Territórios Palestinos, de modo que os árabes palestinos se tornaram os underdogs.

A exibição de um conflito nos meios de comunicação tem grande influência sobre quem é visto como "underdog" ou "overdog", e há uma tendência do público a ter empatia com os mais frágeis. Consequentemente, as partes envolvidas nos vários conflitos acusam frequentemente a mídia internacional de ignorar ou minimizar os sofrimentos do seu próprio lado e de inflar os sofrimentos de seus oponentes. [8]

Underdogs vitoriososEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. overdog. Dictionary.com
  2. top dog. Dictionary.com.
  3. Merriam-Webster Dictionary. http://www.merriam-webster.com/dictionary/underdog underdog]
  4. underdog. Dictionary.com
  5. Empathy for the psychological underdog: A positive psychological approach to Luke’s Gospel. Por Eben Scheffler. HTS Teologiese Studies, v70i1.2742.
  6. Americans who fought in the Anglo-Boer War. Por Benjamin N. Brown. Military History Journal, vol 15 nº 6, dezembro de 2012
  7. Johnson, Paul Modern Times: A History of the World From the 1920s to the Year 2000. Hachette UK, 2013.
  8. a b Fulbrook, Mary. A History of Germany 1918-2014: The Divided Nation. John Wiley & Sons, 2015.