Universidad Iberoamericana

Universidade jesuíta no México

A Universidade Ibero-Americana (em castelhano: Universidad Iberoamericana, abreviado UIA, mas comumente conhecido como Ibero ou La Ibero ) é uma das universidades de maior prestígio no México e na América Latina. Essa instituição privada de ensino superior é financiada pela Companhia de Jesus e é reconhecida como tendo um nível de excelência de nível internacional. Em 2009, a UIA recebeu o prêmio SEP-ANUIES como a melhor universidade particular do México. O campus principal da Ibero está localizado no distrito de Santa Fe, na Cidade do México.

Universidad Iberoamericana
Fundação 1943
Tipo de instituição universidade
Localização Cidade do México
México
19° 22' 16" N 99° 15' 48.8" O
IBERO.JPG
Website oficial

Sua biblioteca principal, a Biblioteca Francisco Xavier Clavigero, possui mais de 400.000 livros e revistas e, em 2007, foi considerada uma das maiores bibliotecas universitárias do país.[1]

HistóriaEditar

 
Praça principal da universidade

A universidade foi fundada em 1943 como uma instituição jesuíta pela hierarquia católica, mas com significativa ajuda do reitor da Universidade Nacional Autónoma de México, Rodolfo Brito Foucher. Brito Foucher, advogado e chefe da faculdade de Direito da UNAM antes de se tornar reitor, era de opinião que isso não era contrário à Constituição da proibição de 1917 do envolvimento católico na educação, uma vez que o artigo não especificava o ensino superior, mas apenas o ensino fundamental e médio.[2] Um grupo-chave na fundação da Ibero foram ex-ativistas estudantis da Unión Nacional de Estudiantes Católicos (UNEC). A fundação ocorreu no momento em que as relações Igreja-Estado no México haviam melhorado no final dos anos 1920, durante a Guerra Cristera, e nos anos 30, quando o governo tentou implementar a educação voltada para o socialismo nas universidades mexicanas.[3]  [ es ]

 
Vista do campus a partir da Biblioteca Francisco Xavier Clavijero.

Originalmente chamada Centro Cultural Universitario, depois de dez anos, a Ibero se tornou uma universidade em grande escala devido ao patrocínio da comunidade empresarial que doou fundos para a construção do campus e para garantir empréstimos à medida que a universidade estava sendo estabelecida. Quando a economia mexicana se expandiu entre as décadas de 1940 e 1960, profissionais treinados pela Ibero atuaram no conselho de administração da universidade.[4] A Ibero tinha o objetivo de promover a cultura católica e formar elites para assumir papéis de liderança na sociedade mexicana. A Ibero treinou vários empresários e políticos bem-sucedidos, incluindo o candidato presidencial do Partido de Ação Nacional (México), Vicente Fox.

BibliografiaEditar

    • Espinosa, David. Jesuit Student Groups, the Universidad Iberoamericana, and Political Resistance in Mexico. Albuquerque: University of New Mexico Press 2014.
    • Meneses Morales, Ernesto. La Universidad Iberoamericana en el Contexto de la Educación Superior Contemporanea. Mexico City: UIA 1979.

Referências

  1. info@lafargeholcim-foundation.org. «Universidad Iberoamericana (IBERO)». LafargeHolcim Foundation website  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  2. David Espinosa, Jesuit Student Groups, the Universidad Iberoamericana, and Political Resistance in Mexico, Albuquerque: University of New Mexico Press 2014, p. 77.
  3. Espinosa, Jesuit Student Groups p. 3.
  4. Espinosa. «Jesuit Student Groups, the Universidad Iberoamericana, and Political Resistance in Mexico, 1913-1979». UNM Press – via Google Books  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)

Ligações externasEditar